.UM BLOG SOBRE SONETO CLÁSSICO

Da autoria de Maria João Brito de Sousa, sócia nº 88 da Associação Portuguesa de Poetas, Membro Efectivo da Academia Virtual Sala dos Poetas e Escritores - AVSPE -, Membro da Academia Virtual de Letras (AVL) e autora no Portal CEN, escrito num portátil gentilmente oferecido pelos seus leitores. ...porque os poemas nascem, alimentam-se, crescem, reproduzem-se e (por vezes...) não morrem.
Quinta-feira, 10 de Dezembro de 2009

NASCER EM BERÇO DE OURO

 

Nasci em berço de ouro; a toda a parte

A que então fosse, para me encontrar,

Descobria, entre raios de luar,

Mil livros, mil pincéis, mil obras de arte…

 

Não era rica, mas podendo dar-te

Muito do que pudesses precisar,

Sobrava de fartura, no meu lar,

Mais do que poderia saciar-te…

 

Naquela grande sala onde escrevia

O meu avô –  meu émulo perfeito –

Tudo ganhava a estranha dimensão

 

Da perfeição, segundo a entendia...

Assim nasci, cresci, ganhei direito

À minha mais inata aspiração…

 

Maria João Brito de Sousa - 10.12.2009

 

 

 

Imagem de presépio artesanal, retirada da internet

 

 

Prendinhas de Natal - Tem estado a decorrer, no Centro Social Paroquial de Santo António de Nova Oeiras, uma venda de Natal cujo lucro reverterá a favor das famílias menos favorecidas desta Paróquia.

Venham até cá e aproveitem para fazer as últimas compras de Natal!

 

 

sinto-me :
publicado por poetaporkedeusker às 13:54
link do post | "poete" também! | favorito
|
12 comentários:
De M.Luísa Adães a 10 de Dezembro de 2009 às 14:24
Mª.João

Vim ao teu soneto, por ser teu.
Linda foi a tua infãncia.
A minha, apesar de meu pai pertencer à
Marinha de Guerra Portuguesa ,como "Capitão de Fragata", não
foi assim tão bela. Mas foi minha!Também
ganhei direitos que ninguém entende, em
especial os familiares que fingem, não se aperceberem de quem sou. Outros me
conhecem e estimam - como tu.

Escrevo para ti, mas estou doente e não devo
escrever. Tinha necessidade de te avisar.

Parabéns poeta minha!

Maria Luísa

o
De poetaporkedeusker a 10 de Dezembro de 2009 às 14:35
Minha querida Maria Luísa, o que te aconteceu? Espero que não seja nada de grave... não vai ser, com certeza! Não respondas agora. Olha, eu ainda estou toda partida por ter caído do banco alto, de costas, desamparada, mas não poderia deixar de vir até cá! :) Amanhã tenho consulta de Gastro e na 2ª F, hospital, de novo. Tens razão quanto à minha infância. Foi privilegiada em muitos sentidos, mas não vivia numa abundância de coisas supérfluas, não penses!
Fica bem, se fazes favor! :)) Arrebita, menina! :))
Bjo!
De a 10 de Dezembro de 2009 às 18:11
Adivinha-se uma infancia bem vivida. Por isso hoje é a pessoa linda que conhecemos.
Beijinhos
De poetaporkedeusker a 11 de Dezembro de 2009 às 10:36
Pronto, lá estou eu toda babada...
Beijinhos, Fá!
De a 10 de Dezembro de 2009 às 18:13
Que queda foi essa meu Deus? Ai a minha amiga o que anda a fazer em cima dos bancos? Já está melhor?
beijihnos e as melhoras
De poetaporkedeusker a 11 de Dezembro de 2009 às 10:39
Pois... fui buscar o meu pinheirinho de Natal lá aos píncaros das prateleiras da despensa e... CAPOF! Já estou melhor, mas ainda toda moídinha
Bjo GDE!
De ligeirinha a 10 de Dezembro de 2009 às 19:25
Foi linda a tua infância e é nas raizes dela que hoje em dia és o que és. Mulher orgulhosa do passado, pura no amor, amiga do seu amigo, corajosa...e tantas coisas mais! Ah e eximia a cair de bancos! Beijos grandes!
De poetaporkedeusker a 11 de Dezembro de 2009 às 10:33
Muitíssimo exímia a cair de bancos!
Um grande abraço, minha Ligeirinha!
De Peter a 11 de Dezembro de 2009 às 01:27
Oi poetisa. InFãncia, oh !!! saudade...boa ou má, é isso...lindo soneto, lindo presépio...tutto belissimo. Salute e bacino. Il militante é meglio????
De poetaporkedeusker a 11 de Dezembro de 2009 às 10:31
Obrigada, Peter :)
O Militante continua a precisar desesperadamente de um novo dono...
Bacini!
De rosafogo a 11 de Dezembro de 2009 às 22:22
Não podes estar um bocadinho melhor arranjas logo lenha para te queimar.
É bom falar da nossa infância, se soubesses
como a recordo e mais não nasci como tu,
assim com apresença dum avô sensível como
devia ser o teu, mas pronto também a minha teve os seus encantos.
Vê amiga se tens cuidado, senão passas a vida
lá por aqueles sítios que não gostamos nada.

abraço
natalia
De poetaporkedeusker a 14 de Dezembro de 2009 às 11:44
Tens razão! E olha que eu há imenso tempo que não subia a um banco porque tinha um certo receio de me desequilibrar... mas o pinheirinho de Natal parecia estar a chamar por mim... mas parece que algum anjinho me protegeu e embora esteja com dores, não parti nada, graças a Deus! E é para admirar porque eu tenho osteoporose e a queda foi mesmo tremenda e em total desequilíbrio.
Beijinho!

Poete também!

.Transparências de...

.pesquisar

 

.Em livro

   O lucro desta edição reverte
   totalmente a favor da Autora

.posts recentes

. CHUVA

. CONVERSANDO COM JOSÉ SARA...

. A ARCA DE FERRO

. PORQUE O CÉU NÃO TEM LIMI...

. NEM VIVA, NEM MORTA...

. "UPSIDE DOWN"

. SONETO BÁRBARO

.arquivos

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

.tags

. todas as tags

.favorito

. CONVERSANDO COM MARIA DA ...

. É a arte, solidão?

. SO(LAS)

. “A Linha de Cascais Está ...

. CANTIGA PARA QUEM SONHA -...

. Our story in 2 minutes

. «A TAUROMAQUIA É A ÚNICA ...

. Novidades a 13 de Dezembr...

. LIMPAR PORTUGAL

. Ler dos outros... (cróni...

.ARCA DE NOÉ

A Arca de Noé Vivapets distinguiu como Animal da Semana

.HORIZONTES DA POESIA


Visit HORIZONTES DA POESIA

.Autores Editora

.A AUTORA DESTE BLOG NÃO ACEITA, NEM ACEITARÁ NUNCA, O AO90

AO 90? Não, nem obrigada!

.subscrever feeds