.UM BLOG SOBRE SONETO CLÁSSICO

Da autoria de Maria João Brito de Sousa, sócia nº 88 da Associação Portuguesa de Poetas, Membro Efectivo da Academia Virtual Sala dos Poetas e Escritores - AVSPE -, Membro da Academia Virtual de Letras (AVL) e autora no Portal CEN, escrito num portátil gentilmente oferecido pelos seus leitores. ...porque os poemas nascem, alimentam-se, crescem, reproduzem-se e (por vezes...) não morrem.
Quarta-feira, 1 de Junho de 2011

NO DIA DA CRIANÇA - 01.06.2011

 

No dia da criança,

venho dizer-te bom-dia, mãe,

e olhar o teu sorriso

na memória das sardinheiras quase murchas,

mas ainda vermelhas, mãe,

nas conchas de barro onde as plantavas

 

Venho,

neste dia da criança,

lembrar-te, mais uma vez,

que te amo, mãe,

e agora,

que não sei se és, nem onde és,

confessar-te que sempre considerei

que olhavas demasiado a superfície das coisas,

que te esquecias de reparar

nas raizes do tempo por detrás das janelas

e nos sonhos

para além da luta pelo abraço imediato

 

Mas isso era eu, mãe,

eu tão pequenina como as sardinheiras,

tão abraçada às raizes do tempo,

tão estranhamente além das janelas,

esquecida,

também eu,

de não poder julgar-te

porque eras tu, afinal,

quem plantava as sardinheiras e sorria

sem suspeitar, sequer, de que viriam a murchar…

 

Hoje, dia da criança,

dia em que não sei se és, nem onde és,

mas não esqueço que foste,

uma lágrima, mãe,

só uma, como tu,

que tanto medo tinhas da morte

e te deixaste levar

sem teres percebido

que as sardinheiras murcham

a seguir ao abraço das raizes do tempo…

essas que estavam por detrás das janelas

além da superfície

das coisas- tantas! –

que nunca chegaste a descobrir

 

E fica-me

o teu sorriso

por detrás da janela,

vermelho como as sardinheiras,

enquanto nesta lágrima,

tão única como tu,

tão eterna quanto o tempo,

hoje, como dantes, Mãe,

tento esquecer a superfície das coisas…

 

 

Maria João Brito de Sousa – 01.06.2011 – 09.29h

sinto-me :
publicado por poetaporkedeusker às 11:31
link do post | "poete" também! | favorito
|
12 comentários:
De PaperLife a 1 de Junho de 2011 às 11:56
Magnifico! :')
Todos nós temos uma criança cá dentro :) Acho que, posto isso, hoje o dia é nosso :D
De poetaporkedeusker a 1 de Junho de 2011 às 12:05
Tão rápida! :) E eu estou mesmo com a lagrimita a querer tombar... :) que seja, então, o dia de todos nós, os que conservamos a criança cá dentro! :)
Abraço GRANDE!
De PaperLife a 1 de Junho de 2011 às 12:25
Chorar alivia :')
Espero que fiques mesmo melhor :)
E aproveita o dia de hoje para libertar a criança que há em ti :D
Um grande abraço :')
De poetaporkedeusker a 1 de Junho de 2011 às 12:28
:)) Está cá, está, mas está meia "manquita" hoje... e chorona! :)) Mas também se ri, depois de confessar que chorou! :)
Abraço GDE!
De PaperLife a 1 de Junho de 2011 às 12:30
Se precisares de alguma coisa, não hesites em dizer :)
No que eu puder ajudar, ajudo sem "mas" nem "porquês" ^^
De poetaporkedeusker a 1 de Junho de 2011 às 12:37
:) Obrigada, do fundo do coração! Eu já estou habituada a estas maleitas que passam num instantinho... esta vai passar! Bjo! Já estou atrasada para o almoço!
De ligeirinha a 1 de Junho de 2011 às 21:32
chorei sim1 porque dizeste-me o que eu não saberia dizer tão bem!
Beijinhos, "criança minha".!
De poetaporkedeusker a 2 de Junho de 2011 às 10:48
Minha Ligeirinha... não sei que te diga... sei que há dias em que sentimos os que partiram tão, mas tão pertinho de nós, que é, exactamente, como se só a superfície das coisas nos separasse deles...
Um abraço muito, muito grande? Quando virás dar uma voltinha até à minha Oeiras? Agora começam as festas e o centro histórico vai estar todo engalanado...
De ligeirinha a 2 de Junho de 2011 às 16:02
Já vi sim !!!!, vai haver festa no adro!!! Saia a procissão!!!! quero ver se vou neste mês de Junho. beijinhos grandes
De poetaporkedeusker a 2 de Junho de 2011 às 16:42
:) Boa! Envia sms quando pensares em vir!
Bjo!
De Peter a 4 de Junho de 2011 às 19:00
Bonito poema a qualquer mãe !!! Bacio.
De poetaporkedeusker a 6 de Junho de 2011 às 12:15
:) Grazie, Peter!
Ultimamente, ando mais virada para este tipo de poesia... penso que são fases. Este deveria ter ido para o Liberdades Poéticas, mas achei-o mesmo muito bonito e como não tinha nenhum soneto pronto para o dia da criança... aliás, este nasceu-me quando eu pensava que ia escrever um soneto. Saiu todo inteirinho, apesar de eu ter querido escrever um soneto... acho que é a Poesia que manda em mim e não o contrário... :)
Bacini!

Poete também!

.Transparências de...

.pesquisar

 

.Em livro

   O lucro desta edição reverte
   totalmente a favor da Autora

.posts recentes

. O INGREDIENTE PRINCIPAL

. GLOSANDO MARIA DA ENCARNA...

. O CONVITE II

. GLOSANDO CHICO BUARQUE

. SE EU PUDESSE, NÃO PODIA

. A SEREIAZINHA

. CALEIDOSCÓPIO

.arquivos

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

.tags

. todas as tags

.favorito

. CONVERSANDO COM MARIA DA ...

. É a arte, solidão?

. SO(LAS)

. “A Linha de Cascais Está ...

. CANTIGA PARA QUEM SONHA -...

. Our story in 2 minutes

. «A TAUROMAQUIA É A ÚNICA ...

. Novidades a 13 de Dezembr...

. LIMPAR PORTUGAL

. Ler dos outros... (cróni...

.ARCA DE NOÉ

A Arca de Noé Vivapets distinguiu como Animal da Semana

.HORIZONTES DA POESIA


Visit HORIZONTES DA POESIA

.Autores Editora

.A AUTORA DESTE BLOG NÃO ACEITA, NEM ACEITARÁ NUNCA, O AO90

AO 90? Não, nem obrigada!

.subscrever feeds