Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

poetaporkedeusker

poetaporkedeusker

UM BLOG SOBRE SONETO CLÁSSICO

Da autoria de Maria João Brito de Sousa, sócia nº 88 da Associação Portuguesa de Poetas, Membro Efectivo da Academia Virtual Sala dos Poetas e Escritores - AVSPE -, Membro da Academia Virtual de Letras (AVL) e autora no Portal CEN, escrito num portátil gentilmente oferecido pelos seus leitores. ...porque os poemas nascem, alimentam-se, crescem, reproduzem-se e (por vezes...) não morrem.
09
Jul10

O ELOGIO DA RECTIDÃO

Maria João Brito de Sousa

 

Nos meus longínquos dias de menina,

Jamais foi posta em causa a pertinência

Do longo, longo tempo de uma ausência

Ou do toque ideal da luz divina.


A casa era, pr`a mim, uma oficina

E, em cada linha escrita, a transparência

Sabia impor-se à dura penitência,

Justificando o quanto me fascina…


Assim, nesse húmus rico, fui crescendo

No centro do canteiro que não esqueço,

Como planta; selvagem, mas erecta!


E se hoje alguma coisa eu não entendo,

É porque, com certeza, o não mereço…

Eu tendo a escrever sempre em linha recta.

 


 


Maria João Brito de Sousa – 29.06.2010 – 21.54h

 


4 comentários

  • Imagem de perfil

    Maria João Brito de Sousa 12.07.2010 11:35

    Obrigada, Vera. A tua festa correu bem?
    Abraço grande!
  • Imagem de perfil

    Simbologia do aMoR 12.07.2010 17:41

    Oi Maria

    A festa correu sim, mas cheguei em cima da hora e não deu para declamar minha poesia. Não fiquei chateada, as coisas acontecem. E a culpa foi minha mesmo de não chegar com antecedência. Mas foi muito bonito e pudemos cantar um hino maravilhoso e quando eu o tiver em mãos vou postar no meu blog.

    Abraço.
  • Imagem de perfil

    Maria João Brito de Sousa 13.07.2010 14:19

    Na nossa, não fui eu que declamei o meu poema. O evento estava organizado de uma forma muito original, com alguma dramatização das cenas. Os poetas apareciam dois a dois, representados por declamadores do CENCO e havia uma projecção das imagens dos poetas reais, num ecrã, na parede. As músicas de fundo eram lindíssimas e a mim calhou-me Cesário Verde, como companheiro. Foi lindo, lindo, lindo!
    Abraço grande!
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Mais sobre mim

    foto do autor

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Em livro

    Links

    O MEU SEBO LITERÁRIO - Portal CEN

    OS MEUS OUTROS BLOGS

    SONETÁRIO

    OUTROS POETAS

    AVSPE

    OUTROS POETAS II

    AJUDAR O FÁBIO

    OUTROS POETAS III

    GALERIA DE TELAS

    QUINTA DO SOL

    COISAS DOCES...

    AO SERVIÇO DA PAZ E DA ÉTICA, PELO PLANETA

    ANIMAL

    PRENDINHAS

    EVOLUÇÃO DAS ESPÉCIES

    ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE POETAS

    ESCULTURA

    CENTRO PAROQUIAL

    NOVA ÁGUIA

    CENTRO SOCIAL PAROQUIAL

    SABER +

    CEM PALAVRAS

    TEOLOGIZAR

    TEATRO

    Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2008
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D

    FÁBRICA DE HISTÓRIAS

    Autores Editora

    A AUTORA DESTE BLOG NÃO ACEITA, NEM ACEITARÁ NUNCA, O AO90

    AO 90? Não, nem obrigada!