.UM BLOG SOBRE SONETO CLÁSSICO

Da autoria de Maria João Brito de Sousa, sócia nº 88 da Associação Portuguesa de Poetas, Membro Efectivo da Academia Virtual Sala dos Poetas e Escritores - AVSPE -, Membro da Academia Virtual de Letras (AVL) e autora no Portal CEN, escrito num portátil gentilmente oferecido pelos seus leitores. ...porque os poemas nascem, alimentam-se, crescem, reproduzem-se e (por vezes...) não morrem.
Quarta-feira, 30 de Setembro de 2009

CONTA-ME..

Conta-me lá dessas segundas-feiras

Que te chamavam pelas madrugadas,

Dessas manhãs das horas empolgadas

A correr pela sala, entre carteiras.

 

Fala das coisas mais aventureiras,

Diz-me das aventuras mais magoadas.

Conta-me lá das provas copiadas

Pelas colegas que eram mais matreiras…

 

Conta-me do comboio à beira-mar,

Das corridas, dos livros, das sebentas,

Dos jogos do recreio, das conversas…

 

Conta-me do que já nem sei lembrar

Porque as horas ficaram muito lentas

E - custa-me dizê-lo… - mais adversas…

 

 

 

Imagem retirada da internet

 

REPORTAGEM ADIADA - A reportagem sobre a ida a Cuba da pequena Ana Carolina, foi adiada para o próximo dia 6, a seguir ao tele jornal da RTP. Vejam-na no programa 30 Minutos.

sinto-me :
publicado por poetaporkedeusker às 12:00
link do post | "poete" também! | favorito
|
19 comentários:
De Peter a 30 de Setembro de 2009 às 13:55
oi poetisa, buona sera. Sempre brava , sempre dolce , sempre activa....sempre avanti...salute e bacio.
De poetaporkedeusker a 30 de Setembro de 2009 às 14:28
Salute, Peter!
Vou mantendo a actividade intelectual para compensar a falta da dita em termos físicos... mas gostaria de poder juntar um pouco mais a s duas... :) dolce... acho que sempre fui um bocadinho... quando não estou numa daquelas marés de mau-feitio em que mais pareço um gato assanhado :)) brava... estupidamente brava! Quase suicida, mas sem saber lá muito bem o que fazer para que o entendam ;)
Acho que me adjectivou muito generosamente, amigo Peter... mas sabe bem!
Bacini!
De Peter a 30 de Setembro de 2009 às 15:45
só quero esclarecer que brava é boa, excelente, nesta lingua também latina...bacio e grazzie pela visita.
De poetaporkedeusker a 30 de Setembro de 2009 às 15:58
E eu pensei que fosse corajosa... está a ver esta desgraça? Mantenho os meus agradecimentos pela adjectivação! Estava mesmo a precisar dela!
Bacio!
De Peter a 30 de Setembro de 2009 às 19:25
também, claro...
De Mónica a 30 de Setembro de 2009 às 21:36
http://trupe.blogs.sapo.pt/

Ri-te, Cachopa!
:)
Beijinho

Espero que não te importes por me ter apoderado do teu soneto lol
De poetaporkedeusker a 1 de Outubro de 2009 às 11:04
Não me importo nada! Até fico toda contente! Bom... já vi que isto hoje está a prometer... o que andará o pessoal da Nuvem a magicar? :))
Até já!
De Simbologia do aMoR a 30 de Setembro de 2009 às 22:39
Olá amiga

Belo soneto de lembranças da juventude.
Como é bom relembrar os bons momentos.
E melhor ainda vivê-los com intensidade única, pois, os mesmo não voltam.

Abraço grande.
De poetaporkedeusker a 1 de Outubro de 2009 às 11:23
Olá, amiga! Acreditas que só sinto mesmo a falta da quantidade de coisas que eu conseguia fazer em pouco tempo? Acho que estou preparada para tudo menos para este desfasamento entre o que vou criando e a incapacidade de o pôr em prática... gasto tanto tempo a tomar o meu duche da manhã... antigamente tomava-o num instantinho e agora tudo se tornou muito mais lento. Mas sabe sempre tão bem recordar certos momentos! É tão bom podermos ir descobrindo como esta ou aquela situação contribuiram para enriquecer o nosso património espiritual! Os livros, as batas, as eternas sebentas que a mim não me duravam nem uma semana porque estava sempre, sempre a rabiscar :))) e os lápis! Lembraste do cheiro dos teus primeiros lápis?
É um daqueles cheiros que me não saem, mesmo, da memória!
Um grande abraço!
De M.Luísa Adães a 1 de Outubro de 2009 às 10:15

Lindo, fresco, belo, a transpirar juventude.

Tudo aí escreveste! Que bom, minha amiga, escrever assim, de forma tão simples e tão
difícil.

Adoro o teu voar por vários assuntos e
voltar sempre, ao teu lugar...

Com ternura,

Maria Luísa
De poetaporkedeusker a 1 de Outubro de 2009 às 11:31
Obrigada, amiga! São recordações muito, muito gratificantes de um tempo em que o tempo me sobrava... o que agora me vai custando mais, é a lentidão. Sinto-me sempre tão lenta... naquele tempo levava pouco mais de dois minutos a percorrer, em louca correria, o espaço que medeia entre o Liceu de Oeiras e a Estação dos comboios. Faziamos corridas, inventávamos títulos... eu era uma das que corriam mais, mas não tinha muita resistência para as corridas de fundo. Aquele percurso Liceu/comboio era sempre um passeio maravilhoso ou uma corrida ganha. E o que eu adorava aquelas viagens de comboio! Ia sempre, sempre, de cabeça de fora da janela, os olhos postos no estuário do Tejo, a atenção concentrada em cada pormenor da paisagem. Foram muitos anos nisto e nunca me cansei daquelas viagens...
Um grande abraço!
De M.Luísa Adães a 1 de Outubro de 2009 às 12:25
Obrigada por responderes. acertei ao dizer

que tudo fala da juventude.

hoje sinto-me nostálgica, sem vontade de escrever, mas sa possível, vai ao m/ blogs e
só comentas se quiseres. Para a próxima
talvez saia melhor.

beijos,

Maria luísa
De poetaporkedeusker a 1 de Outubro de 2009 às 12:33
Venho agorinha mesmo do Prosa-poética! Vou tentar voltar depois do almoço, mas é dia de festa e eu não sei se vou conseguir...
Um grande abraço! Já lá deveria estar!
De PalavraPuxaPalavra a 6 de Outubro de 2009 às 22:02
Gosto muito dos seus trabalhos, penso que são muito bem pensados, mas ao mesmo tempo livre e espontaneos... Gostaria que desse um saltinho ao meu blog e, apesar de não ter grandes trabalhos poético recentes, me desse opinião de outros que para lá vão estando, espalhados... Valorizava muito uma opinião de um a"pro" no assunto. ;)
PPP
De poetaporkedeusker a 7 de Outubro de 2009 às 11:28
Olá PPP! Obrigada por valorizar os meus trabalhos. Tem razão; são muitíssimo espontâneos. Tão espontâneos que, por vezes, me deixam um bocadinho "encravada"... mas garanto que, tirando aqueles Alexandrinos que, afinal, não são Alexandrinos, obedecem às mais rigorosas técnicas formais do soneto clássico. Agora como foi que eu consegui automatizar isto tudo, é que não sei lá muito bem... mas automatizei mesmo.
Já aí vou.
Abraço!
De PalavraPuxaPalavra a 7 de Outubro de 2009 às 20:48
Eu confesso que para mim poesia é encarar as palavras com os sentimentos e molda-los todos juntos como queremos. Livre. Repentina. Ainda assim, gosto de ler e ouvir todo o tipo, e dou muito valor às pessoas que conseguem escrever segundo essas regas..
Parabéns, PPP
De poetaporkedeusker a 8 de Outubro de 2009 às 12:29
Mas tu acreditas que os meus sonetos também são assim, livres e repentinos? Palavra que são! Mas também tenho um blog onde vou deixando a poesia contemporânea, completamente livre de méticas, rimas e com verso desarticulado. Se quiseres passar por lá, deixo-te aqui o link http://liberdadespoeticas.blogs.sapo.pt/
Mas eu não tenho tanta facilidade em fazer um poema livre quanto tenho em fazer um soneto em decassílabo heróico, por estranho que possa parecer. Sonetos nascem-me assim, aos molhos, como o alecrim :)) Faço-os por tudo e por nada e os outros só vêm de quando em quando e, habitualmente, debaixo de emoções mais intensas.
Bjo!
De PalavraPuxaPalavra a 8 de Outubro de 2009 às 15:09
Não a censuro. Ainda bem. No final, o que interessa é deitar cá para fora o que fica cá arrumado e adormecido. Cá voltarei
;)
PPP
De poetaporkedeusker a 8 de Outubro de 2009 às 15:50
Abraço, PPP! :)

Poete também!

.Transparências de...

.pesquisar

 

.Em livro

   O lucro desta edição reverte
   totalmente a favor da Autora

.posts recentes

. SÁBADO, DOMINGO, SEGUNDA ...

. MEMÓRIA(S) DO NÁUFRAGO-PE...

. RUAS

. A PAUTA INVISÍVEL

. GLOSANDO A POETISA MARIA...

. DIÁLOGOS ENTRE MÃE E FILH...

. SETEMBRO(S)

.arquivos

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

.tags

. todas as tags

.favorito

. CONVERSANDO COM MARIA DA ...

. É a arte, solidão?

. SO(LAS)

. “A Linha de Cascais Está ...

. CANTIGA PARA QUEM SONHA -...

. Our story in 2 minutes

. «A TAUROMAQUIA É A ÚNICA ...

. Novidades a 13 de Dezembr...

. LIMPAR PORTUGAL

. Ler dos outros... (cróni...

.ARCA DE NOÉ

A Arca de Noé Vivapets distinguiu como Animal da Semana

.HORIZONTES DA POESIA


Visit HORIZONTES DA POESIA

.Autores Editora

.A AUTORA DESTE BLOG NÃO ACEITA, NEM ACEITARÁ NUNCA, O AO90

AO 90? Não, nem obrigada!

.subscrever feeds