.UM BLOG SOBRE SONETO CLÁSSICO

Da autoria de Maria João Brito de Sousa, sócia nº 88 da Associação Portuguesa de Poetas, Membro Efectivo da Academia Virtual Sala dos Poetas e Escritores - AVSPE -, Membro da Academia Virtual de Letras (AVL) e autora no Portal CEN, escrito num portátil gentilmente oferecido pelos seus leitores. ...porque os poemas nascem, alimentam-se, crescem, reproduzem-se e (por vezes...) não morrem.
Domingo, 2 de Dezembro de 2012

TEMPESTADE(S) - Soneto em verso de nove sílabas métricas dedicado à minha ligação boicotada

Repensado este estranho argumento

Como a última nau de quem sonha,

Serei sempre implacável… nem tento

Desculpar-me ou mostrar-vos vergonha;

 

Sou do mar, sou da terra e do vento,

Sou selvagem, por vezes, medonha

Se me engendram de negro ou cinzento

Vergastando a maré mais risonha…

 

Quantas vezes não fui tempestade,

Força bruta, invencível, cruel,

Flagelando – porém, sem maldade! –

 

Edifícios da vossa cidade,

Vossos rios, vosso mar, vossa pele,

Sem curvar-me ante a vossa vontade?

 

 

 

Maria João Brito de Sousa -02.12.2012 – 14.15h

sinto-me :
publicado por poetaporkedeusker às 15:40
link do post | "poete" também! | favorito
|
41 comentários:
De jabeiteslp a 2 de Dezembro de 2012 às 18:04

bom humor mesmo assim...

feliz noite
De poetaporkedeusker a 2 de Dezembro de 2012 às 21:20
Eheheh... não resisti a colocar o "bonequinho" guerreiro... feliz noite!
De jabeiteslp a 2 de Dezembro de 2012 às 21:37
sossegada noite também
que nós por aqui
4 grauzitos de friorento brrrrrrrrr
( e certas expressões menos próprias)

só com um bagacito....


De poetaporkedeusker a 3 de Dezembro de 2012 às 15:53
Eheheheh... lá vai o destilante

Para mim, um cházito quente qb... Hoje não posso tomar mais do que um café, senão também iria... mas a tensão arterial tem andado lá nos píncaros e eu não lhe quero dar motivos para me "adiantar" a partida...

Feliz tarde, Anjo!
De jabeiteslp a 4 de Dezembro de 2012 às 08:52
feliz dia Mj

De poetaporkedeusker a 4 de Dezembro de 2012 às 12:52
Feliz tarde para ti, Anjo!
A minha manhã foi no hospital... nada de bonito, como deves calcular. A infecção continua por cá porque já saíram as análises e o bichoco é resistente à aoxicilina com ácido clavulânico, que é o que tenho estado a tomar... passo agora a tomar uma cipro... meu pobre estômago... tem estado aflitinho com a amoxi... e lá se me foi a malvada da ligação! Vou ter de fazer copy-paste disto...
De jabeiteslp a 4 de Dezembro de 2012 às 14:50
pois...as agruras da nossa velhice


mas mesmo assim uma feliz tarde
De poetaporkedeusker a 4 de Dezembro de 2012 às 15:03
Não sei, não, Anjo... vejo por aí muita gente na casa dos oitenta que anda bem melhor do que eu... e estas "tretas" todas que eu tenho, andam a fazer das suas desde os meus floridos vinte anitos... eu sou é "vaso ruim", que não quebra, eheheh...

Feliz tarde

... ou eu me engano muito ou, por aqui, vai começar a chover a cântaros...
De jabeiteslp a 4 de Dezembro de 2012 às 15:52

uma bela e grande noite MJ
De poetaporkedeusker a 4 de Dezembro de 2012 às 16:31
Estou com dores de barriga... a sério, não são metafóricas... ao menos que me passem as dores de barriga... já ficava contente só com as outras, não preciso destas para nada, Anjo... nem das outras, mas... já vi que essas vieram mesmo para ficar...

E, já que estou em maré de "pedidos", que esta malvada desta ligação se acalme um bocadinho... já fui 30 vezes ao Gmail, ver se "limpo" um pouco o meu correio e ela desliga-se sempre... burra de ligação... sem ofensa para os meus amigos burros de quatro patas!
Ahhhh! Isto é que foi desabafar, Anjo!

Fiquei um bocadinho menos furiosa com esta tremelicante ligação, eheheh...


Feliz restinho de tarde e uma noite muito serena Agora... não me deixa comentar, o raio da ligação... nem me aparece o rectangulozinho da publicação... ora esta!!!
De jabeiteslp a 4 de Dezembro de 2012 às 20:13

nos desejos de que tudo se recomponha

De poetaporkedeusker a 4 de Dezembro de 2012 às 21:24
estou cheia de febre... mais do que o costume... e não consigo ouvir nada de nada no Rádio Horizontes da Poesia http://horizontesdapoesia.listen2myradio.com/
olha, ouve tu, se quiseres... sei que o meu amigo Joaquim Sustelo vai dizer os Quatro Sonetilhos a Catarina Eufémia e eu não vou ouvir nada... é um dia daqueles... menos bons, digo eu que não gosto de ser muito pessimista, eheheh...

Feliz noite, Anjo!
De jabeiteslp a 4 de Dezembro de 2012 às 21:39

é complicado ouvir esse rádio
de malicioso quorum a instalar...

por isso aparecem certos problemas...

mas de te sentir com ânimo é o essencial...


feliz noite e prá cambada também (os quadrúpedes)
De poetaporkedeusker a 4 de Dezembro de 2012 às 22:17
Eheheh... vai-me restando um pinguinho de humor... é sempre o meu ponto forte... o site pede-me para instalar um plugin e, quando o tento instalar, diz-me que é desconhecido... haja paciência!

Feliz noite, Anjo
De jabeiteslp a 5 de Dezembro de 2012 às 16:26
uma bela e feliz tarde de aqui dos calhaus
De poetazarolho a 2 de Dezembro de 2012 às 20:37
PRIMEIRO de DEZEMBRO de 2072
(e voltou a haver feriado)

Sessenta anos passados
Sobre a malvada falência,
Desta vez sem conjurados,
Restaurou-se a independência.

Nos armários trancados
Dos Paços da Impaciência
Nem se esconderam os malvados,
Temerosos da violência.

Foi tudo com bonomia
Como é habitual
No país da nostalgia,

Reino de costumes brandos
E o aquecimento global
Fez arder os memorandos.

Eduardo
De poetaporkedeusker a 2 de Dezembro de 2012 às 21:04
Que ardam, pois, os memorandos
Numa altaneira fogueira
Ou fogos algo mais brandos
Para que não saia asneira...

Feriados e quejandos
Morrem de toda a maneira
Pois para o ano, os malandros,
Vão parar à prateleira

Mas, se houver uma janela,
Basta que haja um parapeito
Pr`a escrever-se a história nela!

Com mais ou menos cautela
E um bocadinho de jeito,
Reproduz-se a antiga querela...


Um abraço grande, amigo Eduardo, e muito obrigada por mais este belo sonetilho!



De poetazarolho a 2 de Dezembro de 2012 às 23:18
“Impérios”

Roma já está a arder
Parece o fim do império
Eu cá estou em crer
Que não existe mistério

Todo o império termina
Tendo a gula como pecado
Para o imperador estricnina
E o séquito cai a seu lado

Outro império nascerá
E não será muito diferente
A esse outro bastará

Que minta a tod’a gente
Pois muita gente haverá
Que acredita piamente.
De poetaporkedeusker a 3 de Dezembro de 2012 às 15:39
Abaixo esse imperialismo
Desajustado e maldoso
Que lança o povo em abismo
Pr`a sustento do guloso!!!

Vivam os povos do mundo
Na luta por seus direitos,
Viva o trabalho fecundo,
Para todos, sem eleitos!

Vivam justas ambições
De paz, de casa e saúde
De eternas aprendizagens!

Vivam quantas gerações
A aparência desilude
E não caem nas "miragens"!


Vivam o sonho, a lucidez e o trabalho, Poeta!


De poetazarolho a 2 de Dezembro de 2012 às 23:25
Marchar na ponte.
De poetaporkedeusker a 3 de Dezembro de 2012 às 15:23
Só agora, só agora... ai...
De poetazarolho a 3 de Dezembro de 2012 às 07:09
Chá competente.
De poetaporkedeusker a 3 de Dezembro de 2012 às 15:11
Ai, Poeta... eu é que estou incompetente de todo, com esta ligação meia maluca... vou já!
De poetazarolho a 3 de Dezembro de 2012 às 21:08
“Filhos do povo”

Tod’os poderes instalados
Na nossa santa terrinha
Deviam ser julgados
Com imensa pena minha

Por tod’os danos causados
Ao povo donde provêem
E de seguida condenados
P’lo que não tinham, mas têm

À custa do povo defraudar
Que só agora descobriu
Deu tud’o que tinha p’ra dar

A estes filhos que pariu
Nos quais havia de confiar
Com o resultado que se viu.

Prof Eta
De poetaporkedeusker a 3 de Dezembro de 2012 às 22:42
Da mesma maneira penso
Sobre quem nos corrompeu
E nos deixou neste imenso
Poço sem ver luz ou céu!

Pr`a se fazer um só rico,
Como Eça soube escrever
E eu, com gosto, testifico,
Muitos hão-de empobrecer!

Quanta miséria, que mortes
Hão-de ainda ter lugar
Pr`a prolongar essas "sortes"?

Quanto tempo pr`a que mude
Esta forma de pensar
Que a tantos ainda ilude?

Abraço grande, Poeta!
De poetazarolho a 3 de Dezembro de 2012 às 23:33
Muxima na ponte.
De poetaporkedeusker a 4 de Dezembro de 2012 às 12:54
Muxima... vou já ver, Poeta!
Hoje foi dia de hospital e nem consegui chegar a levar-lhe o sonetilho... mas tento hoje, mesmo com a malvada da ligação a fazer das suas...
De poetazarolho a 4 de Dezembro de 2012 às 23:42
“Heil”

Se houve alucinação
Ela agora terminou
Veio o ministro alemão
E a todos explicou

Grécia tem um caminho
Que não é o de Portugal
Portanto falem baixinho
Se não querem dar-se mal

Desmintam o que se disse
Contradigam a declaração
Tudo não passa de aldrabice

A nossa derradeira intenção
É que a finança cumprisse
Esta verdadeira invasão.

Prof Eta
De poetaporkedeusker a 5 de Dezembro de 2012 às 15:44
Sabem bem ser incumprível
Tal pagamento a tais juros...
Como se fosse possível
Criar ponte, alçando muros!

Em fraca conta nos têm
Se pensam que acreditamos...
Temos olhos qu `inda vêem,
Pés neste chão que pisamos!

Sabemos do jogo sujo
A que o capital recorre
Pr`a negar contradições

Filando, como sabujo,
Quanta carne `inda nos cobre,
Depois de "idos"os tostões...


Nem sei como consegui... vou já fazer copy disto...
Abraço grande, Poeta!
De poetazarolho a 4 de Dezembro de 2012 às 23:50
River under the bridge.
De poetaporkedeusker a 5 de Dezembro de 2012 às 12:21
Vou ver... se esta malfadada ligação mo permitir, claro
De poetazarolho a 5 de Dezembro de 2012 às 07:24
O chá equivocou-se.
De poetaporkedeusker a 5 de Dezembro de 2012 às 12:15
E eu continuo meia atrapalhada com esta infecção...
mas vou já!

Poete também!

.Transparências de...

.pesquisar

 

.Em livro

   O lucro desta edição reverte
   totalmente a favor da Autora

.posts recentes

. CONVERSANDO COM ALDA PERE...

. DEUSES SOMOS NÓS!

. NATAIS DOS TEMPOS IDOS...

. CONVERSANDO COM MARIA DA ...

. GLOSANDO MARIA DA ENCARNA...

. CONVERSANDO COM O POETA A...

. CHUVA

.arquivos

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

.tags

. todas as tags

.favorito

. CONVERSANDO COM MARIA DA ...

. É a arte, solidão?

. SO(LAS)

. “A Linha de Cascais Está ...

. CANTIGA PARA QUEM SONHA -...

. Our story in 2 minutes

. «A TAUROMAQUIA É A ÚNICA ...

. Novidades a 13 de Dezembr...

. LIMPAR PORTUGAL

. Ler dos outros... (cróni...

.ARCA DE NOÉ

A Arca de Noé Vivapets distinguiu como Animal da Semana

.HORIZONTES DA POESIA


Visit HORIZONTES DA POESIA

.Autores Editora

.A AUTORA DESTE BLOG NÃO ACEITA, NEM ACEITARÁ NUNCA, O AO90

AO 90? Não, nem obrigada!

.subscrever feeds