.UM BLOG SOBRE SONETO CLÁSSICO

Da autoria de Maria João Brito de Sousa, sócia nº 88 da Associação Portuguesa de Poetas, Membro Efectivo da Academia Virtual Sala dos Poetas e Escritores - AVSPE -, Membro da Academia Virtual de Letras (AVL) e autora no Portal CEN, escrito num portátil gentilmente oferecido pelos seus leitores. ...porque os poemas nascem, alimentam-se, crescem, reproduzem-se e (por vezes...) não morrem.
Terça-feira, 22 de Junho de 2010

TÃO LONGE, TÃO PERTO...

 

Tão longe estão as estrelas e, contudo,

Tão perto podem estar do que sentimos

Quando nós, os cometas, lhes sorrimos

E quando, no sorriso, damos tudo…

 

Tão perto sinto a estrela e, se me iludo,

É porque eu e a estrela somos primos

Nessa família astral que definimos

Na fazenda de um velho sobretudo…

 

Casacas de Cometas, Luas, Sóis,

Palavras que não vergam, que se inventam

Em astros nunca dantes alcançados

 

Pelos descobridores que só depois

Abrirão os portões que em si concentram

Mil mundos que mal foram vislumbrados …

 

 

 

 

Maria João Brito de Sousa – 20.06.2010

 

sinto-me :
publicado por poetaporkedeusker às 11:44
link do post | "poete" também! | favorito
|
10 comentários:
De tardesdeoutono a 22 de Junho de 2010 às 12:10
COLHENDO ESTRELAS


Ah quem pudesse semear estrelas
Encher com elas todo o teu cabelo!
Ter o poder de as alcançar, colhê-las,
Ornamentá-lo com carinho e zelo!

Ter esta glória de ter-te e de tê-las
Quando em afagos de amor e desvelo,
Olhos extasiados por ficar a vê-las
Unisse os lábios aos teus como um selo

Ah quem pudesse... Mas eu quero e pude!
Por uns momentos tive essa virtude
Voltar a tê-la, vou ter o ensejo

Sonhei contigo: brilhantes, desciam...
No teu cabelo espalhava-as, sorriam…
E por cada estrela tu davas-me um beijo.

Joaquim Sustelo
(em MURMÚRIOS NO TEMPO)
De poetaporkedeusker a 22 de Junho de 2010 às 14:26
Caramba, Joaquim! É lindo, este soneto!
Vou-te contar uma coisa de que não costumo falar muito; aquele quarto verso da segunda quadra, "Na fazenda de um velho sobretudo", não está ali só para rimar em "udo"... o meu avô tinha um amor inexplicável por um velho sobretudo a que chamava "a casaca dos cometas". Passou a chamar-se assim desde que a minha avó o tentou deitar fora, argumentando que tinha buraquitos de traça e nódoas que já nem saíam... :) ele nunca o quis largar... era a sua velha casaca dos cometas, a que oacompanhava naquilo que nele era imutável, sendo, muito embora, um homem aberto à mudança e algo insurrecto, como todos os poetas... lembrei-me de te dizer isto nem sei porquê...
Abraço grande!
De tardesdeoutono a 23 de Junho de 2010 às 19:31
Obrigado linda amiga, pela apreciação ao meu soneto. E agradeço imenso também a tua explicação sobre aquele verso. Foi bonito saber.
Uma beijoquita.
Sustelo
De poetaporkedeusker a 24 de Junho de 2010 às 14:51
Abraço grande, Joaquim!
Hoje estou de todo... nem soneto trouxe...
De aumento seno a 22 de Junho de 2010 às 14:55
Este texto bonito. escrever é uma terapia natural que nos ajuda não só para lançar luz sobre os problemas, mas também para superar
De poetaporkedeusker a 22 de Junho de 2010 às 15:21
Obrigada. É isso e não só. Para alguns de nós é a justificação de uma vida.
De Simbologia do aMoR a 22 de Junho de 2010 às 19:52
Oi amiga

A Estrela também esteve comigo por algum tempo. Com isto fiz um texto chamado "A Estrela, a Lua e os Grilos".

Bjos
De poetaporkedeusker a 23 de Junho de 2010 às 14:13
Eu já vou ver, Vera. Neste momento começo a ficar um pouco preocupada com as situações que venho vindo a criar, nestes últimos dias. Acreditas que só ontem por volta das 19.30h e sem saber por quê, me veio à ideia que me tinha enganado a publicar o soneto do dia? E agora constato que me enganei mesmo! Re-publiquei o último soneto da trilogia habitual do sábado, domingo e segunda feira e o soneto de ontem continua guardado na pen... eu deixo mesmo de "funcionar" quando tenho várias coisas para fazer em simultâneo... acho que o meu organismo rejeita o stress e pura e, simplesmente, deixa de funcionar. Houve mais um milhar de pequenas coisas que foram falhando... acho que estou mesmo a precisar de abrandar o ritmo sob pena de só fazer asneiras...
Abraço grande!
De Simbologia do aMoR a 24 de Junho de 2010 às 02:49
Cuidado o stress. Nada como manter a mente calma. Isto faz-nos muito bem. Isso eu sei.

Abraço
De poetaporkedeusker a 24 de Junho de 2010 às 14:53
É absolutamente necessário, amiga... eu bloqueio completamente quando não consigo responder condignamente a todas as solicitações. Hoje nem trouxe soneto.
Bjo!

Poete também!

.Transparências de...

.pesquisar

 

.Em livro

   O lucro desta edição reverte
   totalmente a favor da Autora

.posts recentes

. INFORMAÇÃO A TODOS OS AMI...

. SONETO A PRETO E BRANCO

. GLOSANDO A POETISA MARIA...

. O VIGÉSIMO SEXTO DIA

. SÁBADO, DOMINGO, SEGUNDA ...

. MEMÓRIA(S) DO NÁUFRAGO-PE...

. RUAS

.arquivos

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

.tags

. todas as tags

.favorito

. CONVERSANDO COM MARIA DA ...

. É a arte, solidão?

. SO(LAS)

. “A Linha de Cascais Está ...

. CANTIGA PARA QUEM SONHA -...

. Our story in 2 minutes

. «A TAUROMAQUIA É A ÚNICA ...

. Novidades a 13 de Dezembr...

. LIMPAR PORTUGAL

. Ler dos outros... (cróni...

.ARCA DE NOÉ

A Arca de Noé Vivapets distinguiu como Animal da Semana

.HORIZONTES DA POESIA


Visit HORIZONTES DA POESIA

.Autores Editora

.A AUTORA DESTE BLOG NÃO ACEITA, NEM ACEITARÁ NUNCA, O AO90

AO 90? Não, nem obrigada!

.subscrever feeds