Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

poetaporkedeusker

poetaporkedeusker

UM BLOG SOBRE SONETO CLÁSSICO

Da autoria de Maria João Brito de Sousa, sócia nº 88 da Associação Portuguesa de Poetas, Membro Efectivo da Academia Virtual Sala dos Poetas e Escritores - AVSPE -, Membro da Academia Virtual de Letras (AVL) e autora no Portal CEN, escrito num portátil gentilmente oferecido pelos seus leitores. ...porque os poemas nascem, alimentam-se, crescem, reproduzem-se e (por vezes...) não morrem.
29
Mar08

ARTE?

Maria João Brito de Sousa

Meus amigos, esta imagem, retirada da Net, é a de um cão que um "artista" Porto Riquenho, de nome Guillermo Habacuc Vargas, utilizou numa exposição de "Arte".

O animal foi amarrado a uma coluna da Galeria de Arte e ali esteve, sem comer nem beber durante semanas até que a morte o levasse.

Esta situação pode parecer um delírio mas foi real. Guillermo Vargas não só foi premiado pela sua "obra" como convidado a participar na próxima "Bienal Centroamericana das Honduras, 2008".

Centenas de pessoas assistaram, diaramente, à agonia do animal, sem que, dentre elas, um único ser humano se levantasse e tentasse arrancar o animal da sua agonia.

Passou-me pela cabeça ir, na minha Jangada de Imaginário, até às Honduras, mas  fui forçada a concluir que não conseguiria chegar lá viva.

Se algum de vós tiver dúvidas acerca desta macabra exposição, introduzam o nome do "artista" e encontrarão numerosos links com as mais diversas descrições sobre algo que efectivamente se passou.

Não posso ir às Honduras, mas posso fazer alguma coisa no sentido de impedir que

a "Obra de Arte" se repita este ano.

Anda, online, uma petição que me foi cedida pela Associação ANIMAL e que acabo de assinar.

Àqueles a quem o estômago genuinamente se revoltar, como a mim me está a acontecer, deixo o link para essa mesma petição.

http://www.petitiononline.com/13031953/petition.html

 

Obrigada. Por mim, pela dignidade do ser humano e pelo próximo cão eleito para glorificar a "Arte".

31
Jan08

AUTO-RETRATO

Maria João Brito de Sousa

 

De novo um poema que não é soneto. Nasceu assim e assim deu origem a este óleo sobre madeira...

 

 

 

AUTO-RETRATO

 

 

 

 

Sou um animal como outro qualquer

Pois coube-me em sorte

Ser bicho-mulher...

 

Mamífero-alado

Posto em vertical,

Mais perto de um anjo

Que de um ser carnal...

 

Às vezes sou planta,

Do sonho à raiz,

Só sei entender

O que a terra me diz...

 

Serei sempre o fruto

Daquilo que eu quis!

 

 

 

 

Maria João Brito de Sousa

18
Jan08

THE SUICIDE OF THE PINK WHALE

Maria João Brito de Sousa

Este é um trabalho muito grande. Está, neste momento, nas Galerias do Estoril, numa loja de Arte e Antiguidades, para venda.

Se algum dia forem até lá, dêem uma espreitadela ao andar inferior, à direita de quem desce a escada rolante, depois de passar pelo "water closet".

Se acharem um pouco naif... digam o mesmo de Gauguin!

 

 

Maria João Brito de Sousa

16
Jan08

POTRO RADICULADO

Maria João Brito de Sousa

 

 

Este é um trabalho do milénio passado...

 

Utilizei acrílico e pastel de óleo sobre placa sintética (cartonada) e, ao fim de 48 horas de tra

 

balho ininterrupto, nasceu este potro radiculado que, tal como eu, está sempre em mutação...

 

Ora potro, ora árvore... ora poeta, ora pintora...

 

POTRO RADICULADO- 100x78cm

 

 

 

Maria João Brito de Sousa

16
Jan08

GRANDE PINTORA A LÁPIS DE COR- ESCORÇO

Maria João Brito de Sousa

 

Este é um dos meus últimos trabalhos a lápis de cor.

Foi executado sobre papel Fabriano, a cor foi trabalhada com pincel de cerdas duras embebido em essência de terebentina e posteriormente colado sobre tela par poder ser exposto como quadro.

Teve algum sucesso na minha última exposição individual(AUTO RETRATO), mas ninguém o comprou.

O público português está apostado na sobrevivência da MARIA-SEM-CAMISA...  :))

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Em livro

Links

O MEU SEBO LITERÁRIO - Portal CEN

OS MEUS OUTROS BLOGS

SONETÁRIO

OUTROS POETAS

AVSPE

OUTROS POETAS II

AJUDAR O FÁBIO

OUTROS POETAS III

GALERIA DE TELAS

QUINTA DO SOL

COISAS DOCES...

AO SERVIÇO DA PAZ E DA ÉTICA, PELO PLANETA

ANIMAL

PRENDINHAS

EVOLUÇÃO DAS ESPÉCIES

ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE POETAS

ESCULTURA

CENTRO PAROQUIAL

NOVA ÁGUIA

CENTRO SOCIAL PAROQUIAL

SABER +

CEM PALAVRAS

TEOLOGIZAR

TEATRO

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

FÁBRICA DE HISTÓRIAS

Autores Editora

A AUTORA DESTE BLOG NÃO ACEITA, NEM ACEITARÁ NUNCA, O AO90

AO 90? Não, nem obrigada!