.UM BLOG SOBRE SONETO CLÁSSICO

Da autoria de Maria João Brito de Sousa, sócia nº 88 da Associação Portuguesa de Poetas, Membro Efectivo da Academia Virtual Sala dos Poetas e Escritores - AVSPE -, Membro da Academia Virtual de Letras (AVL) e autora no Portal CEN, escrito num portátil gentilmente oferecido pelos seus leitores. ...porque os poemas nascem, alimentam-se, crescem, reproduzem-se e (por vezes...) não morrem.
Quinta-feira, 11 de Agosto de 2016

GLOSANDO A POETISA LANDA MACHADO

solidao-thumb.JPG

AMOR ETERNO



Vieste e foste embora de repente

Deixaste em teu lugar uma saudade

E esse nosso amor tão inocente

Envolveu toda a minha mocidade

 

O tempo foi correndo lentamente

Com alegria, dor, felicidade…

Muitas vezes lutei contra a corrente

À procura da minha identidade

 

Houve na minha vida mais amores,

A vida é uma paleta de mil cores,

Mas há um tom dif’rente em cada idade

 

Agora que alcancei o meu poente

Talvez nos encontremos finalmente

Nesse mundo de Amor Eternidade

 

Landa Machado

 

Em “NA LONJURA DO TEMPO”

 

 

IDENTIDADE(S)

 

 

"Vieste e foste embora de repente"

Tal como a chuva chove, a nuvem passa

E o fruto que hoje comes foi semente

Que antes rompera a terra ardente e escassa...



"O tempo foi correndo lentamente"...

A roer-me por dentro, como a traça,

A solidão, a mim, tornou-me gente

E a ti, nem sei porquê, esgotou-te a graça...



"Houve na minha vida mais amores"

E - porque não dizê-lo? - , perdas, dores,

Coisas que eu sei que nunca entenderias...



"Agora que alcancei o meu poente",

Eu quero lá saber! Serei dif`rente,

Mas vivo as minhas próprias fantasias!



Maria João Brito de Sousa -08.07.2016 -15.48h

 

 

publicado por poetaporkedeusker às 01:55
link do post | "poete" também! | favorito
|
4 comentários:
De poetazarolho a 11 de Agosto de 2016 às 05:24
“Infernos”

Já houve outros infernos
E o de Dante também
Mas nos tempos modernos
Consegue-se ir mais além

Do inferno da indiferença
Ao inferno da sofisticação
Tens que ter uma licença
Mas nunca terás perdão

És culpado por existir
Por isso tens que pagar
Para o inferno manter

Não deves sequer ouvir
Nem ouses dele falar
Muito menos tentes ver.
De poetaporkedeusker a 11 de Agosto de 2016 às 09:38
Infernos, só na Terra...

O de Dante, o de Hiroshima,
O da cruel "frigideira"*...
Quanto inferno o homem "mima"**
À sua humana maneira...

São, alguns, um`obra-prima
Da mais requintada asneira
Onde a crueldade encima
E a maldade é pioneira...

Nunca fui porém, culpada
De nascer e de existir;
"Nem sequer fui consultada

No acto que me fez vir"...
De mal, pouco fiz, ou nada,
Nem me tentem desmentir!


Maria João

* Frigideira - O Campo da Morte, no Tarrafal
** Mima - Imita
"Nem sequer fui consultada no acto que me fez vir" - Lembrando António Gedeão no poema "Fala do Homem Nascido".

Aqui vai, Poeta, o que me ocorreu na sequência da leitura do seu sonetilho. Abraço grande!
De Rogério Pereira a 11 de Agosto de 2016 às 22:21
Mais que glosa, minha cara
parece réplica
pensada e repensada

(excelente, como sempre)
De poetaporkedeusker a 12 de Agosto de 2016 às 00:49
Não foi, não, Rogério!

O processo de glosar um soneto é sempre muito rápido, em mim... tenho é de ler vários sonetos do ou da poeta que pretendo glosar. Posso ler dois, três, quatro... sei que, de repente surge um que me prende a atenção e o resto flui sempre muito rapidamente, como se estivesse a conversar com o poema que o/a autor/a criou.

Claro que, no final, é sempre necessário relê-lo atentamente e "afinar" uma ou outra "nota musical" que possa estar a "destoar" , mas todas as minhas glosas têm sido escrtas muito, muito rapidamente, quase à velocidade do pensamento, e com a naturalidade de uma conversa entre amigos. Tenho é de encontrar o soneto certo...

Obrigada e um abraço! (estou exausta, só cheguei há poucos minutos...)

Poete também!

.Transparências de...

.pesquisar

 

.Em livro

   O lucro desta edição reverte
   totalmente a favor da Autora

.posts recentes

. SÁBADO, DOMINGO, SEGUNDA ...

. MEMÓRIA(S) DO NÁUFRAGO-PE...

. RUAS

. A PAUTA INVISÍVEL

. GLOSANDO A POETISA MARIA...

. DIÁLOGOS ENTRE MÃE E FILH...

. SETEMBRO(S)

.arquivos

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

.tags

. todas as tags

.favorito

. CONVERSANDO COM MARIA DA ...

. É a arte, solidão?

. SO(LAS)

. “A Linha de Cascais Está ...

. CANTIGA PARA QUEM SONHA -...

. Our story in 2 minutes

. «A TAUROMAQUIA É A ÚNICA ...

. Novidades a 13 de Dezembr...

. LIMPAR PORTUGAL

. Ler dos outros... (cróni...

.ARCA DE NOÉ

A Arca de Noé Vivapets distinguiu como Animal da Semana

.HORIZONTES DA POESIA


Visit HORIZONTES DA POESIA

.Autores Editora

.A AUTORA DESTE BLOG NÃO ACEITA, NEM ACEITARÁ NUNCA, O AO90

AO 90? Não, nem obrigada!

.subscrever feeds