.UM BLOG SOBRE SONETO CLÁSSICO

Da autoria de Maria João Brito de Sousa, sócia nº 88 da Associação Portuguesa de Poetas, Membro Efectivo da Academia Virtual Sala dos Poetas e Escritores - AVSPE -, Membro da Academia Virtual de Letras (AVL) e autora no Portal CEN, escrito num portátil gentilmente oferecido pelos seus leitores. ...porque os poemas nascem, alimentam-se, crescem, reproduzem-se e (por vezes...) não morrem.
Sábado, 21 de Abril de 2012

LANÇAMENTO DO LIVRO "PEQUENAS UTOPIAS" - CONVITE

 

 

 

 

 

sinto-me :
publicado por poetaporkedeusker às 13:41
link do post | "poete" também! | favorito
|
53 comentários:
De poetazarolho a 21 de Abril de 2012 às 14:24
Eu se puder não falto.
De poetaporkedeusker a 21 de Abril de 2012 às 14:36
:)) Nós temos mesmo de ir, nem que seja de maca :))
Ainda continuo à espera de que os antibióticos cumpram o seu dever :)) A febre já baixou um nadinha mas agora estou muito, muito mais cansada...
Beijinho!
De poetazarolho a 21 de Abril de 2012 às 14:55
“Aparência”

Pertenço à obediência
Que me brota da vontade
Nunca contra a consciência
Sempre em prol da verdade

Não perco a clarividência
Nesta busca de liberdade
Só me afecta a inconsistência
Deste mundo de vaidade

Em que mais vale a aparência
De nada vale a solidariedade
Não lhe auguro sobrevivência

Neste caminho da futilidade
Não liguem à maledicência
Que eu não sou autoridade.
De poetaporkedeusker a 21 de Abril de 2012 às 15:24
Este mundo de aparências
Tem tanto inconveniente
Que eu prefiro as transparências
Aos "brilhos" de muita gente

E, no que toca a consciências,
É preciso, urgentemente,
Renegar as imponências,
Viver mais humildemente...

Alguns dirão que, ao ser pobre,
Deveria estar calada,
Nunca falar do que entendo

Mas, do pouco que me cobre,
Tiro sempre um tudo-nada
Pr`a contar do que apreendo...


Olá, de novo, Poeta! Lá me saiu este :D
Sabe o que aconteceu à lixeira do Gmail? Mudou de aparência - olhe a coincidência!!! - e eu não consigo encontrá-la para a esvaziar... já cliquei em tudo quanto era botão e... nada! Parece que se sumiu...

De jabeiteslp a 21 de Abril de 2012 às 15:37

Um belo e grande fim de semana
Em alegria

E boa sorte no lançamento...
De poetaporkedeusker a 21 de Abril de 2012 às 15:47
Obrigada, Anjo!
Que tenhas um magnífico fim de semana!
De poetazarolho a 21 de Abril de 2012 às 22:08
A poesia volta à ponte.
De poetaporkedeusker a 22 de Abril de 2012 às 00:00
Vou até à ponte, Poeta :)
De poetazarolho a 21 de Abril de 2012 às 23:05
Levaram Portugal no coração
E medos vagos de não mais voltar
Guardaram o mar salgado no olhar
E mil desejos em breve oração…

Foram-se em frágeis naus, na escuridão
Das densas madrugadas, sem luar
E em todo o mundo sempre hás-de escutar
Um português falar do seu torrão

De tantos…tantos, nada disse a História
Nem viram lenços brancos a acenar…
Guardaram os louros, as mercês e a glória

Lograram honrarias e louvores,
Outros que se quedaram, a esperar,
A hora de ir ao cais, buscar as flores.

Eduardo

De poetaporkedeusker a 22 de Abril de 2012 às 00:16
E agora fico sem palavras! Que belíssimo soneto!
Agradeço-lhe muito!
De poetazarolho a 22 de Abril de 2012 às 07:36
Este é do meu pai, ganhou o primeiro prémio da casa do professor em Setúbal.
De poetaporkedeusker a 22 de Abril de 2012 às 13:00
E bem merecido prémio, Poeta! É um magnífico soneto, na forma e no conteúdo!
De poetazarolho a 21 de Abril de 2012 às 23:12
TEMPESTADE EM SESIMBRA

Céu azul, sol refulgente
Que tingia de ouro o mar,
Transformou-se, de repente,
Num céu negro, pardacento,
Deixando adivinhar
Borrasca, a todo o momento.
E as ondas altaneiras
São, agora, urgente aviso
Dizendo que é preciso
Ir socorrer as traineiras
Que partiram à tardinha
Para a faina da sardinha.

E ao silvo estridente
Da ronca do salva vidas
Junta-se o grito plangente
Das mulheres do pescador
De saias negras, compridas
Que rezam, alto, ao Senhor:
-Ó minha Virgem Maria
Que todos sãozinhos tragas
Os nossos homens do mar.
Ó Senhor Jesus das Chagas,
Dez velas, te hei-de dar
Se voltarem inteirinhos!

Já é menor a algazarra
E a fúria do mar, também…
Já se ouve menos o pranto,
Já entram barcos na barra,
Valha-nos a Virgem Mãe
E mais o Espírito Santo!
Caiu um homem ao mar…
E lá volta a gritaria…
Mas reza baixo a Maria:
-Senhora do Cabo Espichel
Nós fomos onte ao altar
Na leves o mê Manel!

Chega mais um barco agora
E o Manel, a nado, à frente
-Minha Bendita Senhora-
Brilham os olhos da Maria
Com orgulho e alegria
O seu homem é o mais valente

Eduardo
De poetaporkedeusker a 22 de Abril de 2012 às 00:10
Outra maravilha, meu amigo Eduardo!
Vim agora, maravilhada, da Ponte Virtual que o seu Pedro construiu e deparo-me com esta maravilha que escreveu. Muito, muito obrigada por o ter trazido até mim!
Enorme abraço!
De poetazarolho a 22 de Abril de 2012 às 07:48
O chá é real.
De poetaporkedeusker a 22 de Abril de 2012 às 12:55
Olá, Poeta! É um virtual muito real, tem razão!
De poetazarolho a 22 de Abril de 2012 às 17:07
“Vida com desconto”

Temos vida com desconto
Para o máximo de prazer
Nunca pagamos a pronto
Moderna forma de viver

Pagas cinco e levas dez
Sabes que não vais precisar
Mas voltarás cá outra vez
Para mais cinco comprar

Se em casa não há espaço
Vais guardando na garagem
Mas não percas a emoção

Empilha também no terraço
Estas emoções e a miragem
Desta vida em promoção.

Prof Eta
De poetaporkedeusker a 22 de Abril de 2012 às 18:37
Penso que essa foi jogada
Da banca e do capital;
"Dar" tudo a quem não tem nada
Pr`a cobrar mais que o total...

São manhas capitalistas,
Faz parte deste sistema
Escolher pessoas nas listas
Pr`a lhes impor esse esquema

E um dos seus maiores problemas
Que este esquema introduziu
Foi a miséria de tantos

Que foram cair nas cenas
Que o capital produziu
Para equilibrar uns bancos...


Abraço grande, Poeta! :)




De poetazarolho a 22 de Abril de 2012 às 17:30
O amor atravessou a ponte.
De poetaporkedeusker a 22 de Abril de 2012 às 17:48
:) Vamos lá ver essa travessia!
De poetazarolho a 22 de Abril de 2012 às 22:09
LEI DA ATRACÇÃO UNIVERSAL

Matéria, matéria atrai
Da massa em razão inversa
Ao tempo que já lá vai
De Sir Isaac a conversa…

Segundo sua lei versa
Neste espaço, em transumância
Essa atracção é inversa
Ao quadrado da distância.

Neste Mundo em translação
O que atrai mais é a massa
Por toda e qualquer razão

E quanto maior o naco
Mais seu poder ameaça
E põe à distância o fraco

Eduardo
De poetaporkedeusker a 22 de Abril de 2012 às 22:47
A matéria atrai matéria
Mas nem sempre massa dessa
E para entrar na miséria
Caminhamos bem depressa

E na proporção directa
Do quadrado dos mercados
Que têm traçada a meta
Dos lucros bem resguardados

Em relação à distância,
Essa está, pr`ós emigrantes,
Na proporção desta crise

Criada pela ganância
Daqueles que são tão constantes
Na riqueza e no "deslize"...


Boa noite, amigo Eduardo!
Muito grata por este seu sonetilho que, como já afirmei mais do que uma vez, deixam os meus muito envergonhaditos...
Em breve nos encontraremos. Começo a crer que ninguém , ou quase ninguém, vai aparecer no lançamento... mas, pelo menos, confraternizaremos nós!
Enorme abraço para si, sua esposa e D. Laura!

Poete também!

.Transparências de...

.pesquisar

 

.Em livro

   O lucro desta edição reverte
   totalmente a favor da Autora

.posts recentes

. A MEDALHA E O DIPLOMA - ...

. INFORMAÇÃO A TODOS OS AMI...

. SONETO A PRETO E BRANCO

. GLOSANDO A POETISA MARIA...

. O VIGÉSIMO SEXTO DIA

. SÁBADO, DOMINGO, SEGUNDA ...

. MEMÓRIA(S) DO NÁUFRAGO-PE...

.arquivos

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

.tags

. todas as tags

.favorito

. CONVERSANDO COM MARIA DA ...

. É a arte, solidão?

. SO(LAS)

. “A Linha de Cascais Está ...

. CANTIGA PARA QUEM SONHA -...

. Our story in 2 minutes

. «A TAUROMAQUIA É A ÚNICA ...

. Novidades a 13 de Dezembr...

. LIMPAR PORTUGAL

. Ler dos outros... (cróni...

.ARCA DE NOÉ

A Arca de Noé Vivapets distinguiu como Animal da Semana

.HORIZONTES DA POESIA


Visit HORIZONTES DA POESIA

.Autores Editora

.A AUTORA DESTE BLOG NÃO ACEITA, NEM ACEITARÁ NUNCA, O AO90

AO 90? Não, nem obrigada!

.subscrever feeds