.UM BLOG SOBRE SONETO CLÁSSICO

Da autoria de Maria João Brito de Sousa, sócia nº 88 da Associação Portuguesa de Poetas, Membro Efectivo da Academia Virtual Sala dos Poetas e Escritores - AVSPE -, Membro da Academia Virtual de Letras (AVL) e autora no Portal CEN, escrito num portátil gentilmente oferecido pelos seus leitores. ...porque os poemas nascem, alimentam-se, crescem, reproduzem-se e (por vezes...) não morrem.
Quinta-feira, 7 de Abril de 2011

EXACTAMENTE COMO AS AVES...

Só aves, saltitando nas ramadas

Dos arbustos, em torno das palmeiras,

Me falarão das coisas derradeiras

Que há por dentro das frases desgastadas

 

Só essas escutarei quando, escusadas,

Me impuserem palavras altaneiras,

Que eu tentarei esquecer-me das canseiras

Das horas que nem foram convidadas…

 

E agora, que reparo no que digo,

À hora em que os pardais se vão deitar

E o céu se vai vestindo de outra cor,

 

Cada rima, a voar, vem ter comigo,

Já preparada para pernoitar,

Como faz qualquer pisco ou beija-flor…

 


 

Maria João Brito de Sousa

 

 

 

IMAGEM RETIRADA DA INTERNET

 

 

raizonline@hotmail.com

 

Esta noite, entre as 22 e as 24.00h, oiça boa poesia no programa SABOREANDO de Joaquim Sustelo -   

sinto-me :
publicado por poetaporkedeusker às 15:57
link do post | "poete" também! | favorito
|
8 comentários:
De linhaseletras a 7 de Abril de 2011 às 21:46
Olá Maria João, nessas palmeiras que todos os dias "cumprimenta" há muita vida que bem apreciada dá muita inspiração para escrever belos sonetos como este. Parece que a estou a ver a olhar para as palmeiras a ver a vida que delas dependente deve parecer ás pessoas que está distraída mas esse espírito está a trabalhar para depois nos oferecer estes trabalhos muito bonitos Um grande abraço e um bom fim de semana .

De poetaporkedeusker a 8 de Abril de 2011 às 11:42
Mas olhe que acertou em cheio! Estou tempos infinitos a olhar para as palmeiras e as pessoas chegam a perguntar-me se estou triste... algumas afirmam mesmo que estou triste e eu respondo que não, pelo contrário, estou até muito, muito feliz e a viver momentos de grande paz e criatividade. Mas elas não parecem acreditar... paciência, não vou deixar de ser como sou e limito-me a responder a verdade...
Como vão esses seus zumbidos? Espero que esteja melhor, que o Betaserc já tenha cumprido a sua função e que possa sentir-se bastante melhor! Eu, em cima dos cansaços e da infecção que ainda cá anda, estou com um formigamento atroz na perna esquerda, há várias semanas. Esta noite tive tantas cãibras que mal consegui dormir e, agora, o braço esquerdo também está a "formigar" e parece feito de cortiça... não é fácil de explicar, mas é exactamente isto que sinto e ando furiosa porque cada vez me sinto mais lenta... mas, pronto, isto há-de melhorar ou eu hei-de habituar-me à nova situação :)
Abraço grande e muito obrigada! Bom fim de semana!
De ligeirinha a 9 de Abril de 2011 às 17:30
Olá poeta! vim para saber de ti.Já sei que estás com veia inspiradora...e vê-se bem...! Parabéns ! Mas quanto á saúde fiquei preocupada com esses formigueiros , ambos á esquerda perna e braço. Já disseste ao médico? Não tens cuidado nenhum contigo! Ralas-me tanto! Responde! Beijo grande!
De poetaporkedeusker a 11 de Abril de 2011 às 14:36
Não só te respondo como também vou ao teu blog... e até hoje, desde há uns dias, não consigo entrar... não estou nada bem, não. O formigamento na perna e no braço esquerdo estão cada vez pior - o braço direito também começou a formigar um bocadinho - , a barriga está avariada, sinto febre e tenho uma dor de cabeça abominável. Custa-me horrores andar e só vim até cá para responder a alguns eventuais comentários porque o esforço de teclar parece demasiado grande para mim. Falei ao médico no problema da escoliose lombar que é muitíssimo acentuada e me faz acreditar que esteja na origem destes formigamentos todos, mas como eu estava com aquela infecção enorme - acho que ainda estou... - ele deu prioridade ao quadro infeccioso. Mas não estou mesmo nada bem, minha Ligeirinha. Olha, já fiz duas pausas ao longo desta resposta... que chatice! Estou mais lenta do que nunca e não consegui escrever absolutamente nada durante o fim de semana. Mas não quero que fiques preocupada! Isto há-de melhorara como tantas outras crises... o problema da perna "enformigada" é que vai ser mais difícil de passar... tenho quase a certeza de que estou a fazer uma lesãozita de esforço na articulação do colo do fémur com a bacia e isso pouca ou nenhuma cura tem.
Um grande, grande abraço para ti. Não sei se me vou aguentar até ao encerramento do CJO.
De ligeirinha a 11 de Abril de 2011 às 19:32
Mais preocupada fiquei com estas noticias!
Quem me dera poder estar aí para te cuidar! A sério! Beijo grande e as melhoras!
De poetaporkedeusker a 12 de Abril de 2011 às 11:20
Isto há-de melhorar, minha Ligeirinha, não te preocupes. Agora estou estúpida que nem uma couve de Bruxelas, não me nasce um único verso,nem fui capaz de relatar ou , sequer, de dizer umas palavrinhas sobre a manifestação de sábado, da ANIMAL, do Campo Pequeno à Assembleia da República. Gostaria muito de o ter feito mas, neste momento, é como se eu nunca tivesse escrito duas linhas que jeito tivessem... respondo aos comments e, mesmo assim, teclar é um esforço tremendo e o que me sai não tem a menor "força"... parece que nem sequer sou eu quem escreve! Não há "alma" nas palavras que escrevo.
Beijinho!
Obrigada pelo teu cuidado. Trata de ti porque eu hei-de melhorar! Nem que tenha de ficar uns dias sem vir... é o mais certo porque me está a custar muito chegar cá.
De Simbologia do aMoR a 10 de Abril de 2011 às 18:16
Lindo soneto inspirado nas aves.
É tão bom quando nos deparamos com eles!
E vemos quanto a vida é bela.

Abraço
De poetaporkedeusker a 11 de Abril de 2011 às 14:50
É um dos pontos fortes de todos os meus dias, Vera! Gosto muitíssimo de confraternizar com uma série de aves que moram próximo da minha casa e do CJO. Alguns casais de melros já me vão conhecendo e passo momentos deliciosos a "conversar" com eles. São sobretudo os machos - têm um negro mais intenso e um lindíssimo bico alaranjado - que me dão a honra de responder aos meus assobios mais ou menos desafinados :) É delicioso porque alguns já vêm ter comigo para iniciar um diálogo em que eles ficam sempre a ganhar, em termos de musicalidade.
Bjo!

Poete também!

.Transparências de...

.pesquisar

 

.Em livro

   O lucro desta edição reverte
   totalmente a favor da Autora

.posts recentes

. AINDA GLOSANDO FLORBELA E...

. EXPLICAR-VOS TUDO, NÃO SA...

. GLOSANDO MARIA DA ENCARNA...

. GLOSANDO JOÃO MOUTINHO

. GLOSANDO A POETISA MARIA...

. INFILTRAÇÔES

. O POEMA E EU

.arquivos

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

.tags

. todas as tags

.favorito

. CONVERSANDO COM MARIA DA ...

. É a arte, solidão?

. SO(LAS)

. “A Linha de Cascais Está ...

. CANTIGA PARA QUEM SONHA -...

. Our story in 2 minutes

. «A TAUROMAQUIA É A ÚNICA ...

. Novidades a 13 de Dezembr...

. LIMPAR PORTUGAL

. Ler dos outros... (cróni...

.ARCA DE NOÉ

A Arca de Noé Vivapets distinguiu como Animal da Semana

.HORIZONTES DA POESIA


Visit HORIZONTES DA POESIA

.Autores Editora

.A AUTORA DESTE BLOG NÃO ACEITA, NEM ACEITARÁ NUNCA, O AO90

AO 90? Não, nem obrigada!

.subscrever feeds