.UM BLOG SOBRE SONETO CLÁSSICO

Da autoria de Maria João Brito de Sousa, sócia nº 88 da Associação Portuguesa de Poetas, Membro Efectivo da Academia Virtual Sala dos Poetas e Escritores - AVSPE -, Membro da Academia Virtual de Letras (AVL) e autora no Portal CEN, escrito num portátil gentilmente oferecido pelos seus leitores. ...porque os poemas nascem, alimentam-se, crescem, reproduzem-se e (por vezes...) não morrem.
Quinta-feira, 28 de Fevereiro de 2013

NOUTRO DIA QUALQUER...

 

(Soneto em decassílabo heróico)

 

 

Noutro dia qualquer não vos diria

Que as rimas se insurgissem revoltadas

Mas, hoje, ultrapassaram-me apressadas,

Recriando outra estranha romaria

 

E nem vos sei dizer se saberia,

Ainda que as quisesse controladas,

Ainda que bem presas, bem domadas,

Mudar seu rumo, impondo uma harmonia…

 

Mais tarde, contarei que elas ficaram,

Que me iludi, que não me renegaram

E que hão-de estar comigo até ao fim,

 

Mas - só por hoje! - afirmo que voaram,

Que, ao fugirem de mim, se recusaram

Às regras que me impus, neste jardim…

 

 

 

 

Maria João Brito de Sousa – 28.02.2013 – 19.05h

 

 

sinto-me :
publicado por poetaporkedeusker às 20:37
link do post | "poete" também! | favorito
|
63 comentários:
De poetazarolho a 28 de Fevereiro de 2013 às 22:47
“Estados de alma”

Ao palácio das emoções
Afluem estados de alma
Que transbordam de corações
Ora frenéticos, ora com calma

Há estridentes gargalhadas
Ouvem-se tristes murmúrios
Ruído de águas paradas
A passos largos augúrios

De bons ventos a soprar
Ressoam como uma canção
De sentimentos a bailar

Ao beberes desta emoção
Vais sentir-se regenerar
Corpo, alma e coração.
De poetaporkedeusker a 1 de Março de 2013 às 00:14
"Ainda sobre os estados de alma"


Quem tanto assim "oscilar"
Nas questões sentimentais,
Muito bem não deve estar...
Vejo oscilações a mais!

Não é saudável pensar
Que as emoções naturais
Possam, assim, transtornar
Os equilíbrios "normais"

Mas é bom ter emoções,
Os "motores da criação"
Mais comuns do ser humano,

Que, com menos "abanões",
Enriquecem a Razão
Sem lhe causar qualquer dano...

Maria João


Aqui vai, Poeta, com o meu abraço!
De poetazarolho a 28 de Fevereiro de 2013 às 22:59
Piano mar na ponte.
De poetaporkedeusker a 1 de Março de 2013 às 10:16
Só agora posso ir à Ponte, Poeta...
De poetazarolho a 1 de Março de 2013 às 07:03
há vive.
De poetazarolho a 1 de Março de 2013 às 07:03
Chá vive.
De poetaporkedeusker a 1 de Março de 2013 às 10:49
O Chá vive, mas o meu ecrã parece estar a morrer... os controles não obedecem lá muito e as cores estão quase, quase, reduzidas a preto e branco... a banda do hotspot através do qual acedo à net, passou de laranja a verde... mas vou lá se isto me deixar!
De jabeiteslp a 1 de Março de 2013 às 07:51

Abaixo as regras
Viva pra sempre a rima...

um feliz dia
De poetaporkedeusker a 1 de Março de 2013 às 11:10
Eheheheh... bom dia, Anjo!

As regras fazem-nos falta mas alguns seguem-nas de uma forma demasiado rígida e incondicional... no soneto, para se lhe poder manter a melodia e a essência - soneto significa, desde os seus primórdios, "pequena canção" - há que sacrificar uma ou outra regra à oralidade da poesia...

Mas, aqui, eu também me referia a algumas regras que eu própria me vou impondo e que acabam por me deixar muito pouco tempo livre para investir na poesia de qualidade... o tempo não é se comporta exactamente da mesma forma com uma pessoa que se pode mover normalmente e com outra que tem dificuldades motoras e dores crónicas... sobretudo quando esse tempo tem de ser "filtrado" por um equipamento que "desobedece" e "encrava" e partilhado com a "bicheza" velhinha... um dia inteiro não rende tanto quanto duas ou três horas do tempo em que me mexia melhor, mesmo tendo 14 animais comigo, como já aconteceu em determinada altura...

Um feliz dia para ti!
De poetazarolho a 1 de Março de 2013 às 21:15
“5 estrelas”

Troika não verbalizou
Foi linguagem gestual
Forma como comunicou
Que nem tudo corre mal

Em seus cofres aumentou
O montante colossal
Dos juros que arrecadou
Com o nosso Portugal

Os cortes já detalhou
E é apenas conjuntural
Pois com o que sobrou

Da festa do carnaval
Os políticos mascarou
Pró processo eleitoral.

Prof Eta
De poetaporkedeusker a 1 de Março de 2013 às 22:19
Tento passar a mensagem
Do que está a acontecer-me
Pois quase não tenho imagem
E mal consigo reler-me...

O ecrã ficou tão escuro
Que as palavras nem se lêem...
Parecem escritas num muro
Com cores que a ninguém convêm...

Se puder, como puder,
Espero ir à rua amanhã
E fazer a minha parte

E, depois, haja o que houver,
Veremos se é coisa vã
Usar tanto "engenho e arte"...


Aqui vai, muito "às cegas", poeta e com o abraço do costume!
De poetazarolho a 1 de Março de 2013 às 21:19
Liberdade na ponte.
De poetazarolho a 2 de Março de 2013 às 08:25
Chá com estrelas.
De poetaporkedeusker a 2 de Março de 2013 às 11:24
A imagem melhorou um pouco, Poeta... penso que consigo ver as estrelas do Chá
De poetazarolho a 2 de Março de 2013 às 13:50
“O povo É”

Quem mais ordena
Aqui na nação heróica
O povo já mete pena
Por causa de ti ó troika

Um povo achincalhado
Até pelos governantes
Tod’os dias espezinhado
Nada fique como dantes

Antes era o Tarrafal
E o calor da frigideira
Hoje já não há moral

Pr’acabar c’a brincadeira
Isto ainda acaba mal
Mesmo qu’a gente não queira.

Prof Eta
De poetaporkedeusker a 2 de Março de 2013 às 18:59
AO POVO O QUE LHE PERTENCE!


Para imporem seus interesses,
Que nos não trazem renovo,
Querem, as troikas, benesses
Contra a vida deste povo!

Tarde ou cedo, irão ser expulsas
Mais seus jogos milionários
Que urdem "jogadas" avulsas
Pr`a levar bens e salários!

Neste ponto de ruptura
Já ninguém pode ficar
Pois não há sobrevivência

Qu`aguente vida tão dura
E nos leve a vegetar
Na nossa própria impotência...


Abraço grande, Poeta!
De poetazarolho a 2 de Março de 2013 às 13:51
TODOS À MANIF….

Anda a rapaziada
Pelas ruas a cantar,
Ainda assim, agastada,
Com vontade de chorar…

Saudosa da vida airada
Com que a ousaram enganar
Carro e casa mobilada
Tudo p´ra um dia pagar

E férias no estrangeiro
P´ra gozar em grande estilo
Sem ralações com dinheiro…

Deram-se por mau conselho
Agora querem um Grillo
Mas, antes, quiseram um Coelho.

Eduardo
De poetaporkedeusker a 4 de Março de 2013 às 13:32
Peço desculpa, Eduardo! Este seu excelente sonetilho estava mesmo a escapar-me...
Não lhe vou conseguir responder porque as condições estão muito más... todas, incluindo as minhas que pioraram um pouco. Agradeço-lhe e envio o hanbitual abraço para si e Maria dos Anjos!

Poete também!

.Transparências de...

.pesquisar

 

.Em livro

   O lucro desta edição reverte
   totalmente a favor da Autora

.posts recentes

. SEM GARANTIAS

. CONVERSANDO COM ALDA PERE...

. DEUSES SOMOS NÓS!

. NATAIS DOS TEMPOS IDOS...

. CONVERSANDO COM MARIA DA ...

. GLOSANDO MARIA DA ENCARNA...

. CONVERSANDO COM O POETA A...

.arquivos

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

.tags

. todas as tags

.favorito

. CONVERSANDO COM MARIA DA ...

. É a arte, solidão?

. SO(LAS)

. “A Linha de Cascais Está ...

. CANTIGA PARA QUEM SONHA -...

. Our story in 2 minutes

. «A TAUROMAQUIA É A ÚNICA ...

. Novidades a 13 de Dezembr...

. LIMPAR PORTUGAL

. Ler dos outros... (cróni...

.ARCA DE NOÉ

A Arca de Noé Vivapets distinguiu como Animal da Semana

.HORIZONTES DA POESIA


Visit HORIZONTES DA POESIA

.Autores Editora

.A AUTORA DESTE BLOG NÃO ACEITA, NEM ACEITARÁ NUNCA, O AO90

AO 90? Não, nem obrigada!

.subscrever feeds