Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

poetaporkedeusker

poetaporkedeusker

UM BLOG SOBRE SONETO CLÁSSICO

Da autoria de Maria João Brito de Sousa, sócia nº 88 da Associação Portuguesa de Poetas, Membro Efectivo da Academia Virtual Sala dos Poetas e Escritores - AVSPE -, Membro da Academia Virtual de Letras (AVL) e autora no Portal CEN, escrito num portátil gentilmente oferecido pelos seus leitores. ...porque os poemas nascem, alimentam-se, crescem, reproduzem-se e (por vezes...) não morrem.
01
Set10

UMA MODESTÍSSIMA TRADUÇÃO DO POST DE ONTEM

Maria João Brito de Sousa

 

 

 

INVOCAÇÃO DA SABEDORIA


Ó Sabedoria, a única capaz de nos guiar através da vida! Ó tu, que ensinas a virtude e que derrubas o vício, que seria de nós, que seria de todos os homens, se não fosses tu?

Foste tu que povoaste as cidades, inspirando aos homens dispersos o amor pela sociedade; foste tu que os levaste a coabitar, a contrair laços sagrados, a criar uma linguagem e uma escrita comuns. Foste tu que ditaste as leis, formaste os costumes, civilizaste as pessoas.

Procuro refúgio em ti; imploro o teu auxílio. Até hoje feliz por, parcialmente, seguir as lições que me davas, hoje é inteiro que me entrego a ti. Um só dia de harmonia, segundo os teus preceitos, vale mais do que uma eternidade de culpa.

A que força poderíamos, portanto, recorrer, se não à tua, que nos ofereces a tranquilidade na vida e anulas o medo da morte?

 

 

Cícero, Tusc. 5.2.

 

A ÁRVORE E O SEU FRUTO

 

Investe no teu trabalho, jamais nos seus frutos.

Não trabalhes visando o fruto que ele te virá a dar, pois o fruto jamais substituirá a obra em si.

Infeliz do que trabalha visando, tão só, a recompensa.

 

 

Bhagavad-Gita

 

 

 

NOTA - Segundo a minha humilde tradução.

 

 

 

Lamento o tamanho diminuto da letra. Foi o que se pôde arranjar perante uma crise de mau-humor do Sapo...

2 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Em livro

Links

O MEU SEBO LITERÁRIO - Portal CEN

OS MEUS OUTROS BLOGS

SONETÁRIO

OUTROS POETAS

AVSPE

OUTROS POETAS II

AJUDAR O FÁBIO

OUTROS POETAS III

GALERIA DE TELAS

QUINTA DO SOL

COISAS DOCES...

AO SERVIÇO DA PAZ E DA ÉTICA, PELO PLANETA

ANIMAL

PRENDINHAS

EVOLUÇÃO DAS ESPÉCIES

ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE POETAS

ESCULTURA

CENTRO PAROQUIAL

NOVA ÁGUIA

CENTRO SOCIAL PAROQUIAL

SABER +

CEM PALAVRAS

TEOLOGIZAR

TEATRO

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

FÁBRICA DE HISTÓRIAS

Autores Editora

A AUTORA DESTE BLOG NÃO ACEITA, NEM ACEITARÁ NUNCA, O AO90

AO 90? Não, nem obrigada!