.UM BLOG SOBRE SONETO CLÁSSICO

Da autoria de Maria João Brito de Sousa, sócia nº 88 da Associação Portuguesa de Poetas, Membro Efectivo da Academia Virtual Sala dos Poetas e Escritores - AVSPE -, Membro da Academia Virtual de Letras (AVL) e autora no Portal CEN, escrito num portátil gentilmente oferecido pelos seus leitores. ...porque os poemas nascem, alimentam-se, crescem, reproduzem-se e (por vezes...) não morrem.
Terça-feira, 9 de Agosto de 2016

GLOSANDO O POETA CARLOS FRAGATA

11009843_10206076601979360_5105549020262254143_n.j

 

DONOS DO TEMPO

 

Corre o tempo, passando tão veloz,

Leva consigo a vida e a esperança

Mas, para nós, a vida é riso e dança,

Pois os donos do tempo somos nós…

 

O tempo é tempestade, nós bonança;

Tudo acalma, ao som da tua voz…

Vamos juntos p’lo rio, até à foz,

Revivemos os sonhos de criança!

 

Nosso passeio é força, é certeza,

Teu riso cristalino é alegria,

Minh’alma nos teus olhos fica presa.

 

Dentro do teu olhar, a noite é dia

E a exaltação é cama e mesa

E tudo é feito a dois, em sintonia!...

 

Carlos Fragata



DEPRESSA, "MA NON TROPPO"...



"Corre o tempo, passando tão veloz"

Que mal me deixa, o tempo que me alcança,

Tecer, um verso só, com confiança,

Sem me enredar nas horas, feitas nós...



"O tempo é tempestade, nós bonança",

Mas todos caminhamos para a foz

E não há raiva alguma, nem temp`rança,

Que atrase o passo que essa força impôs...



"Nosso passeio é força, é fortaleza",

Mas... ao senti-lo, à nossa revelia,

O tempo corre mais, tenho a certeza;



"Dentro do teu olhar, a noite é dia",

Mas vê com que despacho e subtileza

Nos ultrapassa, em Tempo, a Poesia...





Maria João Brito de Sousa - 06.07.2016 -18.56h



 

 

publicado por poetaporkedeusker às 09:06
link do post | "poete" também! | favorito
|
4 comentários:
De poetazarolho a 9 de Agosto de 2016 às 22:44
“Planearás”

É o povo que se vê
A cada ano que passa
Ficando de novo à mercê
Da já planeada desgraça

E o Costa quer saber
Pormenores da situação
Pois eu posso-lhe dizer
Que após o fim do verão

Logo o assunto arrefece
Na memória colectiva
Deste povo lusitano

Que muito mais não merece
Pois nesta constante deriva
Nunca mais muda de plano.

Prof Eta
De poetaporkedeusker a 10 de Agosto de 2016 às 09:54
Só na Arte, não planeies...

I
Planear, escolher, gerir...
Isso faz parte da vida;
Se alguém no-lo impedir,
Fica "a gente" confundida,

Põe-se o sentido a fugir
(quando encontra uma saída...),
Começamos a mentir,
Julgando que essa medida

De pretensa salvação
Nos vai dar bons resultados
Porque, esquecendo a razão,

Ficamos mais libertados,
Quando, na verdade, não...
Ficamos é bem lixados!

II

Uma coisa há, no entanto,
Em que, sendo compulsivos,
Ganhamos maior encanto,
Sentimos que estamos vivos;

Só na Arte - grande espanto! -
Devemos ser reactivos,
Despindo o pesado manto
Dos tais colectivos crivos

E sentindo, à flor da pele,
Cada traço, cada letra,
Sobre ecrã, sobre papel,

Porque quando se é poeta,
É num espasmo e num tropel
Que nasce a obra completa.


Maria João


Peço desculpa, Poeta, por ter trazido o episódio, bem datado e referenciado, deste seu sonetilho para o campo sócio-psicológico da vida, mas foi o que me saiu... ou melhor, foi o que quase inconscientemente senti que deveria dizer. Digo quase inconscientemente porque só no final do primeiro sonetilho me apercebi - consciencializei... - o que estava a "responder-lhe".

Aqui vai com o forte abraço de sempre!
De António a 10 de Agosto de 2016 às 09:35
Desta vez venho comentar o quadro que é delicioso. Os sonetos roubam-me sempre as palavras para comentar
De poetaporkedeusker a 10 de Agosto de 2016 às 10:07
Bom dia, António!

Também eu acho esta ilustração uma autêntica delícia! Lembro-me bem de a ter "roubado" a uma amiga, no FB, embora tivesse confessado imadiatamente o meu "crime"...

Os sonetos, nestes últimos tempos, atendendo às circunstâncias, andam bastante "fugidos", infelizmente. Não consigo escrever sonetos sob pressão, preciso de me sentir minimamente segura e autónoma para os escrever; preciso de condições para criar o terreno ideal para os construir, tal como a terra se deve preparar para uma sementeira. É assim e só assim que consigo "funcionar", ao nível do soneto.

Muito grata pela visita, desejo-lhe um excelente dia!

Poete também!

.Transparências de...

.pesquisar

 

.Em livro

   O lucro desta edição reverte
   totalmente a favor da Autora

.posts recentes

. A MEDALHA E O DIPLOMA - ...

. INFORMAÇÃO A TODOS OS AMI...

. SONETO A PRETO E BRANCO

. GLOSANDO A POETISA MARIA...

. O VIGÉSIMO SEXTO DIA

. SÁBADO, DOMINGO, SEGUNDA ...

. MEMÓRIA(S) DO NÁUFRAGO-PE...

.arquivos

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

.tags

. todas as tags

.favorito

. CONVERSANDO COM MARIA DA ...

. É a arte, solidão?

. SO(LAS)

. “A Linha de Cascais Está ...

. CANTIGA PARA QUEM SONHA -...

. Our story in 2 minutes

. «A TAUROMAQUIA É A ÚNICA ...

. Novidades a 13 de Dezembr...

. LIMPAR PORTUGAL

. Ler dos outros... (cróni...

.ARCA DE NOÉ

A Arca de Noé Vivapets distinguiu como Animal da Semana

.HORIZONTES DA POESIA


Visit HORIZONTES DA POESIA

.Autores Editora

.A AUTORA DESTE BLOG NÃO ACEITA, NEM ACEITARÁ NUNCA, O AO90

AO 90? Não, nem obrigada!

.subscrever feeds