.UM BLOG SOBRE SONETO CLÁSSICO

Da autoria de Maria João Brito de Sousa, sócia nº 88 da Associação Portuguesa de Poetas, Membro Efectivo da Academia Virtual Sala dos Poetas e Escritores - AVSPE -, Membro da Academia Virtual de Letras (AVL) e autora no Portal CEN, escrito num portátil gentilmente oferecido pelos seus leitores. ...porque os poemas nascem, alimentam-se, crescem, reproduzem-se e (por vezes...) não morrem.
Terça-feira, 24 de Novembro de 2009

UM PUNHADO DE SONHOS

 

Repara; eu sonho sonhos! Tu nem sonhas

Quantos mil sonhos há para sonhar!

Tenho asas, meu amor, sou de luar,

Aspiro a primaveras mais risonhas!

 

Se acaso me perder nas madrugadas,

Se este céu me fugir, se me esquecer

Das mil coisas que, então, quero fazer

Ao longo das manhãs imaculadas,

 

Terei talvez errado o meu caminho

Mas nunca aceitarei ter estado errada

No que tão loucamente procurei...

 

Percorri céu e mar buscando um ninho,

Semeei mil palavras sem ter nada

Senão estas mãos cheias do que dei!

 

Imagem retirada da internet

sinto-me :
publicado por poetaporkedeusker às 16:13
link do post | "poete" também! | favorito
|
17 comentários:
De a 24 de Novembro de 2009 às 16:30
Olá Mª João. Que lindo este sonhar. Que bom é saber que ainda temos tantos sonhos para sonhar. Não fora isso e a vida perderia todo o seu encanto.
Beijinhos
De poetaporkedeusker a 24 de Novembro de 2009 às 16:53
Olá, Fá! É uma verdade absoluta! :)
Como vai a pequenada? Eu já passo por aí!
Abraço GRANDE!
De Maria a 24 de Novembro de 2009 às 16:40
Ainda bem que (temos )tem tantos sonhos, por vezes é preciso sonhar-mos para continuarmos a viver.
Beijinho
De poetaporkedeusker a 24 de Novembro de 2009 às 16:54
É sempre, minha querida Maria! Mesmo que não tenhamos muita consciência disso, o sonho faz parte da nossa natureza!
Um grande abraço!
De ligeirinha a 24 de Novembro de 2009 às 17:25
olá poeta! gostei muito do "teu sonhar".e que medo faz sonhar....! Aparecem fantasmas que são gente.....Mas é de azul que a gente se veste.... beijinhos grandes!
De poetaporkedeusker a 24 de Novembro de 2009 às 17:44
Ai que eu hoje ainda fico presa cá dentro! :))
Eu nunca tenho medo de sonhar, sabes? Exceptuando um ou dois pesadelos daqueles mesmo inesquecíveis, há muitos anos atrás, tenho imensos sonhos, sempre muito agradáveis... bem, esta noite sonhei que o Sigmund estava com pulgas, imagina! :))) Tenho a ideia de ter passado muito tempo a "catá-las", sem perceber porque é que o Advantage não tinha funcionado... mas a esmagadora maioria é mesmo muito agradável!
Ai! Já saíram todinhos! Só cá está a funcionária da limpeza...
Beijinhos!
De António a 25 de Novembro de 2009 às 11:09
Eu já li todos os sonetos de florbela espanca e alguns tocam-me particularmente, mas os sonetos da Maria João... são melhores. E toda a gente sabe quem foi Florbela Espanca, e pouca gente sabe quem é a Maria João. Não é justo. Cada vez voa mais alto

Um fortíssimo abraço para si cheio de saúde

António
De poetaporkedeusker a 25 de Novembro de 2009 às 12:48
Meu querido amigo... agora é que me deixou mesmo corada... e engasgada! Enquanto estava a responder-lhe entrou pelo atelier dentro o Dr. Isaltino Morais, Presidente da CMO, e a Dra. Elizabete Oliveira, Vereadora do Pelouro da Cultura... e eu fiquei tão surpreendida que nem sequer me levantei! Mas olhe que foram muitas emoções num único minuto! Ainda estão por aqui, a conversar com a Dra. Sofia Costa, coordenadora do Centro Paroquial e eu continuo aqui, muito sentadinha, a responder-lhe... só consegui dizer: - Muito boa tarde...
Isto não deve ser uma reacção normal! Parece-me que estou um bocadinho em estado de choque... tudo está a acontecer em tempo real, enquanto lhe respondo e já nem sei o que lhe diga mais porque ainda não compreendi se fui muito mal educada ou não... bem, pelo menos sorri bastante! Ah, se eu soubesse como contribuir para a dinamização deste Centro! Parecem estar muito interessados no Atelier de Informática... seria muito bom se as pessoas de cá o utilizassem mais! Seria tão bom ter computadores mais funcionais, pôr esta gente toda a produzir em termos artisticos e a divulgar os seus trabalhos na blogosfera! Já tive esse sonhozinho, mas as minhas colegas da terceira idade não estão nada interessadas em computadores...
Vou tentar voltar à realidade, meu amigo! Se me compara à Florbela fico ainda mais "encavacada" :))
Um enorme abraço... agora nem sei como sair do atelier para ir almoçar... logo hoje que eu venho com uma camisola velhíssima e umas calças de treino compradas no Chinês por três euros! E as botas? As botas têm mais de dez anos de uso e reflectem bem a idade que têm! Parece que não consigo largar o teclado... ah, por favor! Invistam na dinamização deste Centro que me tem alimentado ao longo de tantos meses... mas nenhum dos dois está já aqui. Estão na sala de almoços e eu já estou atrasada. Estou a fazer asneira atrás de asneira... tenho mesmo de ir!
Outro abraço enorme!
De António a 25 de Novembro de 2009 às 13:58
Bem, miha amiga. Deve sentir-se realmente atrapalhada. Realmente, o Sr. Isaltino Morais tem sido solicitado pela comunicação social nos últimso momentos, não pelas melhores razões, mas enfim. Será verdade tudo o que dizem é puramente especulativo? Nós, comuns mortais parece que vivemos interditos à verdade. Mas se a tivessemos, que faríamos com ela? É um pouco como dai liberdade ao povo. Sim, mas o que fará o povo com liberdade? desculpe, minha amiga. Não a quis encavacada mas, digo-lhe sinceramente, e eu que já li muita poesia na vida, venho sempre espreitá-la por ser indiscutivelmente do melhor que já li em toda a minha vida. A Florbela é sem dúvida fantástica, mas a Maria João é mais. Só espero é que o meu elogia lhe dê ânimo para escolher outro para superá-lo em poesia. O talento, já o tem. A história incrível de vida, também. O que lhe falta então para ser reconhecida em vida? espero sinceramente que possam fazê-lo o mais depressa possível. Um grande abraço e cumprimentos ao Sr. Isaltino Morais por mim. Eh eh
De António a 25 de Novembro de 2009 às 14:00
Desculpe mas com a pressa mas nem tenho tempo de fazer uma errata. Perdoe-me pela indelicadeza
De poetaporkedeusker a 25 de Novembro de 2009 às 14:23
Porquê a errata? Não dei por erro nenhum! Acho que ainda estou meia palerma... :)
Não é nem nunca foi minimamente indelicado! Muito pelo contrário!
De poetaporkedeusker a 25 de Novembro de 2009 às 14:20
Olhe que eu continuo encavacada! :) Agora estou no CJO - Centro de Juventude - e só consegui aceder ao meu blog através da caixa postal... não sei porque é que não deu para entrar através do login dos blogs... acho que estou um bocadinho confusa! Não cheguei a cumprimentar o Presidente nem a Vereadora senão com um sorriso... o almoço estava uma delícia e acabei por deixar ligado o computador do atelier... daqui a pouco volto lá e ainda tento trabalhar um pouquinho antes de o desligar.
Ontem descobri dois poemas satíricos que fiz durante o fim de semana e de que me tinha esquecido completamente... achei-lhes imensa piada, mas não os vou publicar aqui, no Poeta. Ficam para o Montanhas pois são de rima livre... um deles, o "BREVÍSSIMO AUTO DOS INDIGNADOS" é em redondilha maior, alternando com decassílabo nas falas do narrador... olhe, meu amigo; não sei que verborreia é esta! Parece que não me consigo calar! Desculpe!
Um enorme abraço!
De António a 25 de Novembro de 2009 às 14:58
(risos) O que é se passa consigo, minha amiga? como desejava puder-lhe acompanhar neste diálogo. Falar consigo é sempre um prazer. Queria dizer-lhe que mesmo não deixando comentários no POETA, digo-lhe que venho lê-la, e, pela elevadíssima qualidade dos seus sonetos, não encontro palavras para descrever o que sinto. Enfim, torna-se bastante difícil escrever-lhe, trabalhando ao mesmo tempo. é como se estivesse em hora de ponta da minha alma, fando simultaneamente uma coisa que goste e outra que gosto menos.

Bem, um abraço enorme para si

António
De poetaporkedeusker a 25 de Novembro de 2009 às 15:06
Olhe que ainda não percebi lá muito bem o que se está a passar comigo hoje... deve ter sido da emoção de ser comparada à Florbela ao mesmo tempo que entravam na sala duas figuras insignes da minha terra. O que é certo é que fiquei meia palerma! :)) Sei bem o que é isso! Eu tenho alguma - muita! - dificuldade em mudar a "frequência de onda" ... :)) mesmo produzindo desta forma, encontro muitas vezes poemas meus dos quais me não recordava mesmo nada... acho que fiquei "avariada"! :)))
Abraço GDE!
De Mírtilo MR a 26 de Novembro de 2009 às 00:12
Poetaporkedeusker:

O seu sonho não foi nem será em vão, nem esteve errada quando arou com sua pena o branco papel e semeou suas mil palavras, poeticamente pletóricas e fecundadas por seu tão produtivo estro, germinando, em espigas de sensibilidade, arte e alegria anímica, tão retributiva seara de poesia, que a há-de alimentar até à eternidade.

Um abraço.
Mírtilo
De poetaporkedeusker a 26 de Novembro de 2009 às 12:27
Obrigada, meu amigo! Vocês deixam-me "encavacada" de vez em quando, mas é um "encavacamento" muito, muito agradável.
Um enorme abraço!

Poete também!

.Transparências de...

.pesquisar

 

.Em livro

   O lucro desta edição reverte
   totalmente a favor da Autora

.posts recentes

. O INGREDIENTE PRINCIPAL

. GLOSANDO MARIA DA ENCARNA...

. O CONVITE II

. GLOSANDO CHICO BUARQUE

. SE EU PUDESSE, NÃO PODIA

. A SEREIAZINHA

. CALEIDOSCÓPIO

.arquivos

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

.tags

. todas as tags

.favorito

. CONVERSANDO COM MARIA DA ...

. É a arte, solidão?

. SO(LAS)

. “A Linha de Cascais Está ...

. CANTIGA PARA QUEM SONHA -...

. Our story in 2 minutes

. «A TAUROMAQUIA É A ÚNICA ...

. Novidades a 13 de Dezembr...

. LIMPAR PORTUGAL

. Ler dos outros... (cróni...

.ARCA DE NOÉ

A Arca de Noé Vivapets distinguiu como Animal da Semana

.HORIZONTES DA POESIA


Visit HORIZONTES DA POESIA

.Autores Editora

.A AUTORA DESTE BLOG NÃO ACEITA, NEM ACEITARÁ NUNCA, O AO90

AO 90? Não, nem obrigada!

.subscrever feeds