.UM BLOG SOBRE SONETO CLÁSSICO

Da autoria de Maria João Brito de Sousa, sócia nº 88 da Associação Portuguesa de Poetas, Membro Efectivo da Academia Virtual Sala dos Poetas e Escritores - AVSPE -, Membro da Academia Virtual de Letras (AVL) e autora no Portal CEN, escrito num portátil gentilmente oferecido pelos seus leitores. ...porque os poemas nascem, alimentam-se, crescem, reproduzem-se e (por vezes...) não morrem.
Quinta-feira, 4 de Março de 2010

NOBLESSE OBLIGE I e II

 

 

 

 

 

PEQUENA INTRODUÇÃO - O post de hoje nada tem a ver com os padrões a que eu ,religiosamente, venho tentando submeter este blog sobre soneto clássico. É claro que os sonetos vão estar cá, mas foram escritos apenas numa perspectiva de "noblesse oblige"... quando comecei a escrever o primeiro a única coisa que me apetecia fazer era jogar um joguinho de xadrez com o 2008, o computador... depois achei imensa graça ao primeiro e nasceu-me um segundo, mas eu não me conseguia esquecer das "tareias" que o 2008 me tinha dado sempre que eu tentara mostrar-lhe que trinta anos sem jogar me não haviam transformado na perfeita atrasadinha mental que ele insistia em transformar-me ao vencer-me tantas vezes... e consegui! Ontem à noite resolvi "roubar" um tempinho às minhas tarefas rotineiras - que são muitíssimas, por estranho que possa parecer a alguns de vós - e, em cerca de meia hora, dei xeque-mate ao 2008!

Façam favor de comemorar comigo! Agora já não me considero assim tão estúpida!

 

 

Noblesse oblige e eu … voilá, cá estou!

Não sei o que dizer, do que falar,

Mas este desafio de poetar

É o que faz de mim tudo o que sou…

 

Noblesse oblige e eu… cumpro o que digo,

Pois doa o que doer, eu tentarei…

É tão só um soneto o que farei

Na perfeição da métrica que sigo.

 

E uma atrás da outra – quantas letras! –

Lá vão nascendo os versos do costume

Na estranha dimensão da coisa-alada

 

É esta a tal magia dos poetas;

Cozinhar versos nesse brando lume

Onde ninguém cozinharia nada…

 

 II

 

Vou escrevendo um soneto “porque eu quero

Onde quis Deus deixar que eu descansasse…

Ficasse eu indiferente ou não gostasse,

Tanto a Deus lhe daria… e agora espero.

 

Espero que surja alguma coisa nova,

Que algo me surpreenda de repente…

Mas esta obediência é aparente

E o que aqui vai nascendo, a sua prova…

 

Por não ser nada fácil poetar

Sem essa inspiração que vem do alto,

Sobre essa insuspeição que Deus me exige,

 

Nasceu-me este soneto bipolar

Senhoras e senhores, este é o salto

Que me obriga a dizer; noblesse oblige!

 

 

IMAGEM RETIRADA DA INTERNET

 

 

 

CONVITE - Entretanto, vamos dançando o tango no http://www.avspe.eti.br/eventos/eventotango/lista.htm

sinto-me :
publicado por poetaporkedeusker às 11:28
link do post | "poete" também! | favorito
|
11 comentários:
De ligeirinha a 4 de Março de 2010 às 14:06
Muitos parabens mulher de tantos oficios!
De poetaporkedeusker a 4 de Março de 2010 às 14:12
:) Obrigada, minha Ligeirinha, mas eu acho que sou é muito pouco flexível... não consigo cometer um "pecadilho" - como ir jogar xadrez com o pc em vez de trabalhar para os blogs - sem fazer uma enorme confissão :)) e levo tempo. Levo muito tempo a mudar de uma coisa para outra... quando estou a fazer seja o que for, "mergulho" profundamente, de corpo e alma, naquilo que estou a fazer... e para depois me "dessintonizar" é um trabalhão e nem sempre consigo...
Bjo GDE!
De linhaseletras a 4 de Março de 2010 às 14:09
Boa tarde minha amiga, essa fonte de inspiração não seca nunca, por isso não tem de esperar muito para fazer novos sonetos, porque eles nascem tão de repente que a espera é muito curta.
Sabe! Acabo de receber o meu livro, está um "Estrondo".
Até logo, eu vou mandar-lhe um e-mail quando estiver com mais tempo.
Um abraço
De poetaporkedeusker a 4 de Março de 2010 às 14:14
Ah! Que bom! Aquela foto é realmente líndissima e o "jeitinho" que a Helena lhe deu ficou um espectáculo!
Parabéns, minha querida amiga!
De Talvez... a 4 de Março de 2010 às 19:14
Parabéns!
É também por essa razão que não jogo xadrez com computadores. Independentemente da dificuldade, perdia sempre.
De poetaporkedeusker a 5 de Março de 2010 às 14:29
Também eu! Tinha contra mim o facto de não jogar há mais de trinta anos... perdi imensos jogos, mas não desisti. Na verdade tenho muito pouco tempo livre para jogar, mas este consegui ganhá-lo rapidamente... descobri que "ele" ficava confuso nas jogadas mais "suicidas" e aproveitei o ponto fraco :)
Abraço!
De poetaporkedeusker a 5 de Março de 2010 às 16:13
Desta vez nem com a conta do google consigo publicar os comments! Mas andei por lá, li o "Terror de te amar"... tentei! :)
De Talvez... a 5 de Março de 2010 às 16:24
Não faço ideia porquê. Eu permiti todos os comentários, inclusive de anónimos. Espero que tenha gostado do poema.
Ah, então sempre é vulnerável! Hei-de experimentar umas estratégias mais sacrificiais no xadrez com o computador. Creio que havia uma simples com a rainha...
De poetaporkedeusker a 5 de Março de 2010 às 16:44
Penso que isto ocorre porque eu estou num serviço público. O seu blog não é o único que eu não consigo comentar!
Quanto ao xadrez, não saberia reconstituir as jogadas mas, de forma quase instintiva, fui-me apercebendo de que ele tinha mesmo vulnerabilidades e consegui fazer algumas jogadas um tanto ou quanto paradoxais que o deixaram confuso :)) mas foi renhido! Lembro-me de ter chegado ao fim com dois ou três peões, um bispo, uma torre e o rei, claro. O resto foi "comido"... ele também já só tinha três ou quatro peças... e para ser muito honesta eu só tinha jogado uma meia dúzia de vezes em toda a minha vida :) só por acaso me recordava ainda de como se movem as peças. Mas que foi bom, foi! :)
Gostei muito do poema! Das duas partes do poema.
De Talvez... a 5 de Março de 2010 às 16:52
Das duas partes do poema, ou do excerto do primeiro poema e do segundo poema?
De poetaporkedeusker a 5 de Março de 2010 às 16:59
Caramba, amigo! Tanto quanto eu me lembro e segundo aquilo que interpretei, havia um excerto de um poema e outro poema inspirado nele... posso estar enganadíssima, mas vou já verificar!

Poete também!

.Transparências de...

.pesquisar

 

.Em livro

   O lucro desta edição reverte
   totalmente a favor da Autora

.posts recentes

. SEGUINDO UM DESAFIO DO PO...

. SEM GARANTIAS

. CONVERSANDO COM ALDA PERE...

. DEUSES SOMOS NÓS!

. NATAIS DOS TEMPOS IDOS...

. CONVERSANDO COM MARIA DA ...

. GLOSANDO MARIA DA ENCARNA...

.arquivos

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

.tags

. todas as tags

.favorito

. CONVERSANDO COM MARIA DA ...

. É a arte, solidão?

. SO(LAS)

. “A Linha de Cascais Está ...

. CANTIGA PARA QUEM SONHA -...

. Our story in 2 minutes

. «A TAUROMAQUIA É A ÚNICA ...

. Novidades a 13 de Dezembr...

. LIMPAR PORTUGAL

. Ler dos outros... (cróni...

.ARCA DE NOÉ

A Arca de Noé Vivapets distinguiu como Animal da Semana

.HORIZONTES DA POESIA


Visit HORIZONTES DA POESIA

.Autores Editora

.A AUTORA DESTE BLOG NÃO ACEITA, NEM ACEITARÁ NUNCA, O AO90

AO 90? Não, nem obrigada!

.subscrever feeds