.UM BLOG SOBRE SONETO CLÁSSICO

Da autoria de Maria João Brito de Sousa, sócia nº 88 da Associação Portuguesa de Poetas, Membro Efectivo da Academia Virtual Sala dos Poetas e Escritores - AVSPE -, Membro da Academia Virtual de Letras (AVL) e autora no Portal CEN, escrito num portátil gentilmente oferecido pelos seus leitores. ...porque os poemas nascem, alimentam-se, crescem, reproduzem-se e (por vezes...) não morrem.
Quinta-feira, 5 de Janeiro de 2017

GLOSANDO MARIA DA ENCARNAÇÃO ALEXANDRE XXXVI

digitalizar0083.jpg

 

 

REGRESSO

 

Pisei todas as pedras como então

Olhei portas que já não são como eram

E julguei-as apenas invenção

Que os meus olhos atónitos me deram

 

Senti por cada montra a afeição

E ouvi tantos segredos que disseram

Nos gemidos que ouvi com emoção 

Por delas terem feito o que fizeram

 

Revi em pouco tempo uma por uma

Desfiz um pouco mais a minha bruma

Que o tempo foi tecendo na memória

 

No peito houve a alegria de voltar

De, no adolescer me reencontrar

Ao sentir-me na mesma trajectória

 

MEA

29/12/2016



REVISITAÇÃO



"Pisei todas as pedras como então",

Na lentidão que agora é minha irmã

E vi, no chão pisado, o mesmo chão

Que vi quando o futuro era amanhã.



"Senti por cada montra a afeição"

Maravilhada, funda, honesta e sã,

De afectos transbordantes de paixão

Mostrando que a viagem não foi vã ...



"Revi em pouco tempo uma por uma"

As ondas do meu mar desfeito em espuma

Sobre areias, agora inexistentes,



"No peito houve a alegria de voltar"

Às mesmas ondas desse mesmo mar,

Embora em circunstâncias tão dif`rentes...



Maria João Brito de Sousa - 04.01.2017 - 10. 49h

 

 

tags: , ,
publicado por poetaporkedeusker às 20:30
link do post | "poete" também! | favorito
|
2 comentários:
De poetazarolho a 6 de Janeiro de 2017 às 00:17
“Esvoaçante”

O sonho era tão antigo
Nunca o havia sonhado
Mas viera ter comigo
Como facto consumado

Estava aí de pedra e cal
Assumindo-se realidade
Era um sonho afinal
Mas de outro na verdade

Fez-se sonho esvoaçante
Não queria ser pertença
De alguém que o limitava

Tornou-se assim triunfante
Desdenhou a indiferença
Pertenceu a quem sonhava.
De poetaporkedeusker a 6 de Janeiro de 2017 às 08:23
O meu sonho...

Sempre que em sonhos falando,
Falo do sonho acordado,
Desse que nos vai moldando
Pois dia a dia é sonhado

E que aspira a ir mudando
O que deva ser mudado;
Do que se cumpre acordando
Para quanto esteja errado...

Traz consigo um gesto brando,
Mas, por vezes, fica irado
E ergue o punho bradando

Por quem foi injustiçado;
Nasceu nem se sabe quando,
Não morre, nem torturado...

Maria João

Aqui vai, Poeta, com o abraço de sempre!

Poete também!

.Transparências de...

.pesquisar

 

.Em livro

   O lucro desta edição reverte
   totalmente a favor da Autora

.posts recentes

. GLOSANDO MARIA DA ENCARN...

. A MORTE DO(S) (DES)ENCAN...

. GLOSANDO A POETISA MARIA...

. GLOSANDO MARIA DA ENCARNA...

. CONVERSANDO COM FLORBELA ...

. SILÈNCIO(S)

. GLOSANDO PATATIVA DO ASSA...

.arquivos

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

.tags

. todas as tags

.favorito

. CONVERSANDO COM MARIA DA ...

. É a arte, solidão?

. SO(LAS)

. “A Linha de Cascais Está ...

. CANTIGA PARA QUEM SONHA -...

. Our story in 2 minutes

. «A TAUROMAQUIA É A ÚNICA ...

. Novidades a 13 de Dezembr...

. LIMPAR PORTUGAL

. Ler dos outros... (cróni...

.ARCA DE NOÉ

A Arca de Noé Vivapets distinguiu como Animal da Semana

.HORIZONTES DA POESIA


Visit HORIZONTES DA POESIA

.Autores Editora

.A AUTORA DESTE BLOG NÃO ACEITA, NEM ACEITARÁ NUNCA, O AO90

AO 90? Não, nem obrigada!

.subscrever feeds