.UM BLOG SOBRE SONETO CLÁSSICO

Da autoria de Maria João Brito de Sousa, sócia nº 88 da Associação Portuguesa de Poetas, Membro Efectivo da Academia Virtual Sala dos Poetas e Escritores - AVSPE -, Membro da Academia Virtual de Letras (AVL) e autora no Portal CEN, escrito num portátil gentilmente oferecido pelos seus leitores. ...porque os poemas nascem, alimentam-se, crescem, reproduzem-se e (por vezes...) não morrem.
Quarta-feira, 28 de Outubro de 2015

OEIRAS

Bugio_vista_ae_rea_num_postal_antigo_sem_data.jpg

 

(Soneto em verso eneassilábico)



Tens a sorte, ou a graça divina,

de o teu corpo crescer debruçado

sobre um Tejo que corre à bolina

pelas ondas de um mar já salgado,



Que te acena e te chama menina,

ou te abraça e te encharca - cuidado,

que ele é mestre nas voltas que ensina,

mas depressa te afoga, se irado! -



Nos teus braços nasci. Pequenina,

fui crescendo contigo, a teu lado,

e hoje abraço esta casa de esquina,



Onde evoco presente e passado,

quando nela relembro essa sina

devolvendo-te ao sonho encantado.



Maria João Brito de Sousa - 11.10.2015 - 21.31h

 

 

publicado por poetaporkedeusker às 11:35
link do post | "poete" também! | favorito
|
12 comentários:
De poetazarolho a 28 de Outubro de 2015 às 23:05
“Cara ou coroa”

Bem é superior ao mal
Mas perdeu tod’o valor
Num processo original
Onde se esvai o pudor

A ignorância é fatal
Coloca-nos ante o terror
Fabricado e intencional
Para se tornar o senhor

Dos escravos de agora
Que aceitam trabalhar
Numa terra prometida

Porque se foram embora
Com receio de enfrentar
A morte ainda em vida.
De poetaporkedeusker a 29 de Outubro de 2015 às 00:08
Estou quase, quase a dormir,
Mas não hei-de adormecer
Sem tentar - e conseguir! -
Versos com que responder!

Se essa ignorância assumir
Que se não digna a morrer,
Tentemos dela fugir
E fazê-la perceber

Que não vamos permitir
Que nos queira submeter
A tudo o que produzir

E que havemos de aprender
A fazê-la regredir
Até desaparecer!


M.João

Está um bocadinho desenquadrado, mas eu estou mesmo a dormir em pé, Poeta... foi o que me foi ocorrendo ao teclar.. abraço grande!
De poetazarolho a 29 de Outubro de 2015 às 06:49
Chá combatente.
De poetaporkedeusker a 29 de Outubro de 2015 às 10:06
Um chá cá dos meus!
De poetazarolho a 29 de Outubro de 2015 às 21:43
“Ocasos”

Hoje não há estrelas a brilhar!...
Ocaso de mentes brilhantes
Mas felizmente o luar
Ilumina as mentes distantes

Disponíveis p'ra regressar
Varrendo os insignificantes
Que teimam em se quedar
Como arautos redundantes

Como redundantes são
Os pensamentos moldados
Em inertes fundamentos

Novas estrelas formarão
Em ocasos renovados
Cintilantes firmamentos.
De poetaporkedeusker a 29 de Outubro de 2015 às 22:13
.. há brilhantes filamentos
de estrelas que se findaram
e debatem-se argumentos
(mas, aumentos não chegaram...)

Uns são brilhantes portentos.
outros, nem sequer pensaram
em escutá-los muito atentos
(mas... aumentos não chegaram!)

Há pr`aí grandes talentos
que, mais ou menos isentos,
(porque... aumentos não chegaram...),

Geram tão só desalentos
(sopram brisas, zunem ventos
e... os aumentos... não chegaram!)

Maria João

Parece não fazer muito sentido, mas foi o que me ocorreu, Poeta... acredite, ou não, já estou a cair de sono, apesar de ainda ser cedo...

Abraço grande!


De poetazarolho a 30 de Outubro de 2015 às 05:58
Chá cultural.
De poetaporkedeusker a 30 de Outubro de 2015 às 08:56
Vou vê-lo, Poeta!
De poetazarolho a 30 de Outubro de 2015 às 22:18
“ O salto”

O país tem novos donos
Sorvem suor e migalhas
Cada gota dos abonos
E já não pagam mortalhas

Outros a caminho virão
Mas o caminho traçado
Refém do bicho papão
Não nos leva a outro lado

A marcar passo ficamos
Mesmo à beira do abismo
Com esperança infundada

Cedo ou tarde avançamos
Não será por masoquismo
Só não vemos outra estrada.

Prof Eta
De poetaporkedeusker a 30 de Outubro de 2015 às 22:32
Poeta, fui invadida
por um vírus malfeitor..
Estou pr`aqui meia perdida,
não fixa, o computador,

Nem a imagem, esbatida,
nem a letra, nem a cor!
Já maldigo a minha vida
que vai de mal a pior...

Não fui - nunca! - masoquista
mas... teimosa sou, confesso!
Não há onde eu não invista

Por mais que o duro processo
me deixe quase sem vista!
Respondi! Tive sucesso!!!


Maria João


Estava a ver que lhe não conseguia acabar de responder, mas... consegui! Isto está mesmo tudo "viralizado", nem sequer se fixa o ecrã... abraço grande!
De poetazarolho a 31 de Outubro de 2015 às 07:47
Chá perdido.
De poetaporkedeusker a 31 de Outubro de 2015 às 13:01
Que raio de vírus... coincidência, ou não, a verdade é que me perdi do Chá... mas vou lá agora!

Poete também!

.Transparências de...

.pesquisar

 

.Em livro

   O lucro desta edição reverte
   totalmente a favor da Autora

.posts recentes

. CONVERSANDO COM ALDA PERE...

. DEUSES SOMOS NÓS!

. NATAIS DOS TEMPOS IDOS...

. CONVERSANDO COM MARIA DA ...

. GLOSANDO MARIA DA ENCARNA...

. CONVERSANDO COM O POETA A...

. CHUVA

.arquivos

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

.tags

. todas as tags

.favorito

. CONVERSANDO COM MARIA DA ...

. É a arte, solidão?

. SO(LAS)

. “A Linha de Cascais Está ...

. CANTIGA PARA QUEM SONHA -...

. Our story in 2 minutes

. «A TAUROMAQUIA É A ÚNICA ...

. Novidades a 13 de Dezembr...

. LIMPAR PORTUGAL

. Ler dos outros... (cróni...

.ARCA DE NOÉ

A Arca de Noé Vivapets distinguiu como Animal da Semana

.HORIZONTES DA POESIA


Visit HORIZONTES DA POESIA

.Autores Editora

.A AUTORA DESTE BLOG NÃO ACEITA, NEM ACEITARÁ NUNCA, O AO90

AO 90? Não, nem obrigada!

.subscrever feeds