.UM BLOG SOBRE SONETO CLÁSSICO

Da autoria de Maria João Brito de Sousa, sócia nº 88 da Associação Portuguesa de Poetas, Membro Efectivo da Academia Virtual Sala dos Poetas e Escritores - AVSPE -, Membro da Academia Virtual de Letras (AVL) e autora no Portal CEN, escrito num portátil gentilmente oferecido pelos seus leitores. ...porque os poemas nascem, alimentam-se, crescem, reproduzem-se e (por vezes...) não morrem.
Quinta-feira, 18 de Abril de 2013

SONETO DE AMOR À LÍNGUA PORTUGUESA

 

(Em decassílabo heróico)

 

 

 

Sussurra-me, esta voz que me acompanha

E aqui se assume inteira e colectiva,

Um gesto que em palavras se desenha

Pr`a cumprir-se em canção; sonora e viva!

 

Então, como se a voz me fora estranha,

Dona de autonomia e quase altiva,

Flui por mim toda até que em mim se entranha

Pr`a me deixar, depois, de si cativa…

 

Mil palavras me nascem no momento

Em que faço da voz discernimento

E amor à língua-mãe que me norteia

 

Porque ela me ultrapassa em “sentimento”

E consegue dar voz ao que nem tento

Se acato o que outra língua em mim cerceia…

 

 

 

 

Maria João Brito de Sousa -17.04.2013-18.32h

 

sinto-me :
publicado por poetaporkedeusker às 14:17
link do post | "poete" também! | favorito
|
93 comentários:
De jabeiteslp a 18 de Abril de 2013 às 19:25

E viva o Poeta que assim sabe poetar...

espero que tudo vá bem contigo...uma bela noite
De poetaporkedeusker a 18 de Abril de 2013 às 20:33
Obrigada, Anjo!

Estou sem tempo... ando a tentar fazer uma compilação "decente" de algumas obras do meu avô...

Feliz fim de tarde para ti!
De jabeiteslp a 18 de Abril de 2013 às 21:05
De poetaporkedeusker a 18 de Abril de 2013 às 21:17
De poetazarolho a 18 de Abril de 2013 às 21:45
“Mercado eleitoral”

Para as portas franquear
Entalou-se o Martin Moniz
Agora está-se a entalar
O povo deste país

Um povo em duodécimos
Apanhado na enxurrada
Sopram ventos péssimos
Pela porta franqueada

Mas este é o bom caminho
Abram as portas e janelas
Melhores ventos soprarão

Distribuem beijos e carinho
Em mercados, ruas e vielas
Nas vésperas da eleição.

Prof Eta
De poetaporkedeusker a 19 de Abril de 2013 às 11:55
"Reinvente-se Abril!"


Talvez a Festa de Abril
Acenda, nos corações,
Essa revolta febril
Que engendra as revoluções...

Talvez muitos, muitos mil
Vejam, nos cravos, arpões
E se evadam do redil
De alheias condenações...

Se o voto é uma conquista,
Ao voto não faltarei!
Nada faz com que eu desista

Desde que a razão me assista
Porque os passos que já dei
Serão meus, enquanto exista!


Maria João Brito de Sousa

Com um grande, grande abraço, Poeta! Que relembremos, na Festa de Abril, o mesmo espírito que nos uniu em Abril de 1974!
De poetazarolho a 18 de Abril de 2013 às 21:50
Ponte mudou de vida.
De poetaporkedeusker a 19 de Abril de 2013 às 11:57
Também eu, Poeta, também eu... faz muito tempo e, sabe Deus com que dificuldade... mas ainda bem!
De poetazarolho a 19 de Abril de 2013 às 07:14
O chá irrompeu.
De poetaporkedeusker a 19 de Abril de 2013 às 12:04
Ainda bem! Estamos no tempo das grandes "erupções"...
De jabeiteslp a 19 de Abril de 2013 às 13:04
Só desejar um bom dia feliz
De poetaporkedeusker a 19 de Abril de 2013 às 13:11
Bom e feliz dia também para ti, Anjo!
De poetazarolho a 19 de Abril de 2013 às 21:59
“Equação”

Geométrica a ignorância
Com quantos lados não sei
Não há porém relevância
É um dado que ignorarei

Existe dúvida pendente
Muita certeza que brota
Duvida o inteligente
Está seguro o idiota

Para evoluir é preciso
Antes de mais duvidar
Reconstruir a equação

Ignorar com um sorriso
Certezas prontas a usar
E às dúvidas não dizer não.
De poetaporkedeusker a 20 de Abril de 2013 às 11:36
"Resolvendo esta Equação"


Equacionar duvidando
E acrescentando elementos
Ao que vou solucionando,
Sem vãos descontentamentos

E a saber que a ignorância,
Tenha os "lados" que tiver,
É dona de tal ganância
Que se compara ao "poder",

Assim vivo estes meus dias
- sem angústias mas com faltas... -
Pois, outras filosofias,

Só me trazem melodias
De notas que são mais altas
Mas dão grandes disfonias...


Com o meu maior abraço e os votos de um excelente fim de semana, Poeta!


De poetazarolho a 19 de Abril de 2013 às 22:02
Amy na ponte.
De poetaporkedeusker a 20 de Abril de 2013 às 11:38
Lá vou, Poeta!
De jabeiteslp a 19 de Abril de 2013 às 23:36
Uma grande e ssossegada noite muito feliz pra ti
De poetaporkedeusker a 20 de Abril de 2013 às 12:11
E um muito feliz dia de Sábado para ti, Anjo!
De jabeiteslp a 20 de Abril de 2013 às 13:13
Descanso agora porque lá para a noite
vou pás tunas


feliz dia pra ti também
De poetaporkedeusker a 20 de Abril de 2013 às 13:19
Bom descanso e que tenhas uma noite alegre e produtiva!
De jabeiteslp a 21 de Abril de 2013 às 08:58

meio arrombado mas correu tudo bem...um belo dia MJ
De poetaporkedeusker a 21 de Abril de 2013 às 13:01
Imagino, Anjo! Irei até aí assim que puder!

Feliz Domingo para ti!
De jabeiteslp a 23 de Abril de 2013 às 08:29
Um belo e radioso grande dia
De poetaporkedeusker a 23 de Abril de 2013 às 19:22
Dia de hospital, Anjo... só há pouco cheguei...

Feliz quase-noite para ti
De jabeiteslp a 23 de Abril de 2013 às 19:41
Há que cuidar essa saude
De poetaporkedeusker a 23 de Abril de 2013 às 20:05
Pois... que remédio, Anjo! Garanto-te que não vou ao hospital por gostar de o visitar... detesto ter de lá ir, mas não me adianta nada não gostar... isto está mesmo mauzito...
De jabeiteslp a 24 de Abril de 2013 às 07:39

um bonito dia pra ti, e coragem também
De poetaporkedeusker a 24 de Abril de 2013 às 13:16
Bonito dia também para ti, Anjo! Estou muito "derreada", hoje... mas é só sono e cansaço. O ânimo está inteirinho!
De poetazarolho a 20 de Abril de 2013 às 07:09
Chá no mundo.
De poetaporkedeusker a 20 de Abril de 2013 às 11:49
Si, Poeta, o Chá é muito cosmopolita! Vou vê-lo!
De poetazarolho a 20 de Abril de 2013 às 23:31
“Trabalho liberta”

Tu que és força produz
Pago-te ao fim do mês
Já que o dinheiro seduz
Produz mil e dou-te dez

Não questiones o sistema
Qu’é do princípio das eras
Recebias em sal-gema
E eras atirado às feras

Foi grande a evolução
Dá largas à criatividade
Realiza-te pela profissão

Que o trabalho liberta
Liberta-te da necessidade
De teres uma mente aberta.

Prof Eta
De poetaporkedeusker a 21 de Abril de 2013 às 12:46
"O trabalho - não a sua exploração! - está na nossa natureza"

Eu penso que a produção
Faz-nos bem, é necessária
E contém toda a razão
Que move uma "classe operária"

E sei que sou "produtora"
De versos de qualidade,
Também eles força motora*
Dos frutos da liberdade

Mas não creio em submissão
Do trabalho ao capital
Que reduz o produtor

À injusta condição
De uma"coisa" que é legal
Só porque produz valor...


Maria João Brito de Sousa

*em vez de motriz...


Cá vai, Poeta, com o meu abraço e os votos de um feliz Domingo!

Poete também!

.Transparências de...

.pesquisar

 

.Em livro

   O lucro desta edição reverte
   totalmente a favor da Autora

.posts recentes

. O MOMENTO DA RECEPÇÃO DA ...

. A MEDALHA E O DIPLOMA - ...

. INFORMAÇÃO A TODOS OS AMI...

. SONETO A PRETO E BRANCO

. GLOSANDO A POETISA MARIA...

. O VIGÉSIMO SEXTO DIA

. SÁBADO, DOMINGO, SEGUNDA ...

.arquivos

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

.tags

. todas as tags

.favorito

. CONVERSANDO COM MARIA DA ...

. É a arte, solidão?

. SO(LAS)

. “A Linha de Cascais Está ...

. CANTIGA PARA QUEM SONHA -...

. Our story in 2 minutes

. «A TAUROMAQUIA É A ÚNICA ...

. Novidades a 13 de Dezembr...

. LIMPAR PORTUGAL

. Ler dos outros... (cróni...

.ARCA DE NOÉ

A Arca de Noé Vivapets distinguiu como Animal da Semana

.HORIZONTES DA POESIA


Visit HORIZONTES DA POESIA

.Autores Editora

.A AUTORA DESTE BLOG NÃO ACEITA, NEM ACEITARÁ NUNCA, O AO90

AO 90? Não, nem obrigada!

.subscrever feeds