Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

poetaporkedeusker

poetaporkedeusker

UM BLOG SOBRE SONETO CLÁSSICO

Da autoria de Maria João Brito de Sousa, sócia nº 88 da Associação Portuguesa de Poetas, Membro Efectivo da Academia Virtual Sala dos Poetas e Escritores - AVSPE -, Membro da Academia Virtual de Letras (AVL) e autora no Portal CEN, escrito num portátil gentilmente oferecido pelos seus leitores. ...porque os poemas nascem, alimentam-se, crescem, reproduzem-se e (por vezes...) não morrem.
10
Dez16

GLOSANDO CIDA VASCONCELOS

Maria João Brito de Sousa

10981811_1075700375792809_7159901178375438284_n.jp

SENTIR A LIBERDADE

 

Ah! Como é bom sentir a Liberdade

De evoluir-se, de estar, de sonhar

Deixar transformar em realidade

O querer, o cantar, o festejar...

 

É bom ser feliz e sentir-se bem

É bom fazer um passeio qualquer

É muito bom estar junto de alguém

E ceder a tentação do querer

 

Sem preocupar-se com a tal censura

Sem angústia ou medo, sem violência

Sem o sofrimento da ditadura

 

Ser livre, sem ter d´alguém, anuência

Ser livre para uma simples loucura

Ter a nossa total independência

 

 

Cida Vasconcellos

21/04/2016

8:47

 

 

POR NÓS E PELA RAZÃO QUE NOS MOVE

 

 

"Ah! Como é bom sentir a Liberdade",

Quando nos foge e nós não desistimos

De correr atrás dela, se se evade,

E de alcançá-la, assim que nos cumprimos!

 

"É bom ser-se feliz, sentir-se bem",

Tendo o suficiente pr`a escrever

E pr`a gravar na pel` que nos contém,

Os versos de um soneto por nascer,

 

"Sem preocupar-se com a tal censura",

Quando a razão se ganha em transparência

Justificando os p`rigos da aventura...

 

"Ser livre sem ter d`alguém anuência",

Por mais que alguém nos diga que é loucura

Contrariar, sem medo, esta indigência...

 

 

 

 

Maria João Brito de Sousa - 11.08.2016 - 10.50h

 

 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Em livro

Links

O MEU SEBO LITERÁRIO - Portal CEN

OS MEUS OUTROS BLOGS

SONETÁRIO

OUTROS POETAS

AVSPE

OUTROS POETAS II

AJUDAR O FÁBIO

OUTROS POETAS III

GALERIA DE TELAS

QUINTA DO SOL

COISAS DOCES...

AO SERVIÇO DA PAZ E DA ÉTICA, PELO PLANETA

ANIMAL

PRENDINHAS

EVOLUÇÃO DAS ESPÉCIES

ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE POETAS

ESCULTURA

CENTRO PAROQUIAL

NOVA ÁGUIA

CENTRO SOCIAL PAROQUIAL

SABER +

CEM PALAVRAS

TEOLOGIZAR

TEATRO

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

FÁBRICA DE HISTÓRIAS

Autores Editora

A AUTORA DESTE BLOG NÃO ACEITA, NEM ACEITARÁ NUNCA, O AO90

AO 90? Não, nem obrigada!