.UM BLOG SOBRE SONETO CLÁSSICO

Da autoria de Maria João Brito de Sousa, sócia nº 88 da Associação Portuguesa de Poetas, Membro Efectivo da Academia Virtual Sala dos Poetas e Escritores - AVSPE -, Membro da Academia Virtual de Letras (AVL) e autora no Portal CEN, escrito num portátil gentilmente oferecido pelos seus leitores. ...porque os poemas nascem, alimentam-se, crescem, reproduzem-se e (por vezes...) não morrem.
Sexta-feira, 29 de Junho de 2012

REMATANDO... COM NÓ(S)

 

Baixa a maré que, aos poucos, se despede

Dos versos de um tecido inacabado

E já sente o poeta o véu pesado

Do vastíssimo espólio em que se mede

 

Vê tanto e tanto mar, que nem percebe

Se atingiu essa praia onde o legado

Pode, ou não, vir a ser qualifcado

Nas produções poéticas da “rede”…

 

Baixa naturalmente e vai parando

Até que um dia, não se sabe quando,

Não mais possa nascer um verso seu

 

Depois… depois os versos feitos voz

Que entendam que o remate acaba em nó(s),

Talvez venham lembrar quem (n)os teceu…

 

 

 

Maria João Brito de Sousa – 29.06.2012 – 17.23h

 

 

 

 

À Maria Alfacinha, claro! :) Este nasceu da nossa conversa no Alpendre...

 

 

 

http://www.avspe.eti.br/poesias/Sonetilhos.htm

sinto-me :
publicado por poetaporkedeusker às 17:37
link do post | "poete" também! | ver poetices (65) | favorito
|
Terça-feira, 19 de Junho de 2012

SONETO IMPUBLICÁVEL

Aperta o cerco, amigo, aperta o cerco
Da segurança pouco solidária
De que dependo sendo solitária,
Em que me ganho, amigo, em que me perco…

Se entendem que um poema é mero esterco
Que lhes perturba orgulho e pituitária,
É porque vão temendo a Pasionária
Que possa erguer-se em mim, quando me acerco…

Antes calar o verso! Antes morrer!
Grita o poema, mesmo antes de o ser,
Empunhando as palavras com que o escrevo...

Antes deixar, meus versos, de vos ver
Do que viver da esmola de escrever
Soneto que não pague o que vos devo…




Maria João Brito de Sousa – 18.06.2012 -22.29h


sinto-me :
publicado por poetaporkedeusker às 11:33
link do post | "poete" também! | ver poetices (114) | favorito
|
Segunda-feira, 11 de Junho de 2012

SONETO MAIS OU MENOS DISTORCIDO

 

Como escrevo um soneto distorcido,
Sem eixo com que possa defini-lo,
Nem forma com que possa distingui-lo
De uma prosa jocosa, ou sem sentido?

Discorro sem que tenha prevenido
Formato, nem razão… e, de senti-lo,
Me nascem de enxurrada, ousando um estilo,
Os versos que lhe servem de vestido...

Mas quando o corpo implora algum descanso,
E a mente me vagueia no remanso
Que o cansaço geral me vai trazendo,

Nem versos, nem canções, nem mesmo ideias;
Só quanto mar me corra pelas veias
Responde às tais questões que nunca entendo…

 



Maria João Brito de Sousa – 11.06.2012 – 17.11h


Fotografia de Carlos Ricardo

 

Reformulado a 22.11.2015

sinto-me :
tags: ,
publicado por poetaporkedeusker às 17:32
link do post | "poete" também! | ver poetices (76) | favorito
|
Sábado, 9 de Junho de 2012

AINDA ACERCA DO MEU ÚLTIMO LIVRO

 

PEQUENAS UTOPIAS - À venda no  http://www.worldartfriends.com/store/search.php?search_query=pequenas+utopias&submit_search=Search

sinto-me :
publicado por poetaporkedeusker às 11:35
link do post | "poete" também! | ver poetices (20) | favorito
|

.Transparências de...

.pesquisar

 

.Em livro

   O lucro desta edição reverte
   totalmente a favor da Autora

.posts recentes

. GLOSANDO MARIA DA ENCARN...

. A MORTE DO(S) (DES)ENCAN...

. GLOSANDO A POETISA MARIA...

. GLOSANDO MARIA DA ENCARNA...

. CONVERSANDO COM FLORBELA ...

. SILÈNCIO(S)

. GLOSANDO PATATIVA DO ASSA...

.arquivos

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

.tags

. todas as tags

.favorito

. CONVERSANDO COM MARIA DA ...

. É a arte, solidão?

. SO(LAS)

. “A Linha de Cascais Está ...

. CANTIGA PARA QUEM SONHA -...

. Our story in 2 minutes

. «A TAUROMAQUIA É A ÚNICA ...

. Novidades a 13 de Dezembr...

. LIMPAR PORTUGAL

. Ler dos outros... (cróni...

.ARCA DE NOÉ

A Arca de Noé Vivapets distinguiu como Animal da Semana

.HORIZONTES DA POESIA


Visit HORIZONTES DA POESIA

.Autores Editora

.A AUTORA DESTE BLOG NÃO ACEITA, NEM ACEITARÁ NUNCA, O AO90

AO 90? Não, nem obrigada!

.subscrever feeds