Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

poetaporkedeusker

poetaporkedeusker

UM BLOG SOBRE SONETO CLÁSSICO

Da autoria de Maria João Brito de Sousa, sócia nº 88 da Associação Portuguesa de Poetas, Membro Efectivo da Academia Virtual Sala dos Poetas e Escritores - AVSPE -, Membro da Academia Virtual de Letras (AVL) , autora no Portal CEN, e membro da Associação Desenhando Sonhos, escrito num portátil gentilmente oferecido pelos seus leitores. ...porque os poemas nascem, alimentam-se, crescem, reproduzem-se e (por vezes...) não morrem.
31
Mar13

"IRONIC"

Maria João Brito de Sousa

 

(Soneto em decassílabo heróico)

 

 

No substracto inorgânico e espontâneo

Do voo das palavras que não escrevo,

Desvendo muito mais do que o que devo,

Discirno original de sucedâneo,

 

Pressinto a mutação, toco o genoma

Da vida que em mim pulsa ardentemente,

Deponho a frustração nas mãos da mente

E quase me separo do meu "soma"...

 

(...)

 

Não fora - enorme! -  o fluxo migratório

A fazer-me lembrar o rumo inglório

Do povo castigado a que pertenço

 

Talvez eu acabasse acreditando

Que uns versos que não vejo, nem comando,

Fossem fruto daquilo em que nem penso.

 

 

 

 

Maria João Brito de Sousa - 08.03.2013 - 19.00h

 

 

IMAGEM - "Os Retirantes", Portinari

4 comentários

  • "Valores que mais alto se levantam"


    Ansiedade? Nunca a sinto!
    Sempre serena e feliz,
    Não tenho medos, não minto,
    Nem escrevo "porque outrem diz"...

    Não me restam muitos anos
    E pretendo aproveitá-los
    Escrevendo, sem fazer planos
    Pr`a, depois, ter de mudá-los...

    Paixões banais não me encantam
    E retiram qualidade
    À obra que deixarei...

    Outras paixões se levantam,
    De maior intensidade,
    Mais fortes que a própria lei...


    Abraço grande, Poeta! Feliz e sereno Domingo de Páscoa para todos vós!
  • Imagem de perfil

    poetazarolho 31.03.2013

    "À mais alta poetisa"

    Será que faço história
    Ao poetar assim consigo
    Constitui uma memória
    Maior que o meu umbigo

    Pois imenso em pequenez
    Não tem sequer comparação
    Com um estado de altivez
    Que é inato à Maria João

    Inato por ser espontâneo
    Por brotar de sabedoria
    Em palavras sem descrição

    Em glória é momentâneo
    Este pedaço da minha vida
    Que agradeço do coração.
  • Ai, Poeta... deixa-me toda corada... e eu nem sabia que me pudesse achar "altiva"... penso que não sou, mas não é lá muito bom sê-lo... nada bom...

    Estou muito gaga, nem sei o que responder mas eu é que lhe agradeço muito por me levar a escrever qualquer coisa, nem que seja um sonetilho... no estado em que tenho andado, não tenho feito poesia nenhuma, nenhuma...

    Poeta, no momento que vivemos, acho que todos os portugueses vão fazer História... uns anónimos, outros mais visíveis... mas estamos todos a passar por um momento bem marcante da nossa História.

    Esta pequeníssima poeta deixa-lhe um GRANDE abraço e comunica-lhe que terá de se levantar às 5 horas... ou um pouco antes... dia de hospital

    Vim só espreitar a caixa de correio e o Face e, como na noite passada quase não dormi por causa das cãibras, quero deitar-me bem cedinho! Posso, eventualmente, voltar a ter as tais cãibras... mas, pelo menos, vou tentar dormir...
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Mais sobre mim

    foto do autor

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Em livro

    Links

    O MEU SEBO LITERÁRIO - Portal CEN

    OS MEUS OUTROS BLOGS

    SONETÁRIO

    OUTROS POETAS

    AVSPE

    OUTROS POETAS II

    AJUDAR O FÁBIO

    OUTROS POETAS III

    GALERIA DE TELAS

    QUINTA DO SOL

    COISAS DOCES...

    AO SERVIÇO DA PAZ E DA ÉTICA, PELO PLANETA

    ANIMAL

    PRENDINHAS

    EVOLUÇÃO DAS ESPÉCIES

    ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE POETAS

    ESCULTURA

    CENTRO PAROQUIAL

    NOVA ÁGUIA

    CENTRO SOCIAL PAROQUIAL

    SABER +

    CEM PALAVRAS

    TEOLOGIZAR

    TEATRO

    Arquivo

    1. 2022
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2021
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2020
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2019
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2018
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2017
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2016
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2015
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2014
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2013
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2012
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2011
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2010
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2009
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2008
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D

    FÁBRICA DE HISTÓRIAS

    Autores Editora

    A AUTORA DESTE BLOG NÃO ACEITA, NEM ACEITARÁ NUNCA, O AO90

    AO 90? Não, nem obrigada!