.UM BLOG SOBRE SONETO CLÁSSICO

Da autoria de Maria João Brito de Sousa, sócia nº 88 da Associação Portuguesa de Poetas, Membro Efectivo da Academia Virtual Sala dos Poetas e Escritores - AVSPE -, Membro da Academia Virtual de Letras (AVL) e autora no Portal CEN, escrito num portátil gentilmente oferecido pelos seus leitores. ...porque os poemas nascem, alimentam-se, crescem, reproduzem-se e (por vezes...) não morrem.
Sexta-feira, 13 de Agosto de 2010

ENQUANTO A MINHA TERRA VAI ARDENDO...

 

(Soneto em decassílabo heróico)

 

Enquanto a minha terra se incendeia,

Outro enlutado céu se vai doirando

E, à pressa, se evacua uma outra aldeia

De que se vai o fogo aproximando,

 

 

Surge, em mim, de repente, estoutra ideia

E, sem me arrepender, vou escrevinhando

Que, na terra que as chamas vão lavrando

Em mim, é outro o fogo que se ateia

 

 

E, sem remorso algum - porque inocente… -,

A pequenina chama dos poemas

Já lavra no meu peito e vou escrevendo…

 

 

Não me apodem, contudo, de indiferente!

Apenas vou cantando os meus problemas,

Enquanto a minha terra vai ardendo…

 

 

 

Maria João Brito de Sousa – 12.08.2010 -22.07h

 

 

 

 

À Zilda Cardoso e ao Artesão Ocioso

que, esta tarde, me fizeram reflectir, mais

longamente, sobre o sentido do conceito de culpabilização.

 

Ao Verão escaldante da minha pobre terra.

 

 

Imagem retirada da internet

 

 

sinto-me :
publicado por poetaporkedeusker às 10:57
link do post | "poete" também! | favorito
|
7 comentários:
De Peter a 13 de Agosto de 2010 às 21:34
ola poetisa , a lusitania arde
arde na praia, a culpa não tem pai,
a terra sêca estoira , faz-se tarde
e ninguém sabe para onde isto vai !


De poetaporkedeusker a 16 de Agosto de 2010 às 11:16
E dói vê-la arder, Peter... dói mesmo muito!
O mundo inteiro está a atravessar um momento difícil e é importante que a humanidade se una, esquecendo um pouco os interesses pessoais.
Bacio!
De poetabrasil a 14 de Agosto de 2010 às 03:55
A terra arde em alguns estados brasileiros. O fogo destruiu o patrimônio e sonhos de alguns. Talvez esse fogo destruidor não seja divino, mas tenho plena certeza que a luz de seus poemas é de um fogo eterno.

Somos colegas de Academia _ AVSPE .
Grande abraço,
Adílio Belmonte
[Error: Irreparable invalid markup ('<br [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

A terra arde em alguns estados brasileiros. O fogo destruiu o patrimônio e sonhos de alguns. Talvez esse fogo destruidor não seja divino, mas tenho plena certeza que a luz de seus poemas é de um fogo eterno. <BR><BR>Somos colegas de Academia _ AVSPE . <BR>Grande abraço, <BR>Adílio Belmonte <BR class=incorrect name="incorrect" <a>Belém-Pará-Brasil</A>
De poetaporkedeusker a 16 de Agosto de 2010 às 11:22
Eu sei, poeta irmão, que somos colegas. Espero poder vir a encontrá-lo pessoalmente no próximo ano de trabalhos.
Também o Brasil está a ser pasto das chamas... pobre Amazónia que tão castigada tem sido pelos interesses dos monopólios! Esperemos que a chuva venha pôr termo a esta tremenda catástrofe porque os meios humanos começam a ser escassos para combater tanta chama...
Abraço grande!
De poetabrasil a 14 de Agosto de 2010 às 04:00
Há poemas que retratam luzes vindas do fogo eterno. Aqui no Brasil a estiagem provocou vários incêndios, destruindo o património e sonhos de muitas pessoas.
Mas o fogo da inspiração dá luz a seus poemas, Maria.
Somos colegas de Academia AVSPE.
Abraços,
Adílio Belmonte,
Belém-Pará-BRASIL
De artesaoocioso a 14 de Agosto de 2010 às 23:57
Sensibilizado, agradeço a dedicatória.
Afinal, parece que o meu blogue tem alguma utilidade
Só a minha intenção não chega ,é necessário que os outros encontrem alguma utilidade
Um abraço


P.S.
Não tenho o prazer de conhecer a Zilda.
De poetaporkedeusker a 16 de Agosto de 2010 às 11:26
Não tem que agradecer, meu amigo. Estava a pensar em vós e nas vossas palavras, quando me surgiu este soneto. Como vê, as palavras, tal como as conversas, são como as cerejas... :)
A Zilda "mora" no http://zildacardoso.blogs.sapo.pt/
Abraço grande!

Poete também!

.Transparências de...

.pesquisar

 

.Em livro

   O lucro desta edição reverte
   totalmente a favor da Autora

.posts recentes

. A SEREIAZINHA

. CALEIDOSCÓPIO

. DEPOIS DA MARÉ-CHEIA...

. UM MOSQUITO NO COPO DO LE...

. UM MOSQUITO NO COPO DO LE...

. RUGA A RUGA

. GLOSANDO ALBERTINO GALVÃO...

.arquivos

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

.tags

. todas as tags

.favorito

. CONVERSANDO COM MARIA DA ...

. É a arte, solidão?

. SO(LAS)

. “A Linha de Cascais Está ...

. CANTIGA PARA QUEM SONHA -...

. Our story in 2 minutes

. «A TAUROMAQUIA É A ÚNICA ...

. Novidades a 13 de Dezembr...

. LIMPAR PORTUGAL

. Ler dos outros... (cróni...

.ARCA DE NOÉ

A Arca de Noé Vivapets distinguiu como Animal da Semana

.HORIZONTES DA POESIA


Visit HORIZONTES DA POESIA

.Autores Editora

.A AUTORA DESTE BLOG NÃO ACEITA, NEM ACEITARÁ NUNCA, O AO90

AO 90? Não, nem obrigada!

.subscrever feeds