Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

poetaporkedeusker

poetaporkedeusker

UM BLOG SOBRE SONETO CLÁSSICO

Da autoria de Maria João Brito de Sousa, sócia nº 88 da Associação Portuguesa de Poetas, Membro Efectivo da Academia Virtual Sala dos Poetas e Escritores - AVSPE -, Membro da Academia Virtual de Letras (AVL) , autora no Portal CEN, e membro da Associação Desenhando Sonhos, escrito num portátil gentilmente oferecido pelos seus leitores. ...porque os poemas nascem, alimentam-se, crescem, reproduzem-se e (por vezes...) não morrem.
02
Set14

O TEU SILÊNCIO, Ó COMPANHEIRO!

Maria João Brito de Sousa

 

 

 

(Soneto em decassílabo heróico)

 

Por vezes vem de manso a voz do vento,

Murmurar-me em segredo… e diz-me mais,

Mais alto e mais audível que as normais

Que por cá repercutem qual lamento

 

A que sempre faltou raiva e talento

Mas soam como sopram vendavais,

Bradando sem cuidar dessoutros ais

Que ousem fazem soar seu desalento

 

Porque o sofrem na carne… e se não calam!

Aos que possam provar que, quando falam,

Bem mais razões terão que os do “poleiro”,

 

Junto o sopro de uns versos que me exalam

O vivo odor das brasas que em mim estalam

Se te encontro em silêncio, ó companheiro!

 

 

 

Maria João Brito de Sousa – 19.04.2014 – 14.48h

2 comentários



  • Paga crente e paga ateu
    Quanto aos bolsos vai levando
    O capital que se encheu
    À custa de um povo brando

    E se "paga, logo existe",
    Não tenhamos ilusões
    Porque um povo, mesmo triste,
    Sempre "rende" uns bons milhões!

    ... mas há sempre a resistência,
    O protesto, a lucidez
    De quem traz, na consciência,

    O orgulho português
    Que, sem mais condescendência,
    Faz frente ao ladrão burguês!


    Maria João

    Cá vai com o abraço do costume, Poeta!
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Mais sobre mim

    foto do autor

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Em livro

    Links

    O MEU SEBO LITERÁRIO - Portal CEN

    OS MEUS OUTROS BLOGS

    SONETÁRIO

    OUTROS POETAS

    AVSPE

    OUTROS POETAS II

    AJUDAR O FÁBIO

    OUTROS POETAS III

    GALERIA DE TELAS

    QUINTA DO SOL

    COISAS DOCES...

    AO SERVIÇO DA PAZ E DA ÉTICA, PELO PLANETA

    ANIMAL

    PRENDINHAS

    EVOLUÇÃO DAS ESPÉCIES

    ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE POETAS

    ESCULTURA

    CENTRO PAROQUIAL

    NOVA ÁGUIA

    CENTRO SOCIAL PAROQUIAL

    SABER +

    CEM PALAVRAS

    TEOLOGIZAR

    TEATRO

    Arquivo

    1. 2022
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2021
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2020
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2019
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2018
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2017
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2016
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2015
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2014
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2013
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2012
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2011
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2010
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2009
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2008
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D

    FÁBRICA DE HISTÓRIAS

    Autores Editora

    A AUTORA DESTE BLOG NÃO ACEITA, NEM ACEITARÁ NUNCA, O AO90

    AO 90? Não, nem obrigada!