.UM BLOG SOBRE SONETO CLÁSSICO

Da autoria de Maria João Brito de Sousa, sócia nº 88 da Associação Portuguesa de Poetas, Membro Efectivo da Academia Virtual Sala dos Poetas e Escritores - AVSPE -, Membro da Academia Virtual de Letras (AVL) e autora no Portal CEN, escrito num portátil gentilmente oferecido pelos seus leitores. ...porque os poemas nascem, alimentam-se, crescem, reproduzem-se e (por vezes...) não morrem.
Domingo, 16 de Outubro de 2016

GLOSANDO A POETISA MARIA DA GRAÇA MELO

Verdes e cinzentos.jpg

PRESÉPIOS E CASCATAS



“Para fingir presépios e cascatas”
Desenho, com a linha do horizonte
A pauta, para novas serenatas
Com sons, de oliveiras pelo monte.


Entro em meditação, de verde espera
Isolo-me, a olhar o interior
Até desabrochar nova quimera
Na corola inda fechada duma flor.


Abrindo os olhos, para a realidade
Arrumo o passado em lugar seguro
Para que, o sol poente da saudade
Não se meta, no sonho, do futuro.



Maria Melo (em COM MOTE CERTO)





VERDE(S) & CINZENTO(S)



"Para fingir presépios e cascatas",

Dou rédea solta ao velho imaginário

Transformo arranha-céus em mil cubatas,

Espelho, na realidade, outro cenário...



"Entro em meditação de verde espera",

Pois sempre torna o Verde à terra-mãe

Cobrindo com seu manto imenso a esfera

De onde a razão de o ser sempre lhe vem...



"Abrindo os olhos para a realidade",

Vejo o Verde a sumir-se entre os cinzentos,

Tom sobre tom, crescentes da cidade...



"Não se meta, no sonho do futuro"

Tanta monocromia que, em cimentos,

Se vista a Terra de cinzento escuro...



Maria João Brito de Sousa - 16.09.2016 - 14.54h

 

 

publicado por poetaporkedeusker às 09:27
link do post | "poete" também! | favorito
|
6 comentários:
De fashion a 16 de Outubro de 2016 às 12:10
Que lindo poema e que saudades do verde. beijinhos
De poetaporkedeusker a 16 de Outubro de 2016 às 12:18
Olá, Fashion!

Sim, é verdade, a nostalgia do verde é um facto para quem cresceu aprendendo a amá-lo e a respeitá-lo por tudo que para a vida representa...

Beijinho!
De poetazarolho a 16 de Outubro de 2016 às 13:41
“Dylan o que dylan”

Não por ser americano
Mas por ser universal
Acho é que no melhor pano
Cai a nódoa e fica mal

Esse júri foi ao engano
Podia bem ser de Portugal
Mas se o erro é humano
Não o considero fatal

Existem sempre razões
Que a razão desconhecerá
Ou que não quer conhecer

Mas o mérito das canções
É que as razões invocará
Até quem as não quer ler.

Prof Eta
De poetaporkedeusker a 16 de Outubro de 2016 às 16:10
Dylan lá o que disserem,
O Bob é um bom poeta
E é tempo de perceberem
Que um poema nos completa;

É bom para os que o escreverem
Pois, voando como seta,
Repercute nos que o lerem,
Quando, enfim, alcança a meta...

Tem o Nobel mil razões
A que esta razão não chega,
Por ser minha... e limitada,

Poém, pr`além de emoções,
Vejo em Dylan o colega,
Só não vejo o camarada...


Maria João

Cá vai, Poeta, com o abraço de sempre!
De poetazarolho a 17 de Outubro de 2016 às 23:54
“Penses ou não”

Eu pensava não existir
Mas se penso logo existo
Ainda hei-de conseguir
Achar a solução p’ra isto

E se penso não pensar
É o pensamento a vencer
Pois não se deixa matar
Mesmo sendo eu a querer

Como justificar então
Razão p’rá não existência
Com o pensamento a ecoar

É simples a justificação
Sendo física a ausência
Pensamento teima em ficar.
De poetaporkedeusker a 18 de Outubro de 2016 às 08:29
Acredite, ou não...

Porque penso, existirei,
Pensou Déscartes um dia
E sentiu que essa era a lei,
Nem lembrando que sentia...

Um pouco mais eu pensei
- Damásio o confirmaria... -
E, agora, também eu sei
Que pensar não bastaria

Pr`a definir uma vida...
Penso e sinto, logo existo!
Consinto, em larga medida,

Não ser de granito, ou xisto,
Pois, na carne concebida,
É carne, agora, o que eu visto...

Maria João


Aqui vai um pouco de Damásio - e de mim... - juntar-se ao célebre "Cogito Ergo Sum", Poeta! Abraço grande!

Poete também!

.Transparências de...

.pesquisar

 

.Em livro

   O lucro desta edição reverte
   totalmente a favor da Autora

.posts recentes

. SÁBADO, DOMINGO, SEGUNDA ...

. MEMÓRIA(S) DO NÁUFRAGO-PE...

. RUAS

. A PAUTA INVISÍVEL

. GLOSANDO A POETISA MARIA...

. DIÁLOGOS ENTRE MÃE E FILH...

. SETEMBRO(S)

.arquivos

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

.tags

. todas as tags

.favorito

. CONVERSANDO COM MARIA DA ...

. É a arte, solidão?

. SO(LAS)

. “A Linha de Cascais Está ...

. CANTIGA PARA QUEM SONHA -...

. Our story in 2 minutes

. «A TAUROMAQUIA É A ÚNICA ...

. Novidades a 13 de Dezembr...

. LIMPAR PORTUGAL

. Ler dos outros... (cróni...

.ARCA DE NOÉ

A Arca de Noé Vivapets distinguiu como Animal da Semana

.HORIZONTES DA POESIA


Visit HORIZONTES DA POESIA

.Autores Editora

.A AUTORA DESTE BLOG NÃO ACEITA, NEM ACEITARÁ NUNCA, O AO90

AO 90? Não, nem obrigada!

.subscrever feeds