.UM BLOG SOBRE SONETO CLÁSSICO

Da autoria de Maria João Brito de Sousa, sócia nº 88 da Associação Portuguesa de Poetas, Membro Efectivo da Academia Virtual Sala dos Poetas e Escritores - AVSPE -, Membro da Academia Virtual de Letras (AVL) e autora no Portal CEN, escrito num portátil gentilmente oferecido pelos seus leitores. ...porque os poemas nascem, alimentam-se, crescem, reproduzem-se e (por vezes...) não morrem.
Sábado, 18 de Janeiro de 2014

TENTANDO COMEMORAR - COM OS QUATRO DIAS DE ATRASO QUE AS CIRCUNSTÂNCIAS JUSTIFICAM - O SEXTO ANIVERSÁRIO DO "POETA PORQUE DEUS QUER"

SONETO CON(M)SENTIDO

 

 

(Em decassílabo heróico)

 

 

A mão morre na praia, o gesto hesita

E a voz vai-me cedendo às avarias

Que minam quanta carne o estro habita,

Um pouco mais e mais, todos os dias,

 

Porém, lembrando as horas mais sadias,

Renegando essa dor em si se agita,

Tenta o verso ir mantendo as ousadias

E canta pr`afirmar qu`inda acredita!

 

Saudades? Já vou tendo, o tempo voa

E voam, nestas rimas conquistadas

Às horas em que a dor a carne arpoa,

 

As palavras que, embora maltratadas,

Conseguem, nessa voz que em dor se escoa,

Sonhar com quantas mais nasçam cantadas…

 

 

 

 

Maria João Brito de Sousa – 18.01.2014 – 13.51h

 

IMAGEM - "Solstício de Verão" (xilogravura) - Manuel Ribeiro de Pavia, 1942

 

 

sinto-me :
publicado por poetaporkedeusker às 18:41
link do post | "poete" também! | favorito
|
45 comentários:
De jabeiteslp a 18 de Janeiro de 2014 às 21:53

Parabéns Poeta

e uma feliz noite também

De poetaporkedeusker a 19 de Janeiro de 2014 às 11:45
Obrigada, Anjo! Foi uma noite febril e, hoje de manhã, estava sem esquentador... o malvado avariou... nem sei que mais me estará para acontecer... mas tenho de me aguentar!

Um feliz Domingo!
De poetazarolho a 18 de Janeiro de 2014 às 23:43
Parabéns ao poetaporkedeusker.
De poetaporkedeusker a 18 de Janeiro de 2014 às 23:53
Obrigada, Poeta! Foi com quatro dias de atraso, mas... foi! E eu que nunca me recordo das datas...


Beijinho!!!
De poetazarolho a 19 de Janeiro de 2014 às 21:12
“Já está a acontecer”

Da dignidade despojados
Neste tempo sem sentido
Sentimentos esquartejados
Deixam o pensamento ferido

Com a alma moribunda
Por força do egoísmo
Esta civilização afunda
Sente-se próximo o abismo

Todos os meios se justificam
Para atingir o objectivo
De destruir sem saciedade

Os governos personificam
O poder mais destrutivo
Que saqueia a humanidade.

Prof Eta
De poetaporkedeusker a 19 de Janeiro de 2014 às 22:28
Há que travá-los!!!


Só não matam quem os serve,
Quem lhes faz vénias profundas,
Sem que a mentira o enerve,
Escondendo as razões imundas

E, a cada dia que passa,
Por cada noitinha insone,
Em vénias cala a desgraça
Do seu irmão que tem fome!

De traidores oportunistas
Está o país bem servido
E, por eles, assim ficou

Um país que assim deixou
Que dele tirassem partido
Tão sujos capitalistas!


Maria João


Aqui vai, com o abraço do costume... do fundo do meu imenso desconforto, mas saiu!









De poetaporkedeusker a 21 de Janeiro de 2014 às 16:13
Agora, o que me está a acontecer é que me bloquearam a entrada na caixa de correio... para além de nõ poder fazer praticamente mais nada
De poetaporkedeusker a 21 de Janeiro de 2014 às 16:15
Agora, o que me está a acontecer é que me bloquearam a entrada na caixa de correio... para além de não poder fazer praticamente mais nada
De poetazarolho a 19 de Janeiro de 2014 às 21:28
Grace na ponte.
De poetaporkedeusker a 21 de Janeiro de 2014 às 13:07
Vou à Ponte, agora... a imagem saltita tanto que nem vale a pena ir ao Face tentar ler aqueles que vou tentando acompanhar... a janelinha de busca salta-me logo para fora do campo de visão e não chego lá nem "às apalpadelas"...
De poetazarolho a 20 de Janeiro de 2014 às 07:33
Chá sem dinheirinho.
De poetaporkedeusker a 20 de Janeiro de 2014 às 09:13
Um Chá igual a quase todos os portugueses trabalhadores... vou para as análises, mas tento ir lá...
De heretico a 20 de Janeiro de 2014 às 18:07
grato pelo prazer da leitura dos teus sonetos

sinto-me feliz por ter descoberto este espaço (mais vale tarde que nunca)

parabéns.

beijos
De poetaporkedeusker a 21 de Janeiro de 2014 às 02:05
:) Obrigada, Heretico!

Abraço grande!
De poetazarolho a 20 de Janeiro de 2014 às 23:43
“Outro fado”

Ser humano deveria ser
Património da humanidade
Mas continua a perecer
Vergonha desta sociedade

Que o não sabe merecer
Mas ao fado dá prioridade
Acabando por lhe conceder
Estatuto de boa vontade

E é este o nosso fado
Cantado com sentimento
Que nos toca o coração

Temos o destino marcado
Não temos reconhecimento
Nem somos património não.
De poetaporkedeusker a 21 de Janeiro de 2014 às 02:27
Património? Talvez sim...
Talvez património vivo
Deste pequeno jardim
Que já está quase cativo

Duma ignomínia sem fim
Que fez dele um mero arquivo
Deste povo "assim-assim"
Que se se mostrasse activo,

Mais duro, mais justiceiro,
Mais revoltado, mais... povo,
Mais unido e mais inteiro,

Lhes diria: - Aqui reprovo
Desgoverno mais "foleiro"
Do que o velho "estado novo"


M. João


Abraço grande, Poeta!




De poetazarolho a 21 de Janeiro de 2014 às 07:09
Chá da condecoração.
De poetaporkedeusker a 21 de Janeiro de 2014 às 11:22
Vou tentar vê-lo, Poeta... continua tudo muito complicadito por aqui...
De poetazarolho a 21 de Janeiro de 2014 às 22:57
“Existências”

Se penso logo existo
Nesta existência fugaz
Mesmo assim não desisto
De mostrar que sou capaz

De pensar mais além
Não apenas no umbigo
Vendo no outro também
Muito mais que um amigo

Olhando-o como irmão
Dando-me sem exigir
Recompensa material

Assim muitos pensarão
Mesmo além de existir
Na sua existência carnal.
De poetazarolho a 21 de Janeiro de 2014 às 22:58
AGRADECE AO CRIADOR

Ronaldo, Comendador
Em teus pés, desde menino
Está marcado teu destino…
Agradece ao Criador,

Porque podia o Divino
Ter feito de ti Doutor,
Um grande investigador,
Da ciência paladino!

E que te esperava, então?
Por uma bolsa a mendigar
Estenderias a mão

A um ministro, ou um mecenas
E eles mandavam-te emigrar,
Ou cultivar açucenas!

Eduardo
De poetaporkedeusker a 22 de Janeiro de 2014 às 18:16
Excelente, amigo Eduardo!

Peço desculpa por lhe não responder condignamente, mas não trago comigo nem uma gotinha de inspiração... e não estou a sentir-me muito bem... só consigo escrever muito devagarinho e até isso, hoje, me está a custar bastante... espero voltar ao meu "mauzito-normal" - um pouco menos mau do que agora... - assim que toda a cortisona que estive a tomar tenha sido eliminada pelo meu organismo... por enquanto ainda lhe vou sentindo alguns dos efeitos secundários menos simpáticos...

O meu fraterno abraço para si e Maria dos Anjos!

Poete também!

.Transparências de...

.pesquisar

 

.Em livro

   O lucro desta edição reverte
   totalmente a favor da Autora

.posts recentes

. GLOSANDO A POETISA MARIA...

. INFILTRAÇÔES

. O POEMA E EU

. CALADA

. GLOSANDO MARIA DA ENCARNA...

. GLOSANDO HELENA FRAGOSO I...

. GLOSANDO MARIA DA ENCARNA...

.arquivos

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

.tags

. todas as tags

.favorito

. CONVERSANDO COM MARIA DA ...

. É a arte, solidão?

. SO(LAS)

. “A Linha de Cascais Está ...

. CANTIGA PARA QUEM SONHA -...

. Our story in 2 minutes

. «A TAUROMAQUIA É A ÚNICA ...

. Novidades a 13 de Dezembr...

. LIMPAR PORTUGAL

. Ler dos outros... (cróni...

.ARCA DE NOÉ

A Arca de Noé Vivapets distinguiu como Animal da Semana

.HORIZONTES DA POESIA


Visit HORIZONTES DA POESIA

.Autores Editora

.A AUTORA DESTE BLOG NÃO ACEITA, NEM ACEITARÁ NUNCA, O AO90

AO 90? Não, nem obrigada!

.subscrever feeds