.UM BLOG SOBRE SONETO CLÁSSICO

Da autoria de Maria João Brito de Sousa, sócia nº 88 da Associação Portuguesa de Poetas, Membro Efectivo da Academia Virtual Sala dos Poetas e Escritores - AVSPE -, Membro da Academia Virtual de Letras (AVL) e autora no Portal CEN, escrito num portátil gentilmente oferecido pelos seus leitores. ...porque os poemas nascem, alimentam-se, crescem, reproduzem-se e (por vezes...) não morrem.
Terça-feira, 15 de Novembro de 2016

GLOSANDO A POETISA MARIA DA ENCARNAÇÃO ALEXANDRE XVIII

DE OLHOS NOS OLHOS.jpg

 

O VERBO AMAR DOS OLHARES

 

Nos olhares que sabem nos sorrir

Há vontade de querer, de ser feliz

E sem palavras sabem traduzir

Algo que nos colora de matiz

 

Nos olhares que sabem seduzir

Que sabem apagar a cicatriz

E despertar em nós outro sentir

Há a luz e a magia que se quis

 

Nos olhares que sabem convencer

Que o futuro é também um aprender

Duma forma diversa e diferente

 

Esses olhares sabem cativar

Neles há sedução do verbo amar

Conjugado pra sempre no presente

 

MEA

19/10/2016

 



DE OLHOS NOS OLHOS



"Nos olhares que sabem nos sorrir"

E nos enlaçam nesse seu sorriso,

Há canteiros de versos a florir

De quanto, sendo grato, for preciso...



"Nos olhares que sabem seduzir",

Nasce a amizade e morre o (pre)juízo

Do que apenas seduz pr`a reduzir

Cada ousadia, ao gesto mais conciso...



"Nos olhares que sabem convencer",

Luz algo que consegue converter

A própria dissidência, ao dissidente;



"Esses olhares sabem cativar"

A franca timidez de um outro olhar,

Quando o olham de perto e bem de frente...





Maria João Brito de Sousa -12.11.2016 - 11.17h

 

publicado por poetaporkedeusker às 11:06
link do post | "poete" também! | favorito
|
6 comentários:
De fashion a 15 de Novembro de 2016 às 11:42
Lindos, como sempre e com os sentimos a percorrerem os séculos! Bom dia!
De poetaporkedeusker a 15 de Novembro de 2016 às 12:08
Obrigada, Fashion!!! Bom dia!
De fashion a 15 de Novembro de 2016 às 11:43
*sentimentos
De poetazarolho a 15 de Novembro de 2016 às 22:40
“Other thoughts”

Every smaller step
Looks bigger than ever
When I travel along
This swepping mind
Where thoughts
Run so fast and stay
So long without definition
And others don’t exist.

Zé da Ponte
De poetaporkedeusker a 15 de Novembro de 2016 às 23:05


MINE...

Evem when it`s small,
It still is a step
And I keep them all
Before I forget

But others do live,
So they do exist...
I`ll allways believe
(believe in this fist...)

I don`t run that fast;
So my mind and heart
May for longer last

But I allways start,
Cause to start I must
Everyday my art...

Mª João

Abraço , Poeta! Não sei como fiz isto, mas isto é um sonetilho em redondilha menor... que é um género que nem sequer existe na poesia dos países de língua inglesa...(tanto quanto sei e deduzo, claro)
De poetazarolho a 16 de Novembro de 2016 às 06:10
“Pensamentos dispares”

Cada pequeno passo
Parece gigantesco
Sempre que viajo através
Desta mente espiralada
Onde alguns pensamentos
Correm rápido e permanecem
Longamente sem definição
E outros nem sequer existem.

Zé da Ponte

Poete também!

.Transparências de...

.pesquisar

 

.Em livro

   O lucro desta edição reverte
   totalmente a favor da Autora

.posts recentes

. SE EU PUDESSE, NÃO PODIA

. A SEREIAZINHA

. CALEIDOSCÓPIO

. DEPOIS DA MARÉ-CHEIA...

. UM MOSQUITO NO COPO DO LE...

. UM MOSQUITO NO COPO DO LE...

. RUGA A RUGA

.arquivos

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

.tags

. todas as tags

.favorito

. CONVERSANDO COM MARIA DA ...

. É a arte, solidão?

. SO(LAS)

. “A Linha de Cascais Está ...

. CANTIGA PARA QUEM SONHA -...

. Our story in 2 minutes

. «A TAUROMAQUIA É A ÚNICA ...

. Novidades a 13 de Dezembr...

. LIMPAR PORTUGAL

. Ler dos outros... (cróni...

.ARCA DE NOÉ

A Arca de Noé Vivapets distinguiu como Animal da Semana

.HORIZONTES DA POESIA


Visit HORIZONTES DA POESIA

.Autores Editora

.A AUTORA DESTE BLOG NÃO ACEITA, NEM ACEITARÁ NUNCA, O AO90

AO 90? Não, nem obrigada!

.subscrever feeds