.UM BLOG SOBRE SONETO CLÁSSICO

Da autoria de Maria João Brito de Sousa, sócia nº 88 da Associação Portuguesa de Poetas, Membro Efectivo da Academia Virtual Sala dos Poetas e Escritores - AVSPE -, Membro da Academia Virtual de Letras (AVL) e autora no Portal CEN, escrito num portátil gentilmente oferecido pelos seus leitores. ...porque os poemas nascem, alimentam-se, crescem, reproduzem-se e (por vezes...) não morrem.
Sexta-feira, 10 de Dezembro de 2010

UM OUTRO ASTRO DE CABELEIRA

 

De um céu cinzento, mais do que opressivo,

Surge-me este astro em vias de reforma

Que brilha, que não pára e, contra a norma,

Nos mostra estar sobejamente activo

 

 

Num impulso constante e tão excessivo,

Quão impensável tudo o que transforma

Este ecrã plúmbeo de uma tarde morna

Num filme censurado ou intrusivo…

 

 

Que astro seria aquele que então brilhava,

Que, passando a correr, se partilhava

Sem que ninguém soubesse de onde vinha?

 

 

Que mistério o moveu se nem sequer

Nos diz concretamente o que não quer,

Nem onde o leva a estrada em que caminha?

 

 

 

 

Maria João Brito de Sousa – 09.12.2010 – 18.56h

 

 

 

Imagem retirada da internet - Cometa sobre o deserto de Atacama, Chile

 

 

NOTA - Foi a primeira vez. A primeiríssima vez que cheguei - quase - à hora de me ir embora sem me lembrar de que tinha um soneto para publicar... espero que não se repita... isto não pode ser normal! :(

 

sinto-me :
publicado por poetaporkedeusker às 16:09
link do post | "poete" também! | favorito
|
9 comentários:
De a 10 de Dezembro de 2010 às 16:39
E permita-me que lhe diga que ainda veio muito a tempo.
Gostava de poder ficar com um pouco da vida que transborda desse seu "Astro de Cabeleira" e poder repartir por todos, especialmente nesta altura.
Beijinhos, minha amiga, e bom fim de semana
De poetaporkedeusker a 10 de Dezembro de 2010 às 16:48
Muito a tempo? Eu nem me estou a reconhecer!!! A publicadora compulsiva esquece-se de publicar? Do que é que eu ainda me não esqueço? Ando a esquecer-me de tudo e mais alguma coisa! Só me falta esquecer-me de respirar... :))
Bjo gde!
De artesaoocioso a 10 de Dezembro de 2010 às 20:35
Ainda bem que regressou.
Fiquei contente e gostei do soneto.
Um brande agraço
De poetaporkedeusker a 13 de Dezembro de 2010 às 10:37
Obrigada, meu amigo Artesão. Hoje não venho com os três sonetos do costume... é que não deu mesmo. Estou com muita dificuldade em andar e parece que a inspiração também entrou em greve...
Abraço grande!
De Isabel Maia Jácome a 12 de Dezembro de 2010 às 10:16
Continuo a achar fantástica esta produção de sonetos...
...não. Não pense que acaba!
Bjinho, desejando melhoras!
Isabel
De poetaporkedeusker a 13 de Dezembro de 2010 às 10:39
:)) Eu já nem penso nada, Isabel... mas este fim de semana foi um desastre, em termos de poesia. E em termos de locomoção, também. Trago um sonetilho. Não nasceu mais nada...
Beijinho e obrigada!
De Isabel Maia Jácome a 13 de Dezembro de 2010 às 11:54
Vá, Poeta... e não há fases assim?
mas se lhe servir de algum consolo, compreendo que lhe custe!
As melhoras e PENSAMENTO POSITIVO!
Sei que consegue... pelo menos em relação às pernas!
Beijo grande!
Isabel
De M.Luísa Adães a 12 de Dezembro de 2010 às 13:10
Lindo o teu poema !
E a imagem só para estes lados encontras os reflexos e as cores que não encontramos noutros lugares.

Mas eu tenho estado bastante doente!

Beijos,

Maria Luísa
De poetaporkedeusker a 13 de Dezembro de 2010 às 10:44
Também tu, Maria Luísa? Essa gripe ainda não passou? Eu queixo-me, sobretudo, das dificuldades de locomoção. Tudo me exige um esforço enorme e, embora esteja um pouco - muito pouco - melhor do que na sexta feira, ainda me custa muito a andar. Descrevi o meu estado, levando as coisas na brincadeira. É a melhor forma de encarar as minhas maleitas, mas fui bastante descritiva... a seguir, publico no http://contra-sensual.blogs.sapo.pt/
Abraço grande e as tuas melhoras!

Poete também!

.Transparências de...

.pesquisar

 

.Em livro

   O lucro desta edição reverte
   totalmente a favor da Autora

.posts recentes

. SÁBADO, DOMINGO, SEGUNDA ...

. MEMÓRIA(S) DO NÁUFRAGO-PE...

. RUAS

. A PAUTA INVISÍVEL

. GLOSANDO A POETISA MARIA...

. DIÁLOGOS ENTRE MÃE E FILH...

. SETEMBRO(S)

.arquivos

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

.tags

. todas as tags

.favorito

. CONVERSANDO COM MARIA DA ...

. É a arte, solidão?

. SO(LAS)

. “A Linha de Cascais Está ...

. CANTIGA PARA QUEM SONHA -...

. Our story in 2 minutes

. «A TAUROMAQUIA É A ÚNICA ...

. Novidades a 13 de Dezembr...

. LIMPAR PORTUGAL

. Ler dos outros... (cróni...

.ARCA DE NOÉ

A Arca de Noé Vivapets distinguiu como Animal da Semana

.HORIZONTES DA POESIA


Visit HORIZONTES DA POESIA

.Autores Editora

.A AUTORA DESTE BLOG NÃO ACEITA, NEM ACEITARÁ NUNCA, O AO90

AO 90? Não, nem obrigada!

.subscrever feeds