.UM BLOG SOBRE SONETO CLÁSSICO

Da autoria de Maria João Brito de Sousa, sócia nº 88 da Associação Portuguesa de Poetas, Membro Efectivo da Academia Virtual Sala dos Poetas e Escritores - AVSPE -, Membro da Academia Virtual de Letras (AVL) e autora no Portal CEN, escrito num portátil gentilmente oferecido pelos seus leitores. ...porque os poemas nascem, alimentam-se, crescem, reproduzem-se e (por vezes...) não morrem.
Sexta-feira, 9 de Julho de 2010

O ELOGIO DA RECTIDÃO

 

Nos meus longínquos dias de menina,

Jamais foi posta em causa a pertinência

Do longo, longo tempo de uma ausência

Ou do toque ideal da luz divina.


A casa era, pr`a mim, uma oficina

E, em cada linha escrita, a transparência

Sabia impor-se à dura penitência,

Justificando o quanto me fascina…


Assim, nesse húmus rico, fui crescendo

No centro do canteiro que não esqueço,

Como planta; selvagem, mas erecta!


E se hoje alguma coisa eu não entendo,

É porque, com certeza, o não mereço…

Eu tendo a escrever sempre em linha recta.

 


 


Maria João Brito de Sousa – 29.06.2010 – 21.54h

 


sinto-me :
publicado por poetaporkedeusker às 10:30
link do post | "poete" também! | favorito
|
8 comentários:
De linhaseletras a 10 de Julho de 2010 às 00:02
Boa noite Maria João, linda menina e lindo soneto.
Um bom fim de semana


De poetaporkedeusker a 12 de Julho de 2010 às 11:33
Muito obrigada, minha amiga Idalina.
A sua impressora fartou-se de trabalhar ontem! Nem queira saber a quantidade de fotografias antigas que eu digitalizei e conto publicar ainda hoje!
Abraço grande!
De M.Luísa Adães a 11 de Julho de 2010 às 10:36
Belo poema,

Linda apologia aos tempos de menina.


Saudades,

Mª. Luísa
De poetaporkedeusker a 12 de Julho de 2010 às 11:35
Obrigada, Maria Luísa. Foram tempos áureos, sem dúvida. Tempos privilegiados em relação à maioria das crianças desse tempo.
Abraço enorme.
De Simbologia do aMoR a 12 de Julho de 2010 às 00:57
É um belo soneto Maria, como sempre belos.
De poetaporkedeusker a 12 de Julho de 2010 às 11:35
Obrigada, Vera. A tua festa correu bem?
Abraço grande!
De Simbologia do aMoR a 12 de Julho de 2010 às 17:41
Oi Maria

A festa correu sim, mas cheguei em cima da hora e não deu para declamar minha poesia. Não fiquei chateada, as coisas acontecem. E a culpa foi minha mesmo de não chegar com antecedência. Mas foi muito bonito e pudemos cantar um hino maravilhoso e quando eu o tiver em mãos vou postar no meu blog.

Abraço.
De poetaporkedeusker a 13 de Julho de 2010 às 14:19
Na nossa, não fui eu que declamei o meu poema. O evento estava organizado de uma forma muito original, com alguma dramatização das cenas. Os poetas apareciam dois a dois, representados por declamadores do CENCO e havia uma projecção das imagens dos poetas reais, num ecrã, na parede. As músicas de fundo eram lindíssimas e a mim calhou-me Cesário Verde, como companheiro. Foi lindo, lindo, lindo!
Abraço grande!

Poete também!

.Transparências de...

.pesquisar

 

.Em livro

   O lucro desta edição reverte
   totalmente a favor da Autora

.posts recentes

. SE EU PUDESSE, NÃO PODIA

. A SEREIAZINHA

. CALEIDOSCÓPIO

. DEPOIS DA MARÉ-CHEIA...

. UM MOSQUITO NO COPO DO LE...

. UM MOSQUITO NO COPO DO LE...

. RUGA A RUGA

.arquivos

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

.tags

. todas as tags

.favorito

. CONVERSANDO COM MARIA DA ...

. É a arte, solidão?

. SO(LAS)

. “A Linha de Cascais Está ...

. CANTIGA PARA QUEM SONHA -...

. Our story in 2 minutes

. «A TAUROMAQUIA É A ÚNICA ...

. Novidades a 13 de Dezembr...

. LIMPAR PORTUGAL

. Ler dos outros... (cróni...

.ARCA DE NOÉ

A Arca de Noé Vivapets distinguiu como Animal da Semana

.HORIZONTES DA POESIA


Visit HORIZONTES DA POESIA

.Autores Editora

.A AUTORA DESTE BLOG NÃO ACEITA, NEM ACEITARÁ NUNCA, O AO90

AO 90? Não, nem obrigada!

.subscrever feeds