.UM BLOG SOBRE SONETO CLÁSSICO

Da autoria de Maria João Brito de Sousa, sócia nº 88 da Associação Portuguesa de Poetas, Membro Efectivo da Academia Virtual Sala dos Poetas e Escritores - AVSPE -, Membro da Academia Virtual de Letras (AVL) e autora no Portal CEN, escrito num portátil gentilmente oferecido pelos seus leitores. ...porque os poemas nascem, alimentam-se, crescem, reproduzem-se e (por vezes...) não morrem.
Segunda-feira, 27 de Junho de 2011

OBRIGADA II

 

 

sinto-me :
publicado por poetaporkedeusker às 15:43
link do post | "poete" também! | favorito
|
18 comentários:
De ligeirinha a 27 de Junho de 2011 às 17:56
que bom ver-te aqui!As tuas melhoras....e cá estou eu...sempre!!!
De poetaporkedeusker a 28 de Junho de 2011 às 12:52
Eu sei que sim, minha Ligeirinha e estar-te-ei sempre grata por isso! Cheguei agora do centro de saúde e o mais provável é a urinocultura vir falsamente negativa por causa do antibiótico que ando a fazer para a infecção respiratória... mas, nem imaginas! Estou completamente "de gatas" e farta de andar de táxi porque, a cada dia que passa, tenho mais dificuldade em andar; a que já tinha e a que se lhe soma com este estado infeccioso que, por esta altura, já deve estar a fazer estragos dos grandes... até agoniada estou. É bem possível que me não aguente aqui durante muito tempo... embora esteja sentada, estou coberta de suores e com um desconforto geral que nem a liberdade da escrita consegue atenuar... e isso é muito raro e, sempre, mau sinal.
Beijinho grande e obrigada por tudo!
De Chicailheu a 27 de Junho de 2011 às 21:33
Minha Boa amiga
Adorei ver estas suas fotos...antiga e recente!
Muitos beijinhos.
Já te enviei o meu livro.

Chicailheu
De poetaporkedeusker a 28 de Junho de 2011 às 13:06
Minha querida Chica! Lembrei-me tanto de ti naqueles dias das piores cólicas... tu entendes bem o desconforto que isto foi! Agora o problema parece ser, também, uma infecção urinária alta... já tive duas gravíssimas e conheço-lhes bem os sintomas. Fui hoje fazer análise de urina mas é provável que seja inconclusiva por causa do antibiótico que estou a tomar para a infecção respiratória.
Vim cá só porque sou mesmo muito teimosa mas não sei se me vou aguentar muito tempo sentada. Sinto-me pessimamente e estou zangada por causa da confusão que tem havido em torno da minha isenção... imagina que vou ter de pagar estas análises! No hospital dizem-me que tem de haver um erro administrativo qualquer no centro de saúde e no centro de saúde dizem-me toda a espécie de disparates... e fazem-me pagar as taxas moderadoras. Em qualquer hospital a que eu vá, a barra magnética do meu cartão de cidadão dá-me isenção... no centro não. Nem com a declaração do médico do hospital.
Neste momento até posso pagar, mas quantas vezes eu não deixei de fazer exames auxiliares de diagnóstico por não ter dinheiro para pagar a minha comparticipação? Enfim, estou para aqui a aborrecer-te e, ontem à noite, até me dei ao trabalho de desabafar sobre isto enquanto via o Prós e Contras... coincidências!
Abraço grande e muito obrigada por me teres enviado o teu livro. Ainda o não recebi mas aviso-te mal ele chegue!
De poetazarolho a 28 de Junho de 2011 às 00:17
“Novo olhar”

Das rosas nascem sorrisos
E do seu perfume a poesia
Eu é que agradeço pelo dia
E todos os seus improvisos

Até aprendi o que não sabia
Na parede do meu santuário
Uma ceifeira d’olhar solitário
Pl’a mão de Manuel de Pavia

Há dez anos aí permanecia
Numa orfandade angustiante
Mas mercê desta feliz ocasião

A meus olhos seu pai aparecia
E por isso deste dia em diante
Seu olhar abandonou a solidão.
De poetaporkedeusker a 28 de Junho de 2011 às 13:20
Ah, Poeta... eu vou tentar
Mas não posso prometer
Que aqui consiga rimar
Com fluência e com prazer...

Mas fez-me tão bem sorrir
Quando, agora mesmo, o li!
Se dentro em pouco sair,
Não vou sem dizer que o vi!

Pavia, esse grande artista
Que me passou para as mãos
Os meus primeiros carvões,

Vai gostar que ainda exista
Alguém, dentre os seus irmãos,
Que o exalte em tais canções! :)

Obrigada, Poeta! Isto pode parecer-lhe exagero, mas nem imagina o afecto que me liga a esse grande artista do Alentejo! É como se ele se tivesse tornado intemporal no meu percurso de vida, a partir do momento em que partilhou comigo - há tantos, tantos anos! - o seu material de "pintar ceifeiras"...
De artesaoocioso a 28 de Junho de 2011 às 00:43
Cara amiga,
Não sei fazer versos, não posso dedicar-lhe nenhum.
Apenas posso acompanhar a sua poesia e as suas dores.
[Error: Irreparable invalid markup ('<br [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

Cara amiga, <BR>Não sei fazer versos, não posso dedicar-lhe nenhum. <BR>Apenas posso acompanhar a sua poesia e as suas dores. <BR class=incorrect name="incorrect" <a>Dejo-lhe</A> ... desejo-lhe um milagre. <BR>Grande agraço.
De poetaporkedeusker a 28 de Junho de 2011 às 13:26
Muito obrigada, meu amigo! As dores maiores já abrandaram mas o mal estar insere-se num quadro mais abrangente e ainda por cá continua, acrescido duma tremenda dificuldade de marcha e dum cansaço físico perfeitamente atroz e contrastante com a vontade que eu tenho de retomar o meu ritmo de publicação.
Espero que a sua saúde esteja numa fase mais "condescendente" e que a coluna e a Nt o não tenham incomodado ultimamente.
Abraço grande!
De artesaoocioso a 5 de Julho de 2011 às 15:09
Cara amiga,
As ressonâncias magnéticas, TAC e RX sucedem-se.
[Error: Irreparable invalid markup ('<br [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

Cara amiga, <BR>As ressonâncias magnéticas, TAC e RX sucedem-se. <BR class=incorrect name="incorrect" <a>Apereceu-me</A> um nova: uma hérnia já foi operado a uma) na zona pélvica. <BR>É melhor esquecer. Obrigado pelo seu cuidado. <BR>Agraço
De poetaporkedeusker a 5 de Julho de 2011 às 16:00
Vai ver que tudo correrá bem! As hérnias são extremamente aborrecidas e dolorosas mas não costumam envolver cirurgias muito complexas. Fico a torcer por si!
Abraço grande!
De artesaoocioso a 8 de Julho de 2011 às 23:55
Não sei se arriscaria uma operação, já tenho que cheguem.
Penso que uma cinta poderá resolver o problema
Grande abraço
De poetaporkedeusker a 11 de Julho de 2011 às 14:46
Numa situação destas, eu seguiria os conselhos do meu médico... ou não. Há coisas em que não sou mesmo nada obediente... e, quando obedeci, dei-me pessimamente... mas eu sei que sou um bocadinho "azarada" e tendo a monopolizar altíssimas "taxas de falhanço médico"...
Abraço grande!
De M.Luísa Adães a 28 de Junho de 2011 às 20:16
Mª. joão

Para tu não me escreveres, estás muito mal
e estou a ficar preocupada contigo.

Espero as tuas melhoras, os teus poemas e as tuas visitas.

Que tudo passe rápido! Um beijo,

Mª. Luísa
De poetaporkedeusker a 29 de Junho de 2011 às 11:39
Realmente não estou muito bem, amiga, mas houve outras razões para eu não te conseguir visitar... fui fazer análises da parte da manhã e o Centro de Juventude encheu-se de tal forma, à tarde, que mal tive tempo para deixar os comments nestes blogs e tentar "desentupir" um pouco a minha caixa de correio do Gmail. Eu devo ter mesmo muito mais cuidado com aquela caixa do correio, pois é o meu endereço "oficial" para qualquer coisa extra blogs.
Abraço grande!
De poetazarolho a 29 de Junho de 2011 às 00:10
"Alma minha"

Fui dar de beber à dor
Mas ela não tinha sede
Pr’a bem da sua saúde
Pus um bife no assador

Também não tinha fome
Mais um esforço em vão
Venho a descobrir então
Dor não bebe nem come

Intrigado com o mistério
Procurei com muita calma
Qualquer possível critério

Para ver se a dor acalma
Mais um esforço inglório
Era uma dor cá da alma.
De poetaporkedeusker a 29 de Junho de 2011 às 11:47
:/

Essa coisa de "dor d`alma"
Pode doer muito mais
Sempre que, faltando a calma,
Nos abeiramos do cais

Pr`a "dar de beber à dor"
E, afinal, descobrimos
Que ficámos bem pior
Se nem sequer dor sentimos... :))

Eu não lhe dou de beber!
Mando-a embora, digo "basta!"...
E a desgraçada não liga!

Quando a próxima vier,
Que venha serena, casta
E mais mansa que uma amiga! :))

;) Bjo!
De linhaseletras a 29 de Junho de 2011 às 00:47
Então minha amiga essa crise está difícil de controlar, essas infecções dão cabo de nós,deixam-nos sem disposição para nada e de rastos. As suas melhoras.
Um abraço
De poetaporkedeusker a 29 de Junho de 2011 às 11:51
Desculpe, minha amiga Idalina! Estou mesmo "de gatas" e até me admiro de ter conseguido responder ao nosso amigo Poeta Zarolho... nem sei bem como, mas lá consegui. Acumulei toneladas de mensagens na caixa do correio - ainda nem consegui abrir a do Sapo... - e não tenho escrito nada que jeito tenha.
Obrigada pelo seu cuidado e um enorme abraço!

Poete também!

.Transparências de...

.pesquisar

 

.Em livro

   O lucro desta edição reverte
   totalmente a favor da Autora

.posts recentes

. GLOSANDO JOÃO MOUTINHO

. GLOSANDO A POETISA MARIA...

. INFILTRAÇÔES

. O POEMA E EU

. CALADA

. GLOSANDO MARIA DA ENCARNA...

. GLOSANDO HELENA FRAGOSO I...

.arquivos

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

.tags

. todas as tags

.favorito

. CONVERSANDO COM MARIA DA ...

. É a arte, solidão?

. SO(LAS)

. “A Linha de Cascais Está ...

. CANTIGA PARA QUEM SONHA -...

. Our story in 2 minutes

. «A TAUROMAQUIA É A ÚNICA ...

. Novidades a 13 de Dezembr...

. LIMPAR PORTUGAL

. Ler dos outros... (cróni...

.ARCA DE NOÉ

A Arca de Noé Vivapets distinguiu como Animal da Semana

.HORIZONTES DA POESIA


Visit HORIZONTES DA POESIA

.Autores Editora

.A AUTORA DESTE BLOG NÃO ACEITA, NEM ACEITARÁ NUNCA, O AO90

AO 90? Não, nem obrigada!

.subscrever feeds