.UM BLOG SOBRE SONETO CLÁSSICO

Da autoria de Maria João Brito de Sousa, sócia nº 88 da Associação Portuguesa de Poetas, Membro Efectivo da Academia Virtual Sala dos Poetas e Escritores - AVSPE -, Membro da Academia Virtual de Letras (AVL) e autora no Portal CEN, escrito num portátil gentilmente oferecido pelos seus leitores. ...porque os poemas nascem, alimentam-se, crescem, reproduzem-se e (por vezes...) não morrem.
Segunda-feira, 26 de Novembro de 2012

SONETO PARA UM SONHO QUE SONHEI - Em decassílabo heróico

 

Depois de uma janela, outra janela

Se abriu de par em par, nesse protesto…

Mil se abriram depois, fazendo o resto,

Assim que a voz do sonho ecoou nela!

 

Completo, nasce o sol, derruba a cela,

Infiltra-se-lhe a luz no duro asbesto

E, nessa convicção que ao sono empresto,

Traduz-se-me em vontade enchendo a tela…

 

Transmutada a janela em peito aberto,

Fosse essa luz descrita a voz roubada

À vivência de um tempo insano, incerto,

 

Estaria essa vitória bem mais perto

E já se glosaria, em qualquer estrada,

Invicta, esta alegria em que eu desperto!

 

 

 

 

Maria João Brito de Sousa – 24.11.2012 – 09.39h

 

 

 

 

Imagem retirada da net, via Google

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

sinto-me :
publicado por poetaporkedeusker às 13:29
link do post | "poete" também! | favorito
|
56 comentários:
De jabeiteslp a 26 de Novembro de 2012 às 18:53
Dilema MJ

mas nem tudo foi em vão...

uma bela bonita noite pra ti

e os da pesada também
De poetaporkedeusker a 27 de Novembro de 2012 às 01:25
Noite feliz e serena, Anjo!

Daqui a pouco terei de me levantar para me preparar para a consulta do hospital... até amanhã!
De jabeiteslp a 27 de Novembro de 2012 às 07:56
um belo dia de solinho pra ti
De poetaporkedeusker a 27 de Novembro de 2012 às 19:32
Chuvinha, por aqui, Anjo! Caíram dilúvios enquanto eu estava na consulta do hospital... Felizmente fui "levada e trazida" Já não me aguento a "viajar" até lá sozinha.

Feliz noite para ti!
De jabeiteslp a 27 de Novembro de 2012 às 23:22


tramados com estes anafados... dos milhões...
De poetaporkedeusker a 27 de Novembro de 2012 às 23:28
Tramados e, afinal, tão poucos, comparativamente connosco... mas sabem fazê-las... vou aí!
De jabeiteslp a 28 de Novembro de 2012 às 10:10
espero que tudo vá bem
pois estas alterações de tempo e frio
deixam marcas...

feliz dia
De poetaporkedeusker a 28 de Novembro de 2012 às 11:16
Ai, Anjo , nem me digas nada... a minha infecção urinária - para além de tudo o resto de que já falei - continua a deixar-me dorida e "de rastos" e o Kico... esse deve ter tido um pequeno AVC enquanto eu estava no hospital e continua num estado lastimoso... e aflitíssimo porque se suja todo e, embora tenho dado uns passos desequilabrados, na rua, voltou a cair e teima em querer levantar-se... sem conseguir mais do que espernear e arrastar-se um pouco pelo chão. Estou que nem eu sei...

Feliz dia para ti
De jabeiteslp a 28 de Novembro de 2012 às 12:35

pois há levar as coisas pelo lado positivo

uma feliz tarde
De poetaporkedeusker a 28 de Novembro de 2012 às 12:50
Sou perita nessas estratégias, Anjo... mas hoje não está a ser lá muito fácil. As coisas acumulam-se e potenciam-se umas às outras e a força física - a falta dela... e as dores - não está a ajudar...

Feliz tarde para ti
De jabeiteslp a 28 de Novembro de 2012 às 19:32
De poetaporkedeusker a 28 de Novembro de 2012 às 20:34
Uma flor, também para ti, Anjo!


Isto continua a cair, a cair, a cair...
De jabeiteslp a 28 de Novembro de 2012 às 20:38
mas mais logo

melhor...
De poetaporkedeusker a 28 de Novembro de 2012 às 21:03
Achas que sim, Anjo? Tem estado assim o dia inteiro... já me caiu duas vezes enquanto eu tentava responder-te no Montanhas... esperemos que sim... eu ainda estou com mais febre do que o costume e já não aguento estar aqui sentada durante tanto tempo... quando não estou a limpar... o que já sabes
De jabeiteslp a 28 de Novembro de 2012 às 23:48
feliz noite

que eu não teria paciencia...
De poetaporkedeusker a 29 de Novembro de 2012 às 14:09
Também a perdi, Anjo... ou melhor, perdi a força física - pouca - que me aguentava aqui, sentada no banquito de "sumapau", a reiniciar ligações... para nada...

Feliz tarde, geladinha, geladinha
De jabeiteslp a 29 de Novembro de 2012 às 14:24
que seja sossegada pra ti...
De poetaporkedeusker a 29 de Novembro de 2012 às 14:52
Ufa! Está, outra vez, uma loucura...
De jabeiteslp a 29 de Novembro de 2012 às 16:58

feliz noite MJ
e a esses quadrúpedes também...
De poetaporkedeusker a 29 de Novembro de 2012 às 19:55
Feliz noite, Anjo! Isto está tão mau, tão mau - em termos de ligação - que me parece que nem vale a pena tentar responder a nada... nem sequer o blog me aparece configurado...
De jabeiteslp a 29 de Novembro de 2012 às 20:45

acho que tens de encomendar uma bomba
virtual

e arrasar esse servidor meio vigarista no sinal...


uma feliz noite sossegada e feliz nos parâmetros
de se ser...

vou apanhar uns destilantes
com os doutores da Covilhã...futuros....xoxox de aqui
De poetaporkedeusker a 29 de Novembro de 2012 às 21:23
Eheheh... força, Anjo... mas não abuses, vê lá...

Noite divertida para ti e para os nossos futuros doutores
De jabeiteslp a 29 de Novembro de 2012 às 21:27

com este frio

duvido do Brio...Académico
De poetazarolho a 26 de Novembro de 2012 às 19:41
“Nova bandeira”

O caminho alternativo
Leva-te a outro destino
Será por esse motivo
Tua bandeira e teu hino

Que os caminhos actuais
Só prometem destruição
Não serão por onde vais
Em busca da evolução

Mas p’ra que não esqueças
O caminho d’alternância
Esse cheio de promessas

Dum futuro de abundância
É um caminho às avessas
Que só serve a militância.
De poetaporkedeusker a 27 de Novembro de 2012 às 19:46
Eu não tenho alternativa
Que não seja o que aqui escrevo,
Andar nesta roda-viva
Fazendo sempre o que devo

Mas, quanto ao nosso país,
Mil saídas surgirão!
(nunca eu seria feliz
se acreditasse que não...)

Para alternância, bastou
A que andou, por tantos anos,
A deixar o que deixou...

Às promessas... já nem ligo
Porque essas só causam danos,
Deixando esta terra em perigo!


Abraço grande, Poeta!

De poetazarolho a 26 de Novembro de 2012 às 19:48
Brel se promene sur le pont.
De poetaporkedeusker a 27 de Novembro de 2012 às 01:21
Poeta, vou ter de lhe pedir desculpa, mais uma vez... terei de me levantar às cinco da manhã para uma consulta hospitalar e recebi o telefonema de uma amiga... já não consigo ir à Ponte, hoje... nem sequer responder ao seu sonetilho... mas respondo amanhã, quando voltar!

Abraço grande!
De poetazarolho a 27 de Novembro de 2012 às 07:21
Please be my guest.
De poetaporkedeusker a 27 de Novembro de 2012 às 19:11
Ahhhh... só agora consigo ir à Ponte... mas espero ir, embora a ligação esteja insuportável! Pula, salta, pára, muda de página e encrava... que paciência que eu hoje tenho que ter...
De poetazarolho a 27 de Novembro de 2012 às 07:22
Chá sem mal.
De poetaporkedeusker a 27 de Novembro de 2012 às 19:33
E lá vou eu...
De ligeirinha a 27 de Novembro de 2012 às 16:51

Olá poeta, então o que te disse o medico?

Não vi nada aqui escrito e já são quase 5h.

Aguardo noticias!
Beijinhos!
De poetaporkedeusker a 27 de Novembro de 2012 às 19:27
Fui eu que lhe disse que, para além de tudo o mais, estava - e estou! - com uma bruta infecção urinária... há que tratar das situações agudas primeiro... fiz, lá mesmo, colheita de urina asséptica e volto de hoje a uma semana... o INR estava, felizmente, dentro dos valores normais.
Gosto muito deste MNP - o meu médico - mas acho que ainda é mais "despassarado" do que eu...esqueceu-se de imprimir as receitas trimestrais e garantiu que já mas tinha dado. Confiei que o despassaramento seria meu e... não devia! Tenho de as trazer para a semana pois só vieram duas; o antibiótico e a estatina...

O Kico, quando cheguei, tinha perdido o andar... ainda não o recuperou... estou lenta, cheia de dores na coluna e no resto, como deves calcular, e estou sinceramente apiedada dele... que pena que eu tenho... pode ser que ainda o volte a recuperar, sei lá...
Que todos me desculpem se eu hoje falhar a quase tudo... ainda publiquei um sonetozito no Face... tenho escrito tanto que não lhes dou vazão nos blogs...

Beijo grande e obrigada pelo teu cuidado, minha Ligeirinha!
De poetazarolho a 27 de Novembro de 2012 às 22:42
“Revolução em verso”

Dum poema perfeito
Nasce bonita canção
Dum poema desfeito
Estilhaçada emoção

Um poema sem jeito
Não merece distinção
Um poema escorreito
Não busca a variação

Já o poema mordaz
Faz aumentar o tom
Desta contestação

Que a realidade traz
Onde ecoa alto o som
Do poema revolução.

Prof Eta
De poetaporkedeusker a 27 de Novembro de 2012 às 23:15
Nem só mordaz e perfeito
Cumpre o poema a função
E se faz revolução
Que, às vezes corta a direito,
Diz qualquer coisa de jeito,
Relata antigas vitórias,
Canta canções, conta estórias,
E é mais forte que o mordaz
Que tanta gente compraz
Mas perde o rumo às memórias...


Abraço grande, Poeta!
De poetazarolho a 27 de Novembro de 2012 às 22:59
Um auto retrato na ponte.
De poetaporkedeusker a 27 de Novembro de 2012 às 23:21
Vou ver, Poeta!
De poetazarolho a 28 de Novembro de 2012 às 07:31
Um chá consciente.
De poetaporkedeusker a 28 de Novembro de 2012 às 11:31
Vou já, Poeta!
De poetazarolho a 28 de Novembro de 2012 às 21:23
“Tanta coisa e nada”

Há tanta coisa e nada
Nessa existência fútil
Ao longo da caminhada
Talvez pudesses ser útil

Se a nada dás atenção
Tanta coisa te consome
Se entras no turbilhão
Nem te dás conta da fome

Que sabemos não existe
Nos corredores do poder
Ou na propaganda barata

E se há quem não desiste
Há também quem deixe de ser
Ao descobrir que a fome mata.
De poetaporkedeusker a 28 de Novembro de 2012 às 22:30
Devagar, ou mais depressa,
Fome mata, com certeza,
E eu quer que ninguém esqueça
Que ela é filha da pobreza,

Da pobreza desumana
A que tantos são votados
Por força da mente insana
De que alguns foram dotados!

E estão já a preparar
Mais pobreza, mais miséria,
Mais submissão, mais terror...

Se os não fizermos parar
Fica a coisa muito séria,
Será tudo `inda pior...

Abraço grande, Poeta!
Continuo a lutar com esta ligação doidinha de todo...

De poetazarolho a 28 de Novembro de 2012 às 21:25
Somebody on the bridge.
De poetaporkedeusker a 28 de Novembro de 2012 às 22:33
I`m coming!

Poete também!

.Transparências de...

.pesquisar

 

.Em livro

   O lucro desta edição reverte
   totalmente a favor da Autora

.posts recentes

. AINDA GLOSANDO FLORBELA E...

. EXPLICAR-VOS TUDO, NÃO SA...

. GLOSANDO MARIA DA ENCARNA...

. GLOSANDO JOÃO MOUTINHO

. GLOSANDO A POETISA MARIA...

. INFILTRAÇÔES

. O POEMA E EU

.arquivos

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

.tags

. todas as tags

.favorito

. CONVERSANDO COM MARIA DA ...

. É a arte, solidão?

. SO(LAS)

. “A Linha de Cascais Está ...

. CANTIGA PARA QUEM SONHA -...

. Our story in 2 minutes

. «A TAUROMAQUIA É A ÚNICA ...

. Novidades a 13 de Dezembr...

. LIMPAR PORTUGAL

. Ler dos outros... (cróni...

.ARCA DE NOÉ

A Arca de Noé Vivapets distinguiu como Animal da Semana

.HORIZONTES DA POESIA


Visit HORIZONTES DA POESIA

.Autores Editora

.A AUTORA DESTE BLOG NÃO ACEITA, NEM ACEITARÁ NUNCA, O AO90

AO 90? Não, nem obrigada!

.subscrever feeds