.UM BLOG SOBRE SONETO CLÁSSICO

Da autoria de Maria João Brito de Sousa, sócia nº 88 da Associação Portuguesa de Poetas, Membro Efectivo da Academia Virtual Sala dos Poetas e Escritores - AVSPE -, Membro da Academia Virtual de Letras (AVL) e autora no Portal CEN, escrito num portátil gentilmente oferecido pelos seus leitores. ...porque os poemas nascem, alimentam-se, crescem, reproduzem-se e (por vezes...) não morrem.
Quinta-feira, 21 de Julho de 2011

DE QUE ME FALAS TU, QUE ME NÃO SABES?

Não me falas da “pátria” que mal vês

Num povo que procura identidade…

Falas do “teu” país mas, na verdade,

Nem sei se hei-de chamar-te português…

 

Não me falas das leis da natureza

Pois nunca as encontrei no que tu dizes;

Negas sabedoria aos aprendizes,

Mas não saberás mais, tenho a certeza!

 

De que me falas tu que me amordaças

Quando vislumbro um pouco da verdade

E tento partilhar o que descubro?

 

Não te digo mais nada se ameaças

Vergar-me o tronco firme da vontade

Pr`a poder arrancar-me o cravo rubro!


 

 

Maria João Brito de Sousa

 

 

IMAGEM - Eu, aos seis anos, com o pai e a mãe

sinto-me :
publicado por poetaporkedeusker às 13:27
link do post | "poete" também! | favorito
|
6 comentários:
De poetazarolho a 21 de Julho de 2011 às 22:37
Este é daqueles que tenho que ler dez vezes, a Maria João não tem culpa mas a minha compreensão tem destas coisas.

=)

“Um novo olhar II”

Já não será o mesmo agora
Este mundo ferido de morte
Apunhalam-no a cada hora
E fica entregue à sua sorte

Este mundo um dia vai parir
Das entranhas um novo mundo
Mas enquanto esse não surgir
Que este seja assaz fecundo

Fecundo de paz ou de guerra
Fecundo de amor ou ganância
Fecundo de ideias ou manhas

Sempre em mutação esta terra
Terra de riqueza e abundância
Sejam rasgadas já as entranhas.


Inspirado em,
http://www.youtube.com/watch?v=mdY64TdriJk


De poetaporkedeusker a 22 de Julho de 2011 às 12:05
Tenho culpa, tenho, Poeta... este soneto saiu-me em resposta "directa" a uma opinião que nada tem a ver com o que se vai passando por aqui, na blogsosfera e eu nem tencionava publicá-lo. Só o fiz porque, ontem, me esqueci de guardar na pen o soneto do dia...
Estive quase a conseguir responder-lhe ontem à noitinha, mas acabei por não conseguir. Tive uma oportunidade de acesso através de um amigo e andei por aí... ou por aqui :) Também não consegui ver o vídeo do Eduardo Galeano porque parou logo no início da "rodagem". Só deu para ouvir as primeiras palavras...

Falando do seu poema,
Penso que foi sempre assim;
A cada Era, um problema
E uma solução no fim...

Sempre houve quem combatesse
Por um mundo bem melhor
E quem sempre recomece
Nos amanhãs que dão flor

A humanidade inteira
Está ainda no começo
De uma mais longa jornada

E há-de encontrar maneira
- pagando, embora, um bom preço... -
De ir além da madrugada :)

Abraço grande!
De linhaseletras a 22 de Julho de 2011 às 00:54
Olá minha amiga, como vai a sua saude?Este seu soneto é uma grande verdade nós já não sabemos quem somos nem quem nos comanda, vamos para aqui andando cada vez mais devagar e com mais dificuldades.Um grande abraço.
Ainda não tenho o registo do titulo mas está tudo a andar, um pouco devagar talvez mas tem de se ter paciência.
De poetaporkedeusker a 22 de Julho de 2011 às 12:10
Olá, Idalina! :) Eu ainda nem tenho o prefácio acabado! Mas vou acabá-lo, esteja descansada!
Desculpe-me estas ausências mas a verdade é que eu cada vez me disperso mais e cada vez tenho menos tempo online para visitar os amigos... o Face é um maroto e acaba por nos levar daqui para ali, sem que consigamos dar pela passagem das horas...
Um enorme abraço e um bom fim de semana!:)
De linhaseletras a 22 de Julho de 2011 às 14:16
Pois é o "Face" é que me tem roubado muito do meu tempo, mas eu prometo que vou tentar não perder tempo demasiado com "Ele"Ando a sentir falta da minha escrita.
Um bom fim de semana
De poetaporkedeusker a 22 de Julho de 2011 às 15:06
Eu sei bem como é, amiga! Parece que "o tempo todo se ganha" mas a verdade é que quando tenho de deixar de escrever porque não o tenho, ou deixar de comentar com alguma qualidade, porque ele foi gasto a desentupir a caixa do gmail, começo a perceber que nem todo o tempo se ganha... mas vou ver se volto a ter uma oportunidadezinha de aceder sem ser daqui... :)
Abraço grande e muito obrigada! :)

Poete também!

.Transparências de...

.pesquisar

 

.Em livro

   O lucro desta edição reverte
   totalmente a favor da Autora

.posts recentes

. SÁBADO, DOMINGO, SEGUNDA ...

. MEMÓRIA(S) DO NÁUFRAGO-PE...

. RUAS

. A PAUTA INVISÍVEL

. GLOSANDO A POETISA MARIA...

. DIÁLOGOS ENTRE MÃE E FILH...

. SETEMBRO(S)

.arquivos

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

.tags

. todas as tags

.favorito

. CONVERSANDO COM MARIA DA ...

. É a arte, solidão?

. SO(LAS)

. “A Linha de Cascais Está ...

. CANTIGA PARA QUEM SONHA -...

. Our story in 2 minutes

. «A TAUROMAQUIA É A ÚNICA ...

. Novidades a 13 de Dezembr...

. LIMPAR PORTUGAL

. Ler dos outros... (cróni...

.ARCA DE NOÉ

A Arca de Noé Vivapets distinguiu como Animal da Semana

.HORIZONTES DA POESIA


Visit HORIZONTES DA POESIA

.Autores Editora

.A AUTORA DESTE BLOG NÃO ACEITA, NEM ACEITARÁ NUNCA, O AO90

AO 90? Não, nem obrigada!

.subscrever feeds