.UM BLOG SOBRE SONETO CLÁSSICO

Da autoria de Maria João Brito de Sousa, sócia nº 88 da Associação Portuguesa de Poetas, Membro Efectivo da Academia Virtual Sala dos Poetas e Escritores - AVSPE -, Membro da Academia Virtual de Letras (AVL) e autora no Portal CEN, escrito num portátil gentilmente oferecido pelos seus leitores. ...porque os poemas nascem, alimentam-se, crescem, reproduzem-se e (por vezes...) não morrem.
Segunda-feira, 5 de Julho de 2010

SÁBADO, DOMINGO E SEGUNDA FEIRA XIV

 

NOS TEUS DOIRADOS OLHOS

 

 

Nos teus olhos doirados convergiam

Todas as transparências da alquimia

E do brilho velado que emitiam

Nascia um luar novo, em pleno dia...

 

Insinuações,quais sombras, permitiam,

Ao meu humano olhar que os inquiria,

Carícias mil que, a mim, me transmitiam

Sempre que o meu olhar os pressentia…

 

Iluminando a noite, assim, seguros

De encontrarem os meus à sua espera,

Aproximam-se mais das mãos que estendo…

 

Teus olhos são doirados… os meus, escuros,

Abertos, não distinguem – quem me dera… -

Senão um linguajar que sempre entendo…

 

 

Maria João Brito de Sousa – 03.07.2010 – 22.15h

 

 

Ao Sigmund, o mais amado dos meus gatos.

 

 

 

DESLUMBRAMENTO III

 

 

Deslumbra-me essa absurda persistência

Da vida a começar, sempre tão linda,

Dos astros que, em perfeita transparência,

Se desenham num céu que nunca finda,

 

Das ínfimas coisinhas que não vemos,

De todas as que, vistas, nos transcendem,

Do muitíssimo pouco que sabemos

E das coisas sabidas que nos prendem…

 

Se neste encantamento deslumbrado

Se me cumprem os dias que aqui canto,

Ninguém pode arrancar-me um só lamento

 

Até que este planeta, já cansado,

Se decida a quebrar o tal encanto

E se finde este meu deslumbramento…

 

Maria João Brito de Sousa – 04.07.2010 – 19.18h

 

 

ERA UMA VEZ...

 

 

No tempo em que os poemas comandavam

Os destinos do mundo e dos ser vivo(s),

Os ponteiros do Tempo até paravam

E, do espanto, tornavam-se cativos …

 

Das fábulas que as aves me contavam

E que, hoje, retirei dos meus arquivos,

Renasceram-me as rosas que plantavam

Em canteiros lunares, sempre intuitivos…

 

Essas rosas cantavam, tinham vozes,

Como as mansas sereias do meu Tejo,

E asas de tão vasta dimensão

 

Que semelhavam estranhos albatrozes…

Nas corolas de seda, um só desejo;

Fazer, da minha língua, uma canção...

 

 

Maria João Brito de Sousa – 04.07.2010 – 14.36h

 

 

 

sinto-me :
publicado por poetaporkedeusker às 10:26
link do post | "poete" também! | favorito
|
24 comentários:
De linhaseletras a 5 de Julho de 2010 às 14:14
Boa tarde Maria João, então que tal se está a dar com este calor, eu não gosto nada deste tempo, mas tenho de aguentar.
Lindos estes seus sonetos como sempre, tem sempre um fim de semana muito produtivo, eu ando muito fraca em matéria de inspiração, parece que o calor me derrete as ideias.
Um grande abraço.

De poetaporkedeusker a 5 de Julho de 2010 às 14:22
Amiga, nem imagina o que eu escrevi durante este fim de semana!!! A mim, o calor estimula-me... não sei porquê, mas sei que desde sábado da semana passada que não paro um instante. Agora ando apaixonada, também, pelas redondilhas, que são os versos que a Idalina costuma utilizar nos seus sonetos, veja lá! Fiz tantos, tantos, tantos, que acho que daria para publicar um livrito! :)) Se lhe apetecer ir até lá, aqui vai o link http://asmontanhasqueosratosvaoparindo.blogs.sapo.pt/
Em relação á senhora dona impressora, eu bem tinha razão quando dizia que ela não estava a dar-se bem com o 2008 que estava meio maluco. Agora o 2008 já está mais afinadinho e ela já digitaliza muito bem!
Um enorme abraço e que essa inspiração volte em beleza!
De M.Luísa Adães a 5 de Julho de 2010 às 19:00
lindos teus poemas.

O teu gato me encantou
e merece,
teu canto de amor.

Lindo, lindo!!!

maria Luísa
De poetaporkedeusker a 6 de Julho de 2010 às 11:33
É lindo, lindo, lindo é o meu Sigmund Freud, não é? E olha que está velhote, já vai nos quinze anos... mas ainda "está ali para as curvas"!
Eu hoje dormi quase até às nove, imagina... deve ter sido para compensar a noite de ontem em que fui obrigada a fazer "directa" porque as malvadas das cãimbras não me deram um segundo de descanso, apesar de eu estar mortinha de sono.
Abraço grande!
De M.Luísa Adães a 5 de Julho de 2010 às 19:03
Era uma vez

Ele é lindo como tudo que escreves,
mas as letras na imagem branca não deixam ler.
Não posso comentar!

Maria Luísa
De poetaporkedeusker a 6 de Julho de 2010 às 11:36
Caramba, amiga! Eu já tentei retirá-las, na personalização intermédia, e deixar apenas a foto do cabeçalho, mas "aquilo" não me obedece e a foto vai continuando a aparecer pelo template abaixo! Esta tarde tentarei novamente.
De M.Luísa Adães a 5 de Julho de 2010 às 19:07
"Deslumbramento"

deslumbra teu dizer
e enche de luz
o deslumbrar de alguém,
"mesmo estranho"...
a esta forma ímpar
de escrever.

Mª. Luísa
De poetaporkedeusker a 6 de Julho de 2010 às 11:38
... e obrigada, muito obrigada por deixares a tua poesia nos comentários do Poetaporkedeusker. És uma querida!
Abraço grande!
De M.Luísa Adães a 6 de Julho de 2010 às 12:02
Mª. João

Não respondeste à minha explicação, sobre o poema "FOGO".Responde, por favor.
Mas gostaste do meu dissertar e eu adorei dissertar!

Gosto que me respondam.E ainda não foste aos "Prémios", como te pedi.
Amanhã terça, vou fazer a ressonância.

Aguardo que ponhas a escrita em dia.

Um abraço,

Mª. Luísa
De poetaporkedeusker a 6 de Julho de 2010 às 12:08
Terça é hoje, amiga! É hoje que tens a ressonância.
Desculpa, mas eu ainda nem tive tempo de ir ao correio e só visitei mesmo o nosso amigo Free. Está quase, quase na hora do almoço, mas eu ainda vou dar um pulinho rápido aos Prémios.
Até já!
De M.Luísa Adães a 6 de Julho de 2010 às 13:10
Mª. João

Me enganei - é amanhã!

Bºs, M. Luísa
De poetaporkedeusker a 6 de Julho de 2010 às 15:30
A ressonância é amanhã... ainda bem! Eu seria muito capaz de cometer este tipo de erros... ainda mais agora que estou mesmo a tremelicar de emoção!
Acho que me vou esquecer de convidar metade dos amigos... ou mais...
Abraço gde!
De M.Luísa Adães a 6 de Julho de 2010 às 16:04
M. J.

Tu tens um sentido de humor muito engraçado e me fazes rir ou sorrir.
Te acho muita graça!

M. L.
De poetaporkedeusker a 6 de Julho de 2010 às 16:17
:) Eu tenho sentido de humor, amiga. Muitíssimo, garanto-te, mas, neste momento, não deve estar no seu melhor porque me apetece estar em vários sítios ao mesmo tempo e... não consigo! Ainda não fui à personalização ver se consigo eliminar aquela multiplicação de Maria Joões pequeninas que estão a roubar a funcionalidade aos comentários do blog e te roubam, a ti, a paciência... mas também ainda não pus o correio em dia nem fiz o upload da imagem da vela do Prémios... fico bloqueada, emperrada, quando me acontecem estas coisas boas...
De M.Luísa Adães a 6 de Julho de 2010 às 16:37
M: João

Mas se trata, para ti de ,

"Um Momento Sagrado"...

Trata da vela que pede pelo Próximo e por nós que ainda estamos cumprindo nosso destino.

Beijo,

Mª. Luísa
De poetaporkedeusker a 6 de Julho de 2010 às 17:17
Sim, amiga. Amanhã a vela estará aqui, no poetaporkedeusker, perfeitamente harmonizada com A Estranha Arquitectura dos Meus Dias, segundo acredito... muito embora o soneto tenha sido escrito no sábado ou Domingo e eu só hoje tenha tido conhecimento da vela.
Abraço gde!
De eva a 5 de Julho de 2010 às 19:25
Em boa verdade, eu devia era comentar no contra-sensual pois foi onde parei desta vez. Mas como dei aqui um saltinho, seja aqui! Já não sei onde há mais deslumbramento: se nos sonetos, se no estilo livre, se na prosa...
Felizmente há luar, apregoava o saudoso Sttau Monteiro.
Felizmente há Maria João, poetisa da palavra escrita, digo eu que também tenho direito a opinar.
Abraço GRD
De poetaporkedeusker a 6 de Julho de 2010 às 11:28
Pronto! Agora deixou-me toda corada :)) Mas é bom! É muito, muito bom sentir que gostam do nosso trabalho! Muito e muito obrigada, Eva!
Abraço GDE!
De eva a 24 de Julho de 2010 às 23:45
Corada fico eu, mas de vergonha, por tão pouco lhe agradecer com comentários o prazer que me dão os seus escritos.
Fica o registo deste meu corar que publicamente assumo como devedor da poetaporkedeusker.
Abraço GRD
De poetaporkedeusker a 26 de Julho de 2010 às 12:15
Ora essa!? Então e eu não retiro prazer dos seus?
E ainda por cima nem todos os dias a vou ler, muito embora depois leia os três ou quatro textos que tinham ficado em atraso... mas muito, muito raramente comento...
Abraço GDE!
De eva a 30 de Julho de 2010 às 23:42
Está bem, ficamos assim! Aproveito para lhe agradecer o aviso que vi, em boa hora, das Tardes da Júlia e me permitiu pedir que gravassem o programa. Vou ver com calma os depoimentos das três convidadas porque, egoisticamente, ainda só vi o seu.
Gostei de a ver e só espero que a Maria João que vi corresponda ao original e não tenha sido só trabalho de caracterização. Está com bastante melhor aspecto.
Que assim se mantenha. De preferência, para ainda melhor!
Abraço GRD
De poetaporkedeusker a 2 de Agosto de 2010 às 11:11
Ainda não tive a oportunidade de me ver, Eva, mas segundo me disseram parecia muito mais gorda do que na realidade sou... mas a cabeleira é toda minha :)) estou a rir-me porque uma amiga, que não vejo há uns dois anos, me perguntou se os cabelos eram mesmo meus ou se me tinham posto um postiço... :)) não corto o cabelo desde que iniciei o poetaporkedeusker... posso não ser um "astro", mas cabeleira tenho... e esta é outra teimosia minha, como se fosse importante para alguém - que não eu - que eu quisesse mesmo "transformar-me" em cometa...
Abraço GDE!
De *FreeStyle* a 6 de Julho de 2010 às 09:32
De poetaporkedeusker a 6 de Julho de 2010 às 11:42
:) Ó Free do mê, já estava mortinha de saudades... já te tinha ido espreitar, mas tu estavas sempre tão apaixonado, num enlevo tão grande, que eu até me senti mal por estar a interromper :))
Com que então temos "tomatada"!? Eu adoro tomatada! Nunca tinha experimentado uma do Além, mas experimento agora!
Bêjuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu!!!

Poete também!

.Transparências de...

.pesquisar

 

.Em livro

   O lucro desta edição reverte
   totalmente a favor da Autora

.posts recentes

. AINDA GLOSANDO FLORBELA E...

. EXPLICAR-VOS TUDO, NÃO SA...

. GLOSANDO MARIA DA ENCARNA...

. GLOSANDO JOÃO MOUTINHO

. GLOSANDO A POETISA MARIA...

. INFILTRAÇÔES

. O POEMA E EU

.arquivos

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

.tags

. todas as tags

.favorito

. CONVERSANDO COM MARIA DA ...

. É a arte, solidão?

. SO(LAS)

. “A Linha de Cascais Está ...

. CANTIGA PARA QUEM SONHA -...

. Our story in 2 minutes

. «A TAUROMAQUIA É A ÚNICA ...

. Novidades a 13 de Dezembr...

. LIMPAR PORTUGAL

. Ler dos outros... (cróni...

.ARCA DE NOÉ

A Arca de Noé Vivapets distinguiu como Animal da Semana

.HORIZONTES DA POESIA


Visit HORIZONTES DA POESIA

.Autores Editora

.A AUTORA DESTE BLOG NÃO ACEITA, NEM ACEITARÁ NUNCA, O AO90

AO 90? Não, nem obrigada!

.subscrever feeds