Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

poetaporkedeusker

poetaporkedeusker

UM BLOG SOBRE SONETO CLÁSSICO

Da autoria de Maria João Brito de Sousa, sócia nº 88 da Associação Portuguesa de Poetas, Membro Efectivo da Academia Virtual Sala dos Poetas e Escritores - AVSPE -, Membro da Academia Virtual de Letras (AVL) , autora no Portal CEN, e membro da Associação Desenhando Sonhos, escrito num portátil gentilmente oferecido pelos seus leitores. ...porque os poemas nascem, alimentam-se, crescem, reproduzem-se e (por vezes...) não morrem.
10
Out22

O DISCURSO - Reedição

Maria João Brito de Sousa

Maria João (1).jpg

O DISCURSO - Reedição
*

 

Impõe-se-me um discurso, urgentemente!

Aquilo que eu disser será escutado

E há que ter, como tal, muito cuidado,

Não se torne a palavra independente
*

 

Que o discurso é, por vezes, inclemente:

Nós damos-lhe a função de ser recado

E, o tonto,  faz-se ambíguo e torna errado

O que, sendo pensado, era inocente
*

 

Porque, ao dizer, desdiz o que foi dito,

Ganha vontade própria, é traiçoeiro

E, às vezes, transmutado em ditador,
*

 

Consegue desmentir quanto foi escrito,

Ilude o alheio ouvido a tempo inteiro

E destrói a carreira ao orador!
*

 

Mª João Brito de Sousa

20.05.2008
***
.

Na fotografia - que obviamente nada tem a ver com a irónica mensagem deste soneto - eu e o Fernando Augusto Cunha de Sá que comigo foi co-autor da obra RECLUSÃO de Laurinda Rodrigues.

 

 

08
Out22

A CASA DO/A POETA - Reedição

Maria João Brito de Sousa

O PEQUENO MUNDO DOS CRIADORES DE AFECTOS - MJBS (1).jpeg

A CASA DO POETA - Reedição
*

 

A casa do poeta é oficina,

É estaleiro de versos e de ideias

Sopradas pelo vento nas areias,

E imensa, embora sendo pequenina
*

 

Tem algo que nos prende e que fascina,

Como se fosse urdida por sereias

Que vão tecendo, líquidas, as teias

Que arrogam condição semi-divina...
*

 

A casa do Poeta, como a vida,

Está cheia de surpresas, novidades

E, não tendo a ambição de ser maior
*

 

Nem  estando para tanto prevenida,

Tem sempre um espaço livre pràs saudades

Que o tempo vai urdindo em seu redor.
*


Maria João Brito de Sousa

27.07.2008 - 01.56h
***

06
Out22

MAIS UM DIÁLOGO ENTRE AMIGOS

Maria João Brito de Sousa

SINFONIA SOL LUA COM REMENDO VERDE.jpeg

 

SONETO
*

Angústia que nos chega ao coração
Perante esta notícia aqui postada
Da nossa poetisa tão amada
Que sofre no seu pós operação
*

A Sousa que é Maria e João
E que também é vate consagrada
Está a toda a hora a ser tratada
A correr hospitais de mão em mão
*

Remédios que ela toma a toda a hora
Sangue coagulado, não melhora
E com a musa sempre em pensamento
*

A dor há-de passar e eu lhe digo
Que estamos todos nós aí consigo
A tentar acalmar-lhe o sofrimento.
*

Custódio Montes
*

RESPOSTA/AGRADECIMENTO
*

Custódio, embora eu esteja "desmusada"

Não poderei deixar de agradecer

Os versos que acabei de receber

E - juro! - me deixaram encantada!
*


Há muito tempo anticoagulada,

Sei bem o que fazer ou não fazer

Pra, enganando a morte, inda viver

E, estando viva, ser bem educada,
*


Dar notícias de mim, inda que sejam

Aquelas que os amigos não desejam

E muito menos eu desejaria,
*

 

Mas esta é a Verdade nua e crua:

Nunca mente o/a poeta que a cultua,

Nem será fingidora essa ousadia.
*


Mª João Brito de Sousa

05.10.2022

***

 

05
Out22

RESPOSTA SEM MUSA, NEM NADA

Maria João Brito de Sousa

WIN_20200615_15_28_39_Pro (1).jpg

 

Um dia inda hás de rir dessa "desgraça"
que cedo irá embora com maneiras
E a musa, que ora passa ora não passa,
verás que algum caminho depois traça
aí pela Parede ou por Oeiras.

*

Joaquim Sustelo

***

 

RESPOSTA

SEM MUSA, NEM NADA

*

Não poderei correr atrás da Musa

Que mais de trinta metros, não caminho:

Fico zangada mas não fico obtusa

E embora condenada a estar no ninho
*


Como se tendo sina de reclusa

E, a Musa, sina de astro ou passarinho,

Confesso-te que entendo essa recusa

E, por ela, mantenho algum carinho
*


Que a pobre teve em sorte uma poeta

Que há muito que deixou de ser atleta

E mais parece ser a campeã
*


Da grande maratona das mazelas

E das chatices que decorrem delas...

Só do juízo - juro! - é que estou sã! 
*

 

Mª João Brito de Sousa

05.10.2022 - 12.30h

***

 

 

04
Out22

NOTÍCIAS DO PÓS-OPERATÓRIO II

Maria João Brito de Sousa

Convalescência.png

Queridos amigos e camaradas,

obrigada pelas vossas animadoras palavras!

Infelizmente, este pós-operatório está a ser problemático e além das dores continuarem, ontem à noite rebentou um ponto da sutura e estou novamente com uma hemorragia. Por enquanto nada que assuste muito, mas o certo é que reiniciei a anticoagulação oral no Sábado em simultâneo com a anticoagulação injectável - tudo tal qual as indicações do meu médico - e agora vai ser o cabo dos trabalhos para estancar esta hemorragia.

Irei esta tarde ao Centro de Saúde.

Peço-vos desculpa pela minha ausência mas não tenho tido Musa nem apetência para ler ou escrever seja o que for.

Um grande, GRANDE abraço para cada um de vós!

Mª João

 

PS - A imagem foi roubada nem sei onde. Não lhe resisti...

02
Out22

NOTÍCIAS DO PÓS-OPERATÓRIO

Maria João Brito de Sousa

pós operatório.jpg

Queridos camaradas e amigos,

peço desculpa por escrever tão pouco, mas ainda estou com dores, mesmo muitas dores. Embora a cirurgia de sexta-feira tenha corrido muito bem, cinco horas depois, e já em casa, tive uma hemorragia que só parou durante a manhã de sábado.

Por outro lado, creio que a dosagem do antibiótico que me foi prescrito, não foi suficiente para evitar uma inflamação/infecção, porque o edema da face aumentou muito e estou agora com muito mais dores do que as que tive no dia da cirurgia, quando as anestesias perderam o efeito.

Já retomei a Varfarina em simultâneo com as injecções de enoxaparina e terei amanhã consulta domiciliária de enfermagem, mas creio que vou precisar de ir, a seguir, à minha USF para atendimento médico porque, muito provavelmente, precisarei de mais antibiótico.

Escrever poesia com dores deste calibre, não é para mim. Com dores medianas, consigo perfeitamente deitar mãos à obra, mas não com dores tão intensas que como as que me impediram de dormir esta noite.

Prometo ir-vos pondo ao corrente do meu estado e retomar a produção poética assim que este malfadado pós-operatório me der uma oportunidadezinha.


Abraços para todos vós!
*

Mª João

 

 

Pág. 3/3

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Em livro

DICIONÁRIO DE RIMAS

DICIONÁRIO DE RIMAS

Links

O MEU SEBO LITERÁRIO - Portal CEN

OS MEUS OUTROS BLOGS

SONETÁRIO

OUTROS POETAS

AVSPE

OUTROS POETAS II

AJUDAR O FÁBIO

OUTROS POETAS III

GALERIA DE TELAS

QUINTA DO SOL

COISAS DOCES...

AO SERVIÇO DA PAZ E DA ÉTICA, PELO PLANETA

ANIMAL

PRENDINHAS

EVOLUÇÃO DAS ESPÉCIES

ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE POETAS

ESCULTURA

CENTRO PAROQUIAL

NOVA ÁGUIA

CENTRO SOCIAL PAROQUIAL

SABER +

CEM PALAVRAS

TEOLOGIZAR

TEATRO

Arquivo

  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2022
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2021
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2020
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2019
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2018
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2017
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2016
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2015
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2014
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2013
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2012
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2011
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2010
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2009
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2008
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D

FÁBRICA DE HISTÓRIAS

Autores Editora

A AUTORA DESTE BLOG NÃO ACEITA, NEM ACEITARÁ NUNCA, O AO90

AO 90? Não, nem obrigada!