.UM BLOG SOBRE SONETO CLÁSSICO

Da autoria de Maria João Brito de Sousa, sócia nº 88 da Associação Portuguesa de Poetas, Membro Efectivo da Academia Virtual Sala dos Poetas e Escritores - AVSPE -, Membro da Academia Virtual de Letras (AVL) e autora no Portal CEN, escrito num portátil gentilmente oferecido pelos seus leitores. ...porque os poemas nascem, alimentam-se, crescem, reproduzem-se e (por vezes...) não morrem.
Quinta-feira, 21 de Janeiro de 2010

POETAS COMO ÁRVORES

 

Poetas são como árvores de fruto

Que trazem seiva-sangue em suas veias

E crescem num pomar onde as ideias

Entoam mil canções de sonho... ou luto

 

E são também palavras por nascer

No prenúncio do verbo aberto em flor

Que sobressai no tronco ao dar-lhe a cor

E acaba por estender-se a todo o ser...

 

Poetas com raízes verticais,

Com ramos de vontade e persistência

Reforçando a versão de obra imprevista,

 

Brotam por toda parte, ornamentais,

E criam, sem parar, numa impudência

Que, às vezes, nos fascina e nos conquista…

 

 

Maria João Brito de Sousa - 21.01.2010 - 14.12h

 

 

 

 IMAGEM RETIRADA DA INTERNET

 

sinto-me :
publicado por poetaporkedeusker às 14:12
link do post | "poete" também! | favorito
|
9 comentários:
De alfa a 21 de Janeiro de 2010 às 17:36
sou a ana almerum,estou a fazer uma experiência.

bj
De tardesdeoutono a 21 de Janeiro de 2010 às 23:09
Poetas... como árvores...
Mais uma maravilha de soneto. É um prazer imenso vir aqui lê-la. Só que nem sempre me é possível...

Um beijo com amizade e admiração.

Sustelo
De poetaporkedeusker a 22 de Janeiro de 2010 às 14:40
Eu iria jurar que respondi à Ana Almerum... a não ser que... ah! Pois pode ser, sim senhor... :)
De poetaporkedeusker a 22 de Janeiro de 2010 às 14:23
Eu entendi, Ana! Resolveu assinar com o nick "alfa", não é verdade? Penso que se esteja a referir a isso...
Abraço!
De poetaporkedeusker a 22 de Janeiro de 2010 às 14:38
" Mais uma tentativa... esta parte é sempre muito fácil... abre a janelinha com toda a normalidade, escrevo muito normalmente... o problema surge no momento da publicação...
A ver vamos!
Abraço!"
Aqui está uma cópia do comment que eu tentei deixar no seu blog, Alfa. Mas eu sou persistente! Hei-de continuar a tentar!
De tardesdeoutono a 22 de Janeiro de 2010 às 00:10

Se bem entendi posso poetar aqui também?
Então deixo este poema com um beijinho.


POETAS...


Às vezes a dormir a gente sonha
(E sempre há cada sonho na visita...)
Matéria incoerente ou tão tristonha
Que a alma impaciente nos agita!

Sonhei que a poesia era de loucos
Que aspiram a um Mundo de utopias
Um dom atribuido a alguns... poucos
P'los quais outros não nutrem simpatias

Sonhei que ser poeta é ser patético
No ver de quase toda a sociedade
Que diz por tanta vez "isso é poético"
Perante alguma estranha liberdade

Sonhei ser o poeta apenas joio
No trigo que da terra em paz se solta
E sempre escreverá sem ter apoio
- Ninguém vai entender sua revolta

Assim ao acordar fiquei pensando
Que é triste ocupação escrever poesia
Num Mundo onde só vemos ir reinando
O ódio, a contenda, a guerra fria

Deixai! Vamos escrevendo... pouco importa
Se à Poesia não dão o seu valor!
- Um dia a humanidade quase morta
Talvez venha bater à nossa porta
A mendigar um poema, por favor.


Joaquim Sustelo
(em OS MEUS CAMINHOS)
De poetaporkedeusker a 22 de Janeiro de 2010 às 14:29
Ah! Grande poema, Joaquim! Muito obrigada por tê-lo partilhado comigo neste blog!
Sem dúvida nenhuma que os artistas, de uma maneira geral, e os poetas, em particular, não são muito bem entendidos... enquanto estão vivos...
Um grande abraço!
De poetabrasil a 22 de Janeiro de 2010 às 01:26
Poetas são poetas, mais que árvores. Seres ainda mais vivos que transmitem suas emoções a muitos outros da espécie. As árvores dos poetas são muito frondosas com ramos e flores que se derramam pela natureza de formas infinitas e coloridas a ponto de produzir uma obra prima chamada amor.
Continue assim Maria a produzir e a nos encantar.
De poetaporkedeusker a 22 de Janeiro de 2010 às 14:32
Obrigada, poeta irmão! Assim farei enquanto o puder fazer.
Abraço grande!

Poete também!

.Transparências de...

.pesquisar

 

.Em livro

   O lucro desta edição reverte
   totalmente a favor da Autora

.posts recentes

. SÁBADO, DOMINGO, SEGUNDA ...

. MEMÓRIA(S) DO NÁUFRAGO-PE...

. RUAS

. A PAUTA INVISÍVEL

. GLOSANDO A POETISA MARIA...

. DIÁLOGOS ENTRE MÃE E FILH...

. SETEMBRO(S)

.arquivos

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

.tags

. todas as tags

.favorito

. CONVERSANDO COM MARIA DA ...

. É a arte, solidão?

. SO(LAS)

. “A Linha de Cascais Está ...

. CANTIGA PARA QUEM SONHA -...

. Our story in 2 minutes

. «A TAUROMAQUIA É A ÚNICA ...

. Novidades a 13 de Dezembr...

. LIMPAR PORTUGAL

. Ler dos outros... (cróni...

.ARCA DE NOÉ

A Arca de Noé Vivapets distinguiu como Animal da Semana

.HORIZONTES DA POESIA


Visit HORIZONTES DA POESIA

.Autores Editora

.A AUTORA DESTE BLOG NÃO ACEITA, NEM ACEITARÁ NUNCA, O AO90

AO 90? Não, nem obrigada!

.subscrever feeds