.UM BLOG SOBRE SONETO CLÁSSICO

Da autoria de Maria João Brito de Sousa, sócia nº 88 da Associação Portuguesa de Poetas, Membro Efectivo da Academia Virtual Sala dos Poetas e Escritores - AVSPE -, Membro da Academia Virtual de Letras (AVL) e autora no Portal CEN, escrito num portátil gentilmente oferecido pelos seus leitores. ...porque os poemas nascem, alimentam-se, crescem, reproduzem-se e (por vezes...) não morrem.
Segunda-feira, 25 de Julho de 2016

GLOSANDO O POETA JOSÉ MANUEL CABRITA NEVES

silo.jpg

 

 

LOUCURA SAUDÁVEL

 

Gosto de gente fora do normal,

Gente que tenha um pouco de loucura,

Que faça desta vida uma aventura,

Uma festa constante, um arraial!

 

Gosto de quem se ri da desventura

Com ar descontraído e jovial…

De quem desvaloriza o que está mal,

Tendo sempre o remédio para a cura…

 

Ser sempre concordante, consensual:

É, como alguém já disse, um pão sem sal!

Quiçá, um zé ninguém, fraca figura…

 

Ser perspicaz, empático, frontal,

É para a discussão fundamental!

Gosto de gente assim: louca mas pura!...

 

José Manuel Cabrita Neves

 

Carnaxide 6-02-2016

 

 

LOUCURA(S)?





"Gosto de gente fora do normal",

De gente sã, de gente bem madura

Que entenda que um poeta não tem cura,

Pois poderá ser cura, esse seu mal...



"Gosto de quem se ri da desventura",

Mas que possa explodir num choro tal,

Que a todos desconcerte e, por igual,

Enfrenta, sem vergar, sorte e tortura...



"Ser sempre concordante, consensual",

Não ter, sequer, coluna vertebral;

- Eis o grande ideal da ditadura!



"Ser perspicaz, empático, frontal",

Conseguindo manter-se racional,

Fará, de um pobre, um silo de fartura...



Maria João Brito de Sousa -06.07.2016 - 14.48h



 

publicado por poetaporkedeusker às 09:10
link do post | "poete" também! | favorito
|
7 comentários:
De poetazarolho a 26 de Julho de 2016 às 21:35
“Pulsação”

Ao ritmo do coração
Sente a vida pulsar
Não procures solução
Se a não podes encontrar

Vagueia na indecisão
Para que possas duvidar
Desse modo de pressão
Que asfixia sem cessar

Desliga-te da televisão
Se a não podes desligar
Faz da tua antevisão

O teu modo de pensar
Sem que a própria explosão
Te consiga condicionar.
De poetaporkedeusker a 27 de Julho de 2016 às 10:06
Pulsações...

Já nem vejo t`levisão
Para energia poupar
E, quando se for o V`rão
Vou decerto congelar

Mas o raio da "pressão"
Continua a aumentar
E eu - que tenho opinião... -
Já mal o sei demonstrar...

Se mantenho a pulsação
Ritmada e no seu lugar
É pois por pura paixão

Que ela insiste em não parar
E p´la chama da razão
Que teima em não se apagar...

Maria João


Poeta, aqui vai, meio "às três pancadas", mas retratando fielmente e minha realidade de vida... abraço grande!

De poetaporkedeusker a 27 de Julho de 2016 às 10:07
Pulsações...

Já nem vejo t`levisão
Para energia poupar
E, quando se for o V`rão
Vou decerto congelar

Mas o raio da "pressão"
Continua a aumentar
E eu - que tenho opinião... -
Já mal o sei demonstrar...

Se mantenho a pulsação
Ritmada e no seu lugar
É pois por pura paixão

Que ela insiste em não parar
E p´la chama da razão
Que teima em não se apagar...

Maria João


Poeta, aqui vai, meio "às três pancadas", mas retratando fielmente e minha realidade de vida... abraço grande!
De poetazarolho a 31 de Julho de 2016 às 19:43
“Reparos”

Eu não sou iluminado
Mas às escuras não estou
E caso esteja enganado
Mão à palmatória dou

Estaremos agora em guerra
Tal não parece consensual
Mas a riqueza na terra
Sempre potenciou o mal

E o bem p’ra disfarçar
Vai fingindo nada ver
Ou faz pequenos reparos

Pois o mal pode transformar
Tudo aquilo que quiser
Em alvo p’ra seus disparos.

Prof Eta
De poetaporkedeusker a 1 de Agosto de 2016 às 09:56
Diagnósticos e reparações...


E eu, se fosse iluminada,
Decerto não pagaria
Aquela "conta calada"
Que EDP sempre envia...

Não escreverei coisa errada,
Mas bem melhor escreveria
Não fosse - contrariada... -
À tal consulta do dia

E à revisão de obra grada
Que bem mais me agradaria
Se não fosse pressionada

Por tanta, tanta avaria,
Que já estou farta e cansada
De andar nesta "romaria"...


Maria João


Poeta, mais uma vez estou de saída para a consulta do INR. Aqui vai com o abraço de sempre, esperando que todos estejam de excelente saúde.

De poetazarolho a 1 de Agosto de 2016 às 23:30
D N A

O MIJO do BANQUEIRO

O meu mijo é gourmet
Não é mijo malcheiroso
É um mijo parfumé
Tem cheirinho a espumoso.

Não é mijo asqueroso
Nem mijinho démodé…
Textura de capilé
C`est un chichi, bem sedoso

Quando me sinto molhado
Por má utilização
Eu não fico incomodado,

Nem o vizinho do lado…
Dada a minha condição,
Tudo fica perfumado.

Eduardo
De Maria João Brito de Sousa a 2 de Agosto de 2016 às 15:27
DNA traidor...

Pois o meu tem, bastas vezes,
A fauna bacteriana
Não exclusiva dos burgueses
Porque a todos nós se irmana...

Ele são "Colis", são "Proteus",
"Staphylococus", também,
Pois são atributos seus
Não olhar a pai, nem mãe...

Quanta vez nem chichi é,
Pois tanto sangue contém
Que por mais que eu tenha fé,

É só sangue o que me vem...
O DNA pode até
Trazer-me o que não convém...

Maria João


Obrigada pelo seu sonetilho, amigo Eduardo.
Raras vezes tenho podido estar em casa, mas tentarei responder-lhe do local em que encontro. Fraterno abraço!

Poete também!

.Transparências de...

.pesquisar

 

.Em livro

   O lucro desta edição reverte
   totalmente a favor da Autora

.posts recentes

. SEGUINDO UM DESAFIO DO PO...

. SEM GARANTIAS

. CONVERSANDO COM ALDA PERE...

. DEUSES SOMOS NÓS!

. NATAIS DOS TEMPOS IDOS...

. CONVERSANDO COM MARIA DA ...

. GLOSANDO MARIA DA ENCARNA...

.arquivos

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

.tags

. todas as tags

.favorito

. CONVERSANDO COM MARIA DA ...

. É a arte, solidão?

. SO(LAS)

. “A Linha de Cascais Está ...

. CANTIGA PARA QUEM SONHA -...

. Our story in 2 minutes

. «A TAUROMAQUIA É A ÚNICA ...

. Novidades a 13 de Dezembr...

. LIMPAR PORTUGAL

. Ler dos outros... (cróni...

.ARCA DE NOÉ

A Arca de Noé Vivapets distinguiu como Animal da Semana

.HORIZONTES DA POESIA


Visit HORIZONTES DA POESIA

.Autores Editora

.A AUTORA DESTE BLOG NÃO ACEITA, NEM ACEITARÁ NUNCA, O AO90

AO 90? Não, nem obrigada!

.subscrever feeds