.UM BLOG SOBRE SONETO CLÁSSICO

Da autoria de Maria João Brito de Sousa, sócia nº 88 da Associação Portuguesa de Poetas, Membro Efectivo da Academia Virtual Sala dos Poetas e Escritores - AVSPE -, Membro da Academia Virtual de Letras (AVL) e autora no Portal CEN, escrito num portátil gentilmente oferecido pelos seus leitores. ...porque os poemas nascem, alimentam-se, crescem, reproduzem-se e (por vezes...) não morrem.
Terça-feira, 1 de Março de 2016

GLOSANDO FLORBELA ESPANCA (13)

equinocio-de-outono-1d_dt.jpg

OUTONAL

 

 

Caem as folhas mortas sobre o lago;

Na penumbra outonal, não sei quem tece

As rendas do silêncio... Olha, anoitece!

– Brumas longínquas do País do Vago...

 

Veludos a ondear... Mistério mago...

Encantamento... A hora que não esquece,

A luz que a pouco e pouco desfalece,

Que lança em mim a bênção dum afago...

 

Outono dos crepúsculos doirados,

De púrpuras, damascos e brocados!

– Vestes a terra inteira de esplendor!

 

Outono das tardinhas silenciosas,

Das magníficas noites voluptuosas

Em que eu soluço a delirar de amor...

 

 

Florbela Espanca, in "Charneca em Flor"

 

 

 

OUTONAL E URBANO

 

 

"Caem as folhas mortas sobre o lago;"

Ao céu que empalidece mais e mais

Fazendo voar folhas de jornais,

Vem um ventinho frio dar-lhe um afago...

 

"Veludos a ondear... Mistério mago..."

O Inverno faz sentir os seus sinais

E lavra, a chuva, líquidos canais

Que aumentam de caudal causando estrago...

 

"Outono dos crepúsculos dourados",

Dos homens e mulheres bem abafados

Por casacões pesados e sem cor,

 

"Outono das tardinhas silenciosas",

Das noites frias, longas, pesarosas

Por terem já perdido o seu calor...

 

 

Maria João Brito de Sousa - 04.02.2016 - 09.49h

 

 

 

 

 

 

publicado por poetaporkedeusker às 16:46
link do post | "poete" também! | favorito
|
4 comentários:
De Rogério Pereira a 2 de Março de 2016 às 00:36

Hoje o dia aqueceu...
alerta meu
em estado de espera
de que chegue, airosa, a Primavera
De poetaporkedeusker a 2 de Março de 2016 às 00:44
Tens razão, Rogério.. tive muito menos frio. Muito literalmente, sem sequer tiritei, hoje...

Esperemos que seja uma Primavera amena, quentinha... algumas são muito ventosas...

(Está a ser duro, isto, com o Sigmund... ele parece estar a querer fazer á expressão; "os gatos têm sete vidas"... )
De poetazarolho a 3 de Março de 2016 às 00:26
“Elixir”

Em busca da normalidade
Quase à beira do abismo
Encontrei a humanidade
Sem pinga de realismo

Desnuda, fria e madrasta
Sem alma e sem coração
Normalidade não basta
Nem devolve a emoção

E a mudança envelhecida
Tudo muda sem mudar
Lembrando um tal elixir

Será a normalidade da vida
Enquanto a vida durar
Não me disponho a partir.
De poetaporkedeusker a 3 de Março de 2016 às 09:44
Faz, pois, bem em não partir
Enquanto a vida durar
E,quanto ao tal elexir,..
Não faz ninguém cá ficar

A ver a vida a sorrir
E bem menos a abrandar
O que o tempo o permitir
E o desgaste comandar...

Não busco a normalidade,
Mas o equilíbrio... sim!
Há tão pouca qualidade

No "normal" que existe em mim
Que eu prefiro esta vontade
De ser eu até ao fim...


Maria João


Ainda a escrever, mesmo com a brutal infecção que as análises confirmaram e também com este enorme buraco negro que a iminente partida do meu Sigmund esculpiu cá por dentro, aqui lho envio com o abraço de sempre,Poeta!



Poete também!

.Transparências de...

.pesquisar

 

.Em livro

   O lucro desta edição reverte
   totalmente a favor da Autora

.posts recentes

. A MEDALHA E O DIPLOMA - ...

. INFORMAÇÃO A TODOS OS AMI...

. SONETO A PRETO E BRANCO

. GLOSANDO A POETISA MARIA...

. O VIGÉSIMO SEXTO DIA

. SÁBADO, DOMINGO, SEGUNDA ...

. MEMÓRIA(S) DO NÁUFRAGO-PE...

.arquivos

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

.tags

. todas as tags

.favorito

. CONVERSANDO COM MARIA DA ...

. É a arte, solidão?

. SO(LAS)

. “A Linha de Cascais Está ...

. CANTIGA PARA QUEM SONHA -...

. Our story in 2 minutes

. «A TAUROMAQUIA É A ÚNICA ...

. Novidades a 13 de Dezembr...

. LIMPAR PORTUGAL

. Ler dos outros... (cróni...

.ARCA DE NOÉ

A Arca de Noé Vivapets distinguiu como Animal da Semana

.HORIZONTES DA POESIA


Visit HORIZONTES DA POESIA

.Autores Editora

.A AUTORA DESTE BLOG NÃO ACEITA, NEM ACEITARÁ NUNCA, O AO90

AO 90? Não, nem obrigada!

.subscrever feeds