.UM BLOG SOBRE SONETO CLÁSSICO

Da autoria de Maria João Brito de Sousa, sócia nº 88 da Associação Portuguesa de Poetas, Membro Efectivo da Academia Virtual Sala dos Poetas e Escritores - AVSPE -, Membro da Academia Virtual de Letras (AVL) e autora no Portal CEN, escrito num portátil gentilmente oferecido pelos seus leitores. ...porque os poemas nascem, alimentam-se, crescem, reproduzem-se e (por vezes...) não morrem.
Sexta-feira, 9 de Dezembro de 2016

GLOSANDO MARIA DA ENCARNAÇÃO ALEXANDRE XIV

Pedreira - Viana do Alentejo.JPG

 

 

 



PEDRAS NO MEU CAMINHO



Na estrada onde caminho, no meu trilho
Há pedras que se soltam na passagem
Contudo não me servem de espartilho
E prossigo serena na viagem



Delas faço um castelo, sem caixilho,
Sem portas, sem janelas, sem ferragem
Para que nada seja um empecilho 
Aos ventos que me trazem nova aragem



E das pedras que sobram orno leiras 
Onde extasio o olhar de tais canseiras
Que ficam das pedras afastar



Pra que não se duvide deixo aviso
Neste castelo que é meu paraíso 
Somente eu poderei pra lá entrar





Maria da Encarnação Alexandre 


18/10/2016





UM SONETO, PEDRA A PEDRA





"Na estrada onde caminho, no meu trilho"

Tão solitário, inóspito e selvagem,

Há mil pedras que esculpo e que partilho,

Moldando cada pedra à vossa imagem...



"Delas faço um castelo, sem caixilho,"

Mas deixo sempre aberta uma passagem

Pr´a que possa acender-se algum rastilho

Que faça vislumbrar nova mensagem



"E das pedras que sobram, orno leiras",

Procuro, em vez de estradas, as pedreiras

Em que possa encontrar matéria-prima...



"Pra que não se duvide deixo aviso";

Em cada pedra encontro o que é preciso

Para erguer um castelo em cada cada rima...





Maria João Brito de Sousa - 20.10.2016 - 10.52h

 

 

tags: , ,
publicado por poetaporkedeusker às 11:38
link do post | "poete" também! | favorito
|
6 comentários:
De fashion a 9 de Dezembro de 2016 às 20:37
Que lindos Castelos!! beijinhos e festinha
De poetaporkedeusker a 9 de Dezembro de 2016 às 20:48
Obrigada, Fashion!
De poetazarolho a 9 de Dezembro de 2016 às 23:00
Chá da pessoa.
De poetaporkedeusker a 10 de Dezembro de 2016 às 10:26
A este Chá é que chego mesmo muito atrasada, peço desculpa, Poeta, mas tenho a caixa de correio tão cheia que só agora o descubro...
De poetazarolho a 10 de Dezembro de 2016 às 05:39
“Pós-verdade”

Quando a verdade escasseia
Na era da pós-modernidade
Logo a mentira campeia
E se assume como verdade

Acreditas naquilo que vês
Naquilo que ouves também
Muito mais naquilo que lês
Sem questionar mais além

Tens a mente desligada
Tens o espírito poluído
Tua alma foi arrastada

Tua razão viu-se abalada
Já não procuras o sentido
Pensas nas não existe nada.
De poetaporkedeusker a 10 de Dezembro de 2016 às 09:42
No Reino do Faz-de-Conta


Escasseia e vem mascarada
Com trajes de Carnaval;
Muitos a julgam normal,
Mas não nos serve pr`a nada

A verdade assim trajada
Com roupagem desleal
E, por vezes ocultada,
Numa mentira ideal...

Quem sofra de miopia
Do foro conceptual,
Ou cai nela ou se "avaria"

Conceptualizando mal,
Porque a absorve à revelia
De tudo o que for real...

Maria João

Cá vai, Poeta, com um abraço grande e os votos de um bom fim-de- semana!

Poete também!

.Transparências de...

.pesquisar

 

.Em livro

   O lucro desta edição reverte
   totalmente a favor da Autora

.posts recentes

. AINDA GLOSANDO FLORBELA E...

. EXPLICAR-VOS TUDO, NÃO SA...

. GLOSANDO MARIA DA ENCARNA...

. GLOSANDO JOÃO MOUTINHO

. GLOSANDO A POETISA MARIA...

. INFILTRAÇÔES

. O POEMA E EU

.arquivos

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

.tags

. todas as tags

.favorito

. CONVERSANDO COM MARIA DA ...

. É a arte, solidão?

. SO(LAS)

. “A Linha de Cascais Está ...

. CANTIGA PARA QUEM SONHA -...

. Our story in 2 minutes

. «A TAUROMAQUIA É A ÚNICA ...

. Novidades a 13 de Dezembr...

. LIMPAR PORTUGAL

. Ler dos outros... (cróni...

.ARCA DE NOÉ

A Arca de Noé Vivapets distinguiu como Animal da Semana

.HORIZONTES DA POESIA


Visit HORIZONTES DA POESIA

.Autores Editora

.A AUTORA DESTE BLOG NÃO ACEITA, NEM ACEITARÁ NUNCA, O AO90

AO 90? Não, nem obrigada!

.subscrever feeds