.UM BLOG SOBRE SONETO CLÁSSICO

Da autoria de Maria João Brito de Sousa, sócia nº 88 da Associação Portuguesa de Poetas, Membro Efectivo da Academia Virtual Sala dos Poetas e Escritores - AVSPE -, Membro da Academia Virtual de Letras (AVL) e autora no Portal CEN, escrito num portátil gentilmente oferecido pelos seus leitores. ...porque os poemas nascem, alimentam-se, crescem, reproduzem-se e (por vezes...) não morrem.
Quarta-feira, 13 de Janeiro de 2010

ESSAS PEDRAS QUE SEMPRE AMEI...

 

 

 

Eu sempre amei, nas pedras da calçada,

As mil ervas-moirinhas que despontam,

Que sobem para o alto e nos apontam

A força de uma vida que é negada…

 

Pr`a mim, que sou fiel à minha estrada,

Essas pequenas vidas que não contam

São émulos perfeitos que remontam

À génese de mim, já condenada…

 

As pedras que eu amei, as que aqui piso,

Que me rasgam na face este sorriso,

Com as quais desde já me identifico,

 

São coisas quase vivas, quase minhas,

Das quais nascem as tais ervas-moirinhas

De que eu, sendo quem sou, jamais abdico!

 

 IMAGEM RETIRADA DA INTERNET

 

sinto-me :
publicado por poetaporkedeusker às 15:20
link do post | "poete" também! | favorito
|
6 comentários:
De Vítor a 13 de Janeiro de 2010 às 23:11
Costumo ver um programa no segundo canal,que se intitula "bairro alto"....ontem o convidado foi um dos maiores poetas espanhois vivos...foi delicioso ouvi-lo...e lembrei-me da Maria João...bem que poderia ser a próxima convidada!

bj*
De poetaporkedeusker a 14 de Janeiro de 2010 às 10:57
Eu também vi, Vitor. O Joan Margarit é um poeta a sério! Deixou-me pendurada, colada ao ecrã do meu aparelhito da pré-história. Raramente me identifico tanto com o que uma pessoa diz. Foi um programa marcante para mim. Parecia que tudo o que ele dizia tinha já feito parte daquilo em que firmemente acredito. Os refúgios... os muito poucos que são úteis e a esmagadora maioria, que o não são, mas que continuamos a utilizar. A simbiose entre o poema e o seu leitor. O triângulo que se cria a partir dos vértices POETA, POEMA, LEITOR. A componente "entretenimento" que tem invadido a arte nas últimas décadas... até aquela magnífica frase "A democracia pensava que a leitura e a massificação da cultura dos cidadãos seria uma consequência imediata - ou quase - de matar a fome às pessoas". As palavras não foram exactamente estas, mas a ideia está lá.
Mas que "peso" tenho eu na poesia portuguesa para que um programa se interessasse por uma entrevista minha?
Obrigada, no entanto, por se ter lembrado de mim.
Um grande abraço!
De poetabrasil a 13 de Janeiro de 2010 às 23:55
Pedras e ervas-moirinhas que mostram os caminhos da história e da vida.
Maria João, se Camões fosse vivo estaria expressando esses mesmos sentimentos em versos.
Belo Soneto!
Aprecio muito seus versos.
Adílio Belmonte.
[Error: Irreparable invalid markup ('<br [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

Pedras e ervas-moirinhas que mostram os caminhos da história e da vida. <BR>Maria João, se Camões fosse vivo estaria expressando esses mesmos sentimentos em versos. <BR>Belo Soneto! <BR>Aprecio muito seus versos. <BR>Adílio Belmonte. <BR class=incorrect name="incorrect" <a>Belém-Pará-BRASIL</A>
De poetaporkedeusker a 14 de Janeiro de 2010 às 11:03
Obrigada, Poeta do Brasil. Camões, se estivesse vivo, estaria, com certeza, a escrever uma epopeia sobre a imensa revolução cultural que está em curso... mas acredito que o seu "lado lírico" pudesse pender para as minhas ervas-moirinhas :)
poetaporkedeusker faz hoje dois anos, sabe?
Vou ter de "botar discurso" :))
Um enorme abraço!
De tardesdeoutono a 14 de Janeiro de 2010 às 17:53

Não sou pessoa de muitas palavras nos comentários que faço.

Perante este soneto apenas posso dizer que me curvo com carinho, pela forma magnífica como o fez.

As pedras "são coisas quase vivas." São sim senhor. E pessoas que as vêem assim só podem ser amantes da Natureza, só podem ver o mundo de uma forma bela, que infelizmente muita gente não atinge esse prisma de ver as coisas.

Um beijo
Sustelo
De poetaporkedeusker a 15 de Janeiro de 2010 às 11:22
Obrigada, meu amigo Joaquim. Eu, hoje, não estou no meu melhor... raramente me deixo entristecer tanto, mas acontece, por vezes. Hoje é o meu dia de "falar" de Port au Prince.
Um enorme abraço.

Poete também!

.Transparências de...

.pesquisar

 

.Em livro

   O lucro desta edição reverte
   totalmente a favor da Autora

.posts recentes

. GLOSANDO JOÃO MOUTINHO

. GLOSANDO A POETISA MARIA...

. INFILTRAÇÔES

. O POEMA E EU

. CALADA

. GLOSANDO MARIA DA ENCARNA...

. GLOSANDO HELENA FRAGOSO I...

.arquivos

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

.tags

. todas as tags

.favorito

. CONVERSANDO COM MARIA DA ...

. É a arte, solidão?

. SO(LAS)

. “A Linha de Cascais Está ...

. CANTIGA PARA QUEM SONHA -...

. Our story in 2 minutes

. «A TAUROMAQUIA É A ÚNICA ...

. Novidades a 13 de Dezembr...

. LIMPAR PORTUGAL

. Ler dos outros... (cróni...

.ARCA DE NOÉ

A Arca de Noé Vivapets distinguiu como Animal da Semana

.HORIZONTES DA POESIA


Visit HORIZONTES DA POESIA

.Autores Editora

.A AUTORA DESTE BLOG NÃO ACEITA, NEM ACEITARÁ NUNCA, O AO90

AO 90? Não, nem obrigada!

.subscrever feeds