.UM BLOG SOBRE SONETO CLÁSSICO

Da autoria de Maria João Brito de Sousa, sócia nº 88 da Associação Portuguesa de Poetas, Membro Efectivo da Academia Virtual Sala dos Poetas e Escritores - AVSPE -, Membro da Academia Virtual de Letras (AVL) e autora no Portal CEN, escrito num portátil gentilmente oferecido pelos seus leitores. ...porque os poemas nascem, alimentam-se, crescem, reproduzem-se e (por vezes...) não morrem.
Quarta-feira, 16 de Novembro de 2016

GLOSANDO ANTÓNIO DE SOUSA

Avô Sousa, na casa da Luís de Camões em Algés.

EXÍLIO



Cobriu-me de desprezo o dia pardo,

a flor azul do riso das donzelas,

o lento rio de águas amarelas

e o frio, que pesava como um fardo...



Meu sonho - vôo tonto de moscardo

a tentear vidraças de janelas -

zoava de horas túmidas e belas;

morria, seco e duro como um cardo.



Sempre de mim a mim, nos meus caminhos,

pedindo em vão a esmola de vizinhos

e lume certo a um lar que não tem brasas.



(Menino triste que já é demais,

sou de filhos, irmãos, mulher e pais

para esconder do Céu uns cotos de asas.)





António de Sousa



In "Livro de Bordo" (1ª edição),  Editorial Inquérito





O CAIS

 

"Cobriu-me de desprezo o dia pardo"

que violava as frestas das janelas

como a nortada enfuna as rotas velas

da minha barca de pirata... ou bardo...



"Meu sonho - vôo tonto de moscardo"

somando à própria fuga, outras procelas... -

perdidos mastro e leme, embate nelas

e cai pesadamente, como um fardo.



"Sempre de mim a mim, nos meus caminhos",

tecendo, para as velas, novos linhos

e esculpindo-lhes versos que são remos,



"(Menino triste que já é demais",

vá eu por onde for, se aporto ao cais,

direi que um cais nos deu tudo o que temos!)





Maria João Brito de Sousa - 15.11.2016 - 12.10h

 

 

publicado por poetaporkedeusker às 09:02
link do post | "poete" também! | favorito (1)
|
6 comentários:
De fashion a 16 de Novembro de 2016 às 09:29
Os versos são mesmo remos. Quem os sabe usar pode "viajar" por onde quiser. Muito bonitos e tocantes. Beijinhos e festinha para a nossa amiguinha
De poetaporkedeusker a 16 de Novembro de 2016 às 09:45
Esta alegoria da Barca - Jangada do Eterno, nele...- é mútua, Fashion, embora eu a sinta como minha desde que me lembro de ser eu...
A Natália Correia encontrou "Atlantismo e Insularidade" em toda a poética de António de Sousa, na biografia que dele nos deixou... penso que esse atlantismo ainda me habita também, sempre com o estuário do Tejo por detrás, como raiz e/ou pano de fundo, visto que junto dele cresci...
De fashion a 16 de Novembro de 2016 às 09:47
Não deve haver cenário melhor, para se viver...
De poetaporkedeusker a 16 de Novembro de 2016 às 10:03
Ah, para mim, não há mesmo, Fashion!

Eu costumo dizer que tenho uma costela de gato por ser tão gregária... mas não é o espaço visto como propriedade, em mim... é outra coisa; é mais uma fusão, uma consubstanciação com o espaço físico...
De poetazarolho a 17 de Novembro de 2016 às 06:44
“Our corner”

If I was a rich man
I could buy the milky way
If it comes to promotions
I would buy it other day
I’m not that poor either
So I can tell people to stay
In this corner of the universe
And do not be afraid.

Zé da Ponte
De poetaporkedeusker a 17 de Novembro de 2016 às 08:06
Never wanted to be rich,
Never wanted to be poor
And never had such a speach;
I`m just a poet, for sure...

Maria João

Cá vai, Poeta,com um abraço, em apenas uma quadra que foi a que me ocorreu ao lê-lo.

Poete também!

.Transparências de...

.pesquisar

 

.Em livro

   O lucro desta edição reverte
   totalmente a favor da Autora

.posts recentes

. GLOSANDO JOÃO MOUTINHO

. GLOSANDO A POETISA MARIA...

. INFILTRAÇÔES

. O POEMA E EU

. CALADA

. GLOSANDO MARIA DA ENCARNA...

. GLOSANDO HELENA FRAGOSO I...

.arquivos

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

.tags

. todas as tags

.favorito

. CONVERSANDO COM MARIA DA ...

. É a arte, solidão?

. SO(LAS)

. “A Linha de Cascais Está ...

. CANTIGA PARA QUEM SONHA -...

. Our story in 2 minutes

. «A TAUROMAQUIA É A ÚNICA ...

. Novidades a 13 de Dezembr...

. LIMPAR PORTUGAL

. Ler dos outros... (cróni...

.ARCA DE NOÉ

A Arca de Noé Vivapets distinguiu como Animal da Semana

.HORIZONTES DA POESIA


Visit HORIZONTES DA POESIA

.Autores Editora

.A AUTORA DESTE BLOG NÃO ACEITA, NEM ACEITARÁ NUNCA, O AO90

AO 90? Não, nem obrigada!

.subscrever feeds