.UM BLOG SOBRE SONETO CLÁSSICO

Da autoria de Maria João Brito de Sousa, sócia nº 88 da Associação Portuguesa de Poetas, Membro Efectivo da Academia Virtual Sala dos Poetas e Escritores - AVSPE -, Membro da Academia Virtual de Letras (AVL) e autora no Portal CEN, escrito num portátil gentilmente oferecido pelos seus leitores. ...porque os poemas nascem, alimentam-se, crescem, reproduzem-se e (por vezes...) não morrem.
Quarta-feira, 21 de Novembro de 2012

MAIS UM PROTESTO - Soneto de nove sílabas métricas

Mil protestos `spontâneos, mas sábios,

Vêm desde o mais fundo de mim

Sem que os vá “recortar” de alfarrábios,

Sem sonhar se os lerão mesmo assim…

 

Meus protestos são feridas gritadas

Sobre a crosta arrancada dos dias,

A correr, por aí, de mãos dadas

C`o prenúncio do fel de agonias!

 

Sabereis quanta gente aqui morre

Sem ter leito onde encoste a cabeça?

Cuidareis, todos vós, dos “sem nome”?

 

Qual de vós, “milionários”, discorre,

Sem que uma autocensura o impeça,

Sobre o mal desta impúdica fome?

 

 

 

 

Maria João Brito de Sousa – 21.11.2012 – 18.22h

 

 

 

Imagem retirada da net, via Google, sem registo de autor

sinto-me :
publicado por poetaporkedeusker às 18:35
link do post | "poete" também! | favorito
|
21 comentários:
De jabeiteslp a 21 de Novembro de 2012 às 20:17
uou...
já não há nobres senhores
que nunca houve

só impostores...


parece que querem regressar ao medieval...
esclavagista...é que não foram só os pretos...





De poetaporkedeusker a 21 de Novembro de 2012 às 22:53
Ah, pois não! Olha que o primeiro filme "a sério" que eu fui ver com o meu avô - era para doze anos, mas eu era grandota para a idade... - foi o Spartacus... e eu já tinha lido o livro... penso que o meu avô estava muito consciente do que aquele filme iria representar para mim... foi o primeiro e único filme que ele me levou, de propósito, a ver, em Lisboa... muito embora houvesse um cinema bem perto de nossa casa, em Algés...


Feliz noite!
De jabeiteslp a 21 de Novembro de 2012 às 22:57

nem todos eram cegos...
De poetaporkedeusker a 21 de Novembro de 2012 às 23:09
Nem todos, Anjo! Ele nunca me falou sobre o assunto mas eu senti que aquele era um momento importante para mim... tanto que o não esqueci até hoje...
De jabeiteslp a 21 de Novembro de 2012 às 23:33

um sonho feliz pra ti numa noite sossegada
De poetaporkedeusker a 22 de Novembro de 2012 às 11:55
Nem te cheguei a responder, Anjo... foi uma noite curtinha... deitei-me tardíssimo e, agora, estou cheia de sono...

Feliz dia!
De jabeiteslp a 22 de Novembro de 2012 às 13:12
feliz tarde
De poetaporkedeusker a 22 de Novembro de 2012 às 13:27
Feliz tarde, Anjo!

Faz um solzinho bem bonito... por aqui...
De jabeiteslp a 21 de Novembro de 2012 às 22:36
Uma bela e feliz noite
também pró fungágá...
De poetaporkedeusker a 21 de Novembro de 2012 às 22:46
O fungágá cão acaba de me pregar uma bela partida... ai, que estou mesmo toda a estragadinha! Então não estive com ele na rua e não foi agora, em casa, que ele fez o que não devia... mas, enfim... é tão velhinho que já não comanda minimamente os órgãos devidos...

Feliz noite, Anjo!
De jabeiteslp a 21 de Novembro de 2012 às 22:58
De poetaporkedeusker a 21 de Novembro de 2012 às 23:06
Deu-me uma fúria qualquer... olha, saiu-me isto...
De jabeiteslp a 21 de Novembro de 2012 às 23:32
uma bela noite pra todos...
De poetazarolho a 21 de Novembro de 2012 às 23:31
“Pátria sem pão”

A tua pátria é a língua
Pois rasga o dicionário
A pátria está à míngua
Não te paga o salário

P’ra que possas ter pão
Não te paga a saúde
Não te paga a educação
Não te paga mas ilude

Com um futuro melhor
Depois de cavar o fosso
Vês-te nessa aflição

Não podia ser pior
Pois exige o teu esforço
Sem apresentar solução.
De poetaporkedeusker a 22 de Novembro de 2012 às 11:50
É que nem pátria, nem língua!
Tudo nos querem roubar
E hão-de deixar-nos à míngua
Pois estão-nos a "anavalhar"!

Faço greve a cada ideia
Das mentes capitalistas!
Seja a minha língua aldeia,
Morada de outros artistas!

Eu, quase paralisada,
Estou na mesma situação
Do que outros que o não estão nada,

Mas, à minha língua amada,
Não ma paralisarão
Que eu não deixo... e estou armada!!!!


Abraço grande, Poeta! Desculpe o atraso mas houve, ontem, uma avaria generalizada na net... só por volta das 3h consegui publicar um soneto no Face, mas já não consegui trazê-lo para o blog... estava mesmo, mesmo, a cair de sono!

De poetazarolho a 21 de Novembro de 2012 às 23:37
Miseráveis na ponte.
De poetaporkedeusker a 22 de Novembro de 2012 às 11:55
Vou ver!
De poetazarolho a 21 de Novembro de 2012 às 23:44
Os miseráveis fugiram do youtube, tive que substitui-los pelo Chopin, mas olhe não ficámos pior...
De poetaporkedeusker a 22 de Novembro de 2012 às 11:56
Chopin é sempre uma fabulosa alternativa! Vou já, já!
De poetazarolho a 22 de Novembro de 2012 às 07:23
Chá em desmando.
De poetaporkedeusker a 22 de Novembro de 2012 às 12:08
Vou já ver isso!

Poete também!

.Transparências de...

.pesquisar

 

.Em livro

   O lucro desta edição reverte
   totalmente a favor da Autora

.posts recentes

. A MEDALHA E O DIPLOMA - ...

. INFORMAÇÃO A TODOS OS AMI...

. SONETO A PRETO E BRANCO

. GLOSANDO A POETISA MARIA...

. O VIGÉSIMO SEXTO DIA

. SÁBADO, DOMINGO, SEGUNDA ...

. MEMÓRIA(S) DO NÁUFRAGO-PE...

.arquivos

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

.tags

. todas as tags

.favorito

. CONVERSANDO COM MARIA DA ...

. É a arte, solidão?

. SO(LAS)

. “A Linha de Cascais Está ...

. CANTIGA PARA QUEM SONHA -...

. Our story in 2 minutes

. «A TAUROMAQUIA É A ÚNICA ...

. Novidades a 13 de Dezembr...

. LIMPAR PORTUGAL

. Ler dos outros... (cróni...

.ARCA DE NOÉ

A Arca de Noé Vivapets distinguiu como Animal da Semana

.HORIZONTES DA POESIA


Visit HORIZONTES DA POESIA

.Autores Editora

.A AUTORA DESTE BLOG NÃO ACEITA, NEM ACEITARÁ NUNCA, O AO90

AO 90? Não, nem obrigada!

.subscrever feeds