.UM BLOG SOBRE SONETO CLÁSSICO

Da autoria de Maria João Brito de Sousa, sócia nº 88 da Associação Portuguesa de Poetas, Membro Efectivo da Academia Virtual Sala dos Poetas e Escritores - AVSPE -, Membro da Academia Virtual de Letras (AVL) e autora no Portal CEN, escrito num portátil gentilmente oferecido pelos seus leitores. ...porque os poemas nascem, alimentam-se, crescem, reproduzem-se e (por vezes...) não morrem.
Sexta-feira, 18 de Junho de 2010

CANTO DE AMOR

 

Quando canto o Amor, eu canto a Vida,
Sobrevivendo à dor de cada dia
E é meu canto a simples despedida
Deste lado da Vida em que eu vivia...

Soa o meu canto e afasta-se, perdida,
A mais elementar desarmonia
Porquanto este meu espanto dá guarida
À esperança, a crescer, de um novo dia... 


Se canto é porque o canto em mim desperta
A sede de cantar que é tão mais forte,
Quão forte for o canto que a motiva

E, pelo canto, eu parto à descoberta
Dos horizontes do meu novo norte
Com a plena certeza de estar viva!


Maria João Brito de Sousa

 

 

 

NOTA - Soneto inspirado num soneto com o mesmo nome de Efigênia Coutinho, Presidente Fundadora da Academia Virtual Sala dos Poetas e Escritores www.avspe.eti.br/

sinto-me :
publicado por poetaporkedeusker às 12:00
link do post | "poete" também! | favorito
|
18 comentários:
De linhaseletras a 18 de Junho de 2010 às 14:11
Muito bonito este soneto. E faz lembrar o "ditado" "Quem canta seus males espanta".
O que se passa com a Maria Helena, não tem dito nada, espero que seja apenas muito trabalho.
Um bom fim de semana

De poetaporkedeusker a 18 de Junho de 2010 às 14:46
Amiga, esta manhã fui ao hospital e só agora soube da partida de José Saramago. Ainda não estou em mim, pois não o conhecendo pessoalmente, sempre o tive como um dos maiores escritores de todos os tempos. Não sei a que horas ele morreu... só sei que me vieram as lágrimas aos olhos esta manhã, quando esperava pelo eléctrico, em Algés. Foi uma comoção funda que não soube explicar, mas se o digo, pode crer que é verdade. Li as crónicas "Deste Mundo e do Outro" quando elas foram editadas e, a partir daí, sempre que tinha algum dinheirito disponível, comprava logo outras obras dele.
Desculpe. Acho que ainda estou um bocadinho sensível demais.
Abraço grande.
De poetabrasil a 18 de Junho de 2010 às 14:34
Palma com palma,
Coração e coração, e gosto de alma
No mais fundo do corpo revelado.
Já a pele não separa, que as palavras
São espelhos rigorosos da verdade
E todas se articulam deste lado.
Linhas mestras da mão abram caminho
Onde possam caber os passos firmes
Da rainha e do rei desta cidade.

Esse poema é de José Saramago que nesta manhã nos deixou um pouco órfãos.
Ele tinha o dom de buscar a realidade das coisas sérias, como a vida de Cristo Homem.
Estamos também de luto, como toda a família latina que ama as letras!
Que em seu sono Saramago desenvolva sonhos que talvez possam vir a lume.
De poetaporkedeusker a 18 de Junho de 2010 às 14:50
Sim, meu amigo. Eu, distraída como sempre fui, só agora, na homepage do Sapo, soube da partida de Saramago. Este poema tinha sido publicado com pré datação... que possa ser a minha última homenagem a um dos maiores escritores de todos os tempos. Não estou ainda em mim e a morte dele chocou-me muito mais do que eu mesma esperaria. Desculpe.
Abraço grande.
De poetabrasil a 18 de Junho de 2010 às 14:45
A SARAMAGO

Aonde vamos com as letras,
com tantas palavras singelas,
que ligam os mares às procelas
e geram poesias mestras?

Vamos da alegria à tristeza,
mas os caminhos não os sabemos,
pois não temos essa fortaleza,
por isso, às vezes, tanto sofremos.

Hoje se foi um grande mestre
das letras mais puras e reais
E nos deixa grande saudade.

A vida é esse invisível contraste,
de muitos momentos fatais
e o caminho certo da eternidade!
De poetaporkedeusker a 18 de Junho de 2010 às 15:09
OUTRO POEMA A SARAMAGO

Que estranhíssimas químicas nos movem
Quando humanas partidas se consumam?
Que inexplicadas lágrimas eclodem
Dos olhos intrigados que ressumam?

Se tremo é de saudade antecipada
Ou da brusca surpresa da partida...
Mas tremo de verdade e, siderada,
Reparo que não posso dar-lhe vida...

Se há gente que não morre, ele é um desses,
Por ter ganho o estatuto intemporal
De quem não pode ser, jamais, esquecido!

Ele é o romancista que não esqueces,
O poeta possível, fraternal,
Aquele que multiplica o dividido!


De ligeirinha a 18 de Junho de 2010 às 18:10
Sim foi triste, mas previsível . Tem havido vários programas de rádio ao longo do dia. Muito interessantes Deficiência respiratória, coitado! Beijinhos querida amiga !
De poetaporkedeusker a 21 de Junho de 2010 às 11:43
Beijinhos, minha Ligeirinha. Eu, não sei porquê, não estava nada a contar com a morte dele para os próximos tempos... não sei mesmo porquê, mas estava sempre a pensar que sairia mais um livro e ainda outro e outro...
Abraço grande!
De a 18 de Junho de 2010 às 18:40
Lindo esse poema a Saramago. Embora ele não acreditasse na vida depois da morte, nós cremos que onde ele estiver, vendo todas estas homenagens, estará decerto orgulhoso do homem que foi.
Beijinhos e bom fim de semana
De poetaporkedeusker a 21 de Junho de 2010 às 11:48
Não sei se não acreditava mesmo, Fá... não sei. Talvez de uma outra forma ele acreditasse... eu partilho, há muitos anos, as opiniões que agora ouvi dos professores Eduardo Lourenço e Marcelo Rebelo de Sousa.
Encontrei sempre um homem que procura Deus nas obras de Saramago. Mas tudo isto é muito complexo. Muito mais do que possa parecer.
Abraço grande!
PS - Eu sou mesmo uma distraída imperdoável, Fá. Só ontem descobri que tinha entregado a tacinha errada! A sua continua arrumadinha lá em casa e eu troquei-a por uma minha que era parecida...
De Simbologia do aMoR a 19 de Junho de 2010 às 01:05
Lindo canto de amor.
De poetaporkedeusker a 21 de Junho de 2010 às 11:53
Obrigada, amiga.
Eu estou hoje ainda mais atrapalhada do que o habitual. Chegou o meu vale dos correios e deveria estar agora a levantá-lo pois tenho contas de água e gás que vencem hoje... mas vou tentar publicar e ir a seguir... mas estou muito cansada e continuo com aquela febre maluca que anda comigo há mais de um mês. Sei que é por causa da sinusite e tenho consulta hospitalar na próxima segunda feira. Espero conseguir ver-me livre destas dores de cabeça atrozes!
Abraço grande!
De artesaoocioso a 21 de Junho de 2010 às 00:01
O Amor sobrevivendo à vida!
Faz-nos tanta falta.
Um abraço.
De poetaporkedeusker a 21 de Junho de 2010 às 11:55
Sim, meu amigo. Eu acredito mesmo que o Amor não só sobrevive à vida como também potencia a própria vida.
Abraço grande!
De tardesdeoutono a 21 de Junho de 2010 às 10:00
Lindíssimo este teu Soneto!
Posso pedir que o coloques no Horizontes?
Mil beijocas
Sustelo
De poetaporkedeusker a 21 de Junho de 2010 às 11:58
Hoje coloco, Joaquim! Tu ainda não te habituaste ao meu ritmo, mas aviso-te que nunca tenho acesso à net durante os sábados, domingos e feriados. Só agora estou a ler este teu pedido e, ainda por cima, tenho 12 cêntimos na carteira e vou ter de ir aos correios levantar o vale do RSI... mas vou tentar publicá-lo hoje.
Abraço grande!
De tardesdeoutono a 21 de Junho de 2010 às 10:03
Há pouco, quando pedi para o Horizontes, referia-me ao Canto de Amor, apesar de gostar de tudo o que escreves.
Beijo
De poetaporkedeusker a 21 de Junho de 2010 às 12:03
Amigo, só agora cheguei e estou a ler este comment pela primeira vez. Vou tentar publicá-lo hoje, ok? Este soneto foi escrito mesmo, mesmo ao correr das teclas, em resposta a um outro soneto com o mesmo nome, da autoria da Poetisa Efigénia Coutinho... este não está mau, mas tenho andado a espreitar os sonetos mais antigos e estou fartinha de descobrir incorrecções métricas e ortográficas. Qualquer dia ponho o poetaporkedeusker de férias e fico a fazer reedição de posts durante um ou dois meses...
Abraço!

Poete também!

.Transparências de...

.pesquisar

 

.Em livro

   O lucro desta edição reverte
   totalmente a favor da Autora

.posts recentes

. GLOSANDO JOÃO MOUTINHO

. GLOSANDO A POETISA MARIA...

. INFILTRAÇÔES

. O POEMA E EU

. CALADA

. GLOSANDO MARIA DA ENCARNA...

. GLOSANDO HELENA FRAGOSO I...

.arquivos

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

.tags

. todas as tags

.favorito

. CONVERSANDO COM MARIA DA ...

. É a arte, solidão?

. SO(LAS)

. “A Linha de Cascais Está ...

. CANTIGA PARA QUEM SONHA -...

. Our story in 2 minutes

. «A TAUROMAQUIA É A ÚNICA ...

. Novidades a 13 de Dezembr...

. LIMPAR PORTUGAL

. Ler dos outros... (cróni...

.ARCA DE NOÉ

A Arca de Noé Vivapets distinguiu como Animal da Semana

.HORIZONTES DA POESIA


Visit HORIZONTES DA POESIA

.Autores Editora

.A AUTORA DESTE BLOG NÃO ACEITA, NEM ACEITARÁ NUNCA, O AO90

AO 90? Não, nem obrigada!

.subscrever feeds