Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

poetaporkedeusker

poetaporkedeusker

UM BLOG SOBRE SONETO CLÁSSICO

Da autoria de Maria João Brito de Sousa, sócia nº 88 da Associação Portuguesa de Poetas, Membro Efectivo da Academia Virtual Sala dos Poetas e Escritores - AVSPE -, Membro da Academia Virtual de Letras (AVL) , autora no Portal CEN, e membro da Associação Desenhando Sonhos, escrito num portátil gentilmente oferecido pelos seus leitores. ...porque os poemas nascem, alimentam-se, crescem, reproduzem-se e (por vezes...) não morrem.
29
Mar10

SÁBADO DOMINGO E SEGUNDA FEIRA VIII

Maria João Brito de Sousa

 

 

A HORA DO SORRISO

*

 

Tendo a vida virada do avesso

E estando já tão perto da partida,

Tenho, afinal, aquilo que mereço

Porque assim se define a própria vida

*

 

E, se a glória vier, caso demore,

Que nunca tenha pressa de chegar,

Só para que, depois, ninguém me chore

Apenas por fingir saber-me amar.

*

 

Agora, se sorrir, estarei mentindo

Porque me dói, no corpo, a alma inteira,

Porque me assumo humana e pensadora

*

O que me irá, decerto, permitindo

Ir-me reinventando. A brincadeira

Não me imporá sorrir a toda a hora.

*

 

Maria João Brito de Sousa - 2010

 

 

 

UMA TAREFA LENTA...

 

 

Não tenho tempo, irmãos, que o Tempo voa;

Quem vê, na Poesia,  distracção,

Não é poeta e nunca foi senão

Alguém que por aí verseja à toa…

*

 

Lá longe, muito ao longe, o verso ecoa,

Aproxima-se mais, pede atenção

E não lhe posso já dizer que não

Quando, vindo de longe, em mim ressoa.

*

 

Flutua e vai pousar. Quedo-me atenta

E espero o exactíssimo momento

Em que consiga ouvi-lo e dar-lhe voz.

*

 

Pode a tarefa parecer-vos lenta,

Mas esta simbiose exige tempo,

Por mais que o Tempo, assim, fuja de nós.

*

 

Maria João Brito de Sousa - Março, 2010

*

 

 

O QUE TU QUEIRAS

*

 

 

Vá, faz de mim - de nós… - o que tu queiras!

Inventa mil passados, mil futuros,

Constrói mil pontes ou derruba muros,

Diz de tua justiça em mil maneiras.

*

 

Cresceste aprisionado entre fronteiras,

Numa urgência de ver claros-escuros

Bem própria dos que vivem (in)seguros

E tentam fazer bem, fazendo asneiras.

*

 

Sonha à tua maneira e sê feliz;

Futuro é um passado por passar

Por um presente que nem mesmo existe

*

 

Aquilo que mais queres, nunca eu o quis;

Houve um dia em que a vida quis parar

E eu só reparei que estavas triste.

*

 

Maria João Brito de Sousa - Março, 2009

*

 

 

 

"L`IMPORTANT C`EST LA ROSE", Maria João Brito de Sousa, 1999

6 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Em livro

Links

O MEU SEBO LITERÁRIO - Portal CEN

OS MEUS OUTROS BLOGS

SONETÁRIO

OUTROS POETAS

AVSPE

OUTROS POETAS II

AJUDAR O FÁBIO

OUTROS POETAS III

GALERIA DE TELAS

QUINTA DO SOL

COISAS DOCES...

AO SERVIÇO DA PAZ E DA ÉTICA, PELO PLANETA

ANIMAL

PRENDINHAS

EVOLUÇÃO DAS ESPÉCIES

ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE POETAS

ESCULTURA

CENTRO PAROQUIAL

NOVA ÁGUIA

CENTRO SOCIAL PAROQUIAL

SABER +

CEM PALAVRAS

TEOLOGIZAR

TEATRO

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2011
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2010
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2009
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2008
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D

FÁBRICA DE HISTÓRIAS

Autores Editora

A AUTORA DESTE BLOG NÃO ACEITA, NEM ACEITARÁ NUNCA, O AO90

AO 90? Não, nem obrigada!