Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

poetaporkedeusker

poetaporkedeusker

UM BLOG SOBRE SONETO CLÁSSICO

Da autoria de Maria João Brito de Sousa, sócia nº 88 da Associação Portuguesa de Poetas, Membro Efectivo da Academia Virtual Sala dos Poetas e Escritores - AVSPE -, Membro da Academia Virtual de Letras (AVL) e autora no Portal CEN, escrito num portátil gentilmente oferecido pelos seus leitores. ...porque os poemas nascem, alimentam-se, crescem, reproduzem-se e (por vezes...) não morrem.
29
Mai09

PINTORA QUANDO DEUS QUER

Maria João Brito de Sousa

 

Se aqui, mulher do leme, eu me apartara

Da força de titã que me transcende

E que à Barca me amarra e que me prende

À lua-irmã que sempre se declara;

 

Se, também lua, eu mesma me amarrara

Ao leme de improváveis que se estende

Desde o alto de mim onde se acende

Um sol doirado em cada manhã clara...

 

Pudessem minhas mãos continuar

Este percurso eterno e pendular

Entre o sol e a lua, em cada dia!

 

Pudesse eu ser um raio de luar,

Permanecer ao leme e não vergar

Nem nas horas de medo e de agonia...

 

 

 

Nota - Nasceram-me um poema em redondilha que vou, seguidamente, publicar no http://asmontanhasqueosratosvaoparindo.blogs.sapo.pt/

Se quiserem deitar uma olhadela, serão sempre bem vindos. :)

 

28
Mai09

COLECTÂNEA DE POESIA CONTEMPORÂNEA

Maria João Brito de Sousa

 

 

Propõe-se a Chiado Editora, em colaboração com o Jornal Portal Lisboa, jornal on-line, gratuito, exclusivamente dedicado à cidade de Lisboa, lançar o segundo volume da Colectânea de Poesia Contemporânea.

Aqui vos deixo um extracto do email que me foi enviado e que vos permitirá aceder ao Portal Lisboa e ao regulamento.

 

 

 

 

Bons poemas e muita inspiração para todos vós! :)

 

Depois do sucesso que foi a Primeira Colectânea de Poesia Contemporânea do Portal Lisboa e da Chiado Editora (www.chiadoeditora.com), com o nome “Entre o Sono e o Sonho”, vamos agora arrancar com o II. Volume da mesma colectânea, pelo que gostariamos de o convidar a noticiar este evento no seu blog. Neste momento, estamos à procura de novos autores para entrarem neste livro, pelo que o convidamos a visitar o regulamento (Link Regulamento desta colectânea no nosso site. As inscrições podem ser feitas aqui (Link Inscrição).

 

 

 

 

26
Mai09

A MORTE DO ENCANTADO

Maria João Brito de Sousa

Disseram que morreu o Encantado...

Disseram que morreu mas não morreu!

O Encantado vive, sei-o eu!

Tudo o mais que inventarem está errado!

 

Dizerem que morreu, foi enterrado,

Depois da longa vida que viveu!

Até a crua morte estremeceu

Com medo de poder ter-se enganado!

 

Encantados não morrem, são eternos,

Regressam como a luz de cada dia

E enchem-nos as horas de ternura...

 

E, se sonham mais alto nos Invernos,

É porque são passíveis da magia

Que muitos vão chamando de loucura...

 

 

 

                                           Ao meu avô, Poeta Encantado

 

 

 

ATENÇÃO: The show must go on!  "Dancing in the moonlight" in http://free-stile.blogs.sapo.pt/

25
Mai09

...

Maria João Brito de Sousa

A EPIDEMIA

 

 

Apanhei “Sonetite”! Qual bactéria

Que me tivesse achado vulnerável,

E que, no seu instinto inevitável,

Me deixasse, por fim, nesta miséria...

 

Não era competente na matéria

Nem sei por que razão indecifrável

O soneto me achou tão desejável...

De forma virulenta e muito séria

 

Atacou-me, infectou-me corpo e alma

E com tal gravidade me tomou

De uma febre tão alta, tão total,

 

Que já ninguém conhece a mulher calma

Que eu era quando o vírus me tomou

De doença tão súbita e letal...

 

Maio 2007 – A brincar, a brincar… mas foi assim!

 

 

NOTA IMPORTANTE - Este soneto é "velhinho" e a foto é de sexta feira passada. Se eu me fotografasse agora, ver-me-iam com "gripite" aguda... mas eu tinha prometido uma foto bem disposta e gosto de cumprir as minhas promessas. Não será exactamente um Schwarzeneger, mas foi o melhor que se pôde arranjar...

 

22
Mai09

EXALTE-SE A METÁFORA!

Maria João Brito de Sousa

Exalte-se a metáfora, a figura

Do estilo mais fecundo e intimista!

A que nos ilumina e aponta a pista

Em direcção à próxima loucura!

 

Exalte-se a palavra menos pura,

Desvendem-se os sentidos de um artista!

A ideia geral que nos conquista,

A estranha evocação do que perdura!

 

Exaltem-se, no sangue, os rios que correm,

A lua que nos beija e nos seduz,

Raízes a cravar-se em novos céus,

 

Montanhas nos silêncios que devolvem

Novo sentido aos sons que emitem luz

E que traduzo em gestos muito meus!

 

 

 

BOM FIM DE SEMANA PARA TODOS! ESPERO VOLTAR NA 2ª FEIRA!

ABRAÇO GRANDE!

21
Mai09

JUST A FROZEN MOMENT...

Maria João Brito de Sousa

 

 

Pois é... não sei o que me deu ontem, ao fim da tarde mas, em vez de soneto, começou a nascer uma tela... ainda não vai nem a meio e é apenas um "momento congelado", como o nome indica. Mas que nasceu, nasceu! É por isso que hoje, em vez de soneto, fica este pormenor do que virá a ser "Just a Frozen Moment"...

18
Mai09

CONVITE DA CHIADO EDITORA

Maria João Brito de Sousa

Estou a segundos do limite de tempo... logo à tarde tento explicar-vos o que se passa!

 

A Chiado Editora vai publicar o segundo volume da Antologia da Poesia Contemporânea.

Visitem http://www.portallisboa.net/ e aproveitem esta magnífica oportunidade de verem publicados os vossos poemas.

 

ATENÇÃO: Há um novo menino entre nós! Vão ver quem ele é ao http://premiosemedalhas.blogs.sapo.pt/

15
Mai09

DESPIR AS PALAVRAS

Maria João Brito de Sousa

A ti me entrego, ó lucidez suprema!

Eu, pequenina luz do teu feitiço,
Minha última morada e compromisso!
Eu ínfima pecinha do teu esquema,
 
Tão lúcida que vejo além de olhar
E, embora confusa, eu já vislumbro
A razão deste meu andar no mundo
Buscando o que não devo nem sonhar!
 
E brinco ainda!? Nem sei bem porquê...
Vestida das palavras que são tuas,
Descubro outras palavras que são minhas...
 
E agora que me dispo e ninguém vê
Ficaram-me as palavras todas nuas...
Assim me entrego a ti que me adivinhas!
 
 
01.04.08 – 16.30h
 
NOTA- Nesta pareço ainda mais palerma do que sou mas, pelo menos, estava a tentar brincar um pouco...
13
Mai09

TUDO O QUE HÁ-DE VIR, SE DEUS QUISER!

Maria João Brito de Sousa

Na Era do Cansaço há céus que brilham

E muito que fazer nos arvoredos…

Despontam, devagar, novos segredos

Como rastos de estrelas que cintilam…

 

Depois deste cansaço, os passos trilham

O novo espaço cheio dos mil medos

E há, de novo, palavras nos meus dedos

Que as tocam, as soletram, as dedilham…

 

Ainda este cansaço, a letargia,

Apenas disfarçados na magia

De quem irá fazer o que puder…

 

Procuro o novo mel de uma alegria

Ou o alívio de uma anestesia

Em tudo o que há-de vir, se Deus quiser!

 

 

DE VOLTA AO TRABALHO…

      

 

Gostaria de abraçar-vos de verdade mas, em verdade vos digo, que nem forças para um “abraço real” me sobraram. Gostaria de vos prometer o mesmo ritmo de trabalho que em tempos tive, mas seria mentira… e eu não gosto de mentir.  Nada vos posso prometer senão o meu melhor, estando bem consciente de que “o meu melhor” já não é o que era há uns meses atrás. Limitar-me-ei a prometer-vos a não desistência, não esquecendo que, por momentos, desisti mesmo de tudo. Desisti de mim mesma e só agora começo a sentir-me grata por esta vitoriazinha do meu corpo físico sobre uma vontade que se diluiu na desistência absoluta e consciente.

Obrigada a todos vós. Obrigada a todos os que mais ou menos directamente me ajudaram a voltar ao Poetaporkedeusker. Agradeço ainda ao Centro de Juventude de Nova Oeiras por me disponibilizar este acesso online, à Paróquia de Sto. António de Nova Oeiras, à Dra. Júlia Santos, ao Padre Aníbal Inácio, à Dra. Sofia Costa e a todas as voluntárias e funcionárias do Centro Paroquial que me tem fornecido o “pão-nosso de cada dia” e ofereceu as suas instalações sanitárias num momento em  que eu estava incapaz de tomar, sequer, um banho sozinha.

Esta ideia de recorrer ao Centro de Juventude veio da Maria Helena, da Autores-Editora, a quem, mais uma vez agradeço do fundo do coração.

Todos os vossos telefonemas e sms`s contribuíram para me manter “à tona” e nunca, nunca os esquecerei. J

Gostaria – ó se gostaria! – de visitar os vossos blogs, um por um e sem excepção, mas sei que não será possível. A minha agilidade física e mental degradou-se extraordinariamente, nestas últimas semanas e o horário disponibilizado pelo Centro de Juventude de Nova Oeiras não é exactamente aquele de que eu dispunha quando trabalhava em casa.

NOTA - Eu trazia uma foto minha, juro que trazia! E consegui passar tudo para o blog... menos a foto...Este é o tal post que eu tinha preparado e, finalmente, consegui "transportar" para aqui.Um beijo grande, grande e desculpem-me esta falhazita. Seique a Maria Helena se prontificou a deixar-me algumas fotos em rascunho, por isso tentarei, posteriormente, fazer um post com uma delas... ou mais!

 

Pág. 1/2

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Em livro

Links

O MEU SEBO LITERÁRIO - Portal CEN

OS MEUS OUTROS BLOGS

SONETÁRIO

OUTROS POETAS

AVSPE

OUTROS POETAS II

AJUDAR O FÁBIO

OUTROS POETAS III

GALERIA DE TELAS

QUINTA DO SOL

COISAS DOCES...

AO SERVIÇO DA PAZ E DA ÉTICA, PELO PLANETA

ANIMAL

PRENDINHAS

EVOLUÇÃO DAS ESPÉCIES

ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE POETAS

ESCULTURA

CENTRO PAROQUIAL

NOVA ÁGUIA

CENTRO SOCIAL PAROQUIAL

SABER +

CEM PALAVRAS

TEOLOGIZAR

TEATRO

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

FÁBRICA DE HISTÓRIAS

Autores Editora

A AUTORA DESTE BLOG NÃO ACEITA, NEM ACEITARÁ NUNCA, O AO90

AO 90? Não, nem obrigada!