.UM BLOG SOBRE SONETO CLÁSSICO

Da autoria de Maria João Brito de Sousa, sócia nº 88 da Associação Portuguesa de Poetas, Membro Efectivo da Academia Virtual Sala dos Poetas e Escritores - AVSPE -, Membro da Academia Virtual de Letras (AVL) e autora no Portal CEN, escrito num portátil gentilmente oferecido pelos seus leitores. ...porque os poemas nascem, alimentam-se, crescem, reproduzem-se e (por vezes...) não morrem.
Quarta-feira, 23 de Setembro de 2009

A APOLOGIA DA VITÓRIA

 

 

Amigo, eu nem sei bem o que te devo,

Se te devo, sequer, seja o que for…

Sei que paguei em bagas de suor

Cada alheia palavra que aqui escrevo.

 

Não sei se é nas palavras que me elevo

Ou se nem delas eu posso dispor…

Deixei p`ra outra as asas de condor,

As charnecas em flor, o doce enlevo…

 

As minhas são de pomba ou de albatroz,

Urbanas ou marítimas, modestas…

Breves voos os seus, sem estro ou glória.

 

Trago, no sangue, heranças dos avós

E, ao rir-me nestas horas mais funestas,

Recrio a apologia da vitória…

 

 

 Vitória de Samotrácia - Imagem retirada da internet

 

 NOTÍCIAS - Proponho-vos uma visitinha ao http://trapezio.blogs.sapo.pt/95406.html

 

Nada como saber, em primeira mão, directamente do recém encerrado Bar da Nuvem, as últimas novidades sobre a "Gripá" ou sobre a "ASAI"...

sinto-me :
publicado por poetaporkedeusker às 15:01
link do post | "poete" também! | favorito
|
20 comentários:
De a 23 de Setembro de 2009 às 16:04
Lindo Poeta... Nós sim, seremos seus eternos devedores e queremos essas asinhas sempre prontas a voar, sejam elas de pomba ou de condor.
Beijinhos
De poetaporkedeusker a 23 de Setembro de 2009 às 16:35
:)) Obrigada, Fá! Farei os possíveis para mantê-las, mesmo sendo modestas... e o que seria dos poemas se ninguém os lesse? Tudo isto é um trabalho de equipa!
Um grande abraço!
De cateespero a 23 de Setembro de 2009 às 17:49
Olá M. João!
Por cá a fazer uma visitinha! Aproveito e repouso meus olhos nos seus belos poemas. Saúde! Abraço grande. António
De poetaporkedeusker a 24 de Setembro de 2009 às 11:59
Muito obrigada, meu amigo António!Fico feliz por tê-lo a repousar os olhos nos meus sonetos!
Um grande abraço.
De Mírtilo MR a 23 de Setembro de 2009 às 22:52
Poetaporkedeusker:

Maravilhoso soneto, sim, senhora, aliás como sempre, ainda que, como é normal, um possa ser melhor que outro ...
Soneto em torno dessa clássica obra-prima que é a estátua «Vitória de Samotrácia», mas falando de si, tendo-a como protagonista, identificando-a parcialmente com tal «Vitória», ainda que se diga sem estro ou glória, asas lhe atribuindo (o soneto), admitindo-as até como marítimas e mais se aproximando da «Vitória» (que também foi marítima), finalmente recriando a apologia da vitória («Vitória») ...
Soneto de boa configuração e estro clássicos. As suas asas são realmente gloriosas. Os meus sinceríssimos parabéns.

Um abraço.
Mírtilo



De poetaporkedeusker a 24 de Setembro de 2009 às 12:16
Obrigada, Poeta Myrtillo. Eu, por vezes, "transporto-me", identifico-me com as aves, mas serei sempre uma ave modesta... uma gaivota do estuário do Tejo, um pombo urbano, um pardalito ou um melro do meu bairro. Tenho uma extrema admiração por essas aves que convivem com o nosso dia a dia e nos vão conseguindo sobreviver.
A Vitória de Samotrácia, que acompanhou a minha infãncia enquanto pequena reprodução, é de uma beleza extrema. Apenas posso admirá-la, nunca poderia alcançá-la em termos de perfeição.
Um grande abraço!
De M.Luísa Adães a 24 de Setembro de 2009 às 10:57
Mª. João

E a Vitória de Samotrácia no cimo das escadas do Louvre, numa quilha de um barco,
de asas abertas, prontas a voar.

Me trouxe lembranças de Paris, onde fiquei
mesmo em frente do Louvre e no fundo da
rua a "Opera" passando por Victor hugo.

Passou uns tempos e lembro, como se fosse
neste instante.

Beijos,

Maria Luísa
De poetaporkedeusker a 24 de Setembro de 2009 às 12:23
Paris é uma cidade lindíssima, amiga. Nunca lá estive - nunca saí deste meu cantinho... - , mas chegou-me sempre através de livros, de fotografias, de "slides", das narrativas do meu avô e de amigos, das biografias de grandes pintores, etc. Tenho uma costela parisiense, sabes? O meu bisavô, Mestre José de Brito, teve uma bolsa de D. Fernando e foi estudar pintura para essa magnífica cidade. Foi lá que encontrou a minha bisavó, Isabelle Ruffier Toufrelloz, de Brito por casamento. Ele teve um quadro no Louvre durante muitos anos; "Les Martyrs du Fanatisme". Penso que agora está cá, no Museu do Chiado, mas ainda não fui vê-la, no seu original.
Abraço grande!
De M.Luísa Adães a 24 de Setembro de 2009 às 13:30
Paris é a Luz das letras e das Artes; incontestável, mas eu já disse, preferir a imponência majestosa de londres, de toda a
Inglaterra.

Dei a volta ao mundo
Não dei a volta à vida!...

Quantos caminhos percorridos, quantos...

M^. Luísa
De poetaporkedeusker a 24 de Setembro de 2009 às 14:54
Entendo, amiga. Até eu, que nunca saí deste "jardim à beira mar plantado", sinto ter percorrido caminhos infindáveis, tanto em termos de espaço quanto de tempo.
Abraço!
De M.Luísa Adães a 24 de Setembro de 2009 às 11:00
Mª. João

Desculpa, olhei a "Vitória" e revivi...

esqueci de dizer :)

"Recrio a apologia da vitória..."

Belo o teu soneto!

Maria luísa
De poetaporkedeusker a 24 de Setembro de 2009 às 12:24
Entendi que tinhas gostado, amiga! Fez-te reviver momentos de beleza...
Obrigada!
De M.Luísa Adães a 24 de Setembro de 2009 às 13:23
Sim, momentos de grande beleza, pisando a
calçada de poetas, artistas de todos os géneros e da sua vivência tão mal reconhecida.

Gosto mais da imponência de Londres, da
língua e de tudo. Fui muito masis vezes a londres, do que a Paris e aos poucos, tenho dado a volta ao mundo de que tanto falo e
escrevo.

beijos,

Mª. Luísa
De poetaporkedeusker a 24 de Setembro de 2009 às 14:52
Bom... devo confessar que, embora em minha casa se falasse muito o Francês, o Inglês foi muito mais sentido como a minha segunda língua. Sempre gostei da língua inglesa, da sua sonoridade, da sua musicalidade. Provavelmente teremos ambas uma maior identificação com a língua e os hábitos ingleses.
Se eu deixar de responder, de repente, é porque está a começar a palestra, não me leves a mal. Vou tentar responder até ela começar!
Um grande abraço!
De M.Luísa Adães a 24 de Setembro de 2009 às 18:14
Eu estudei muito mais Inglês do que a língua francesa.
Adoro séries da BBC e gosto de Londres e arredores.

Conheço razoável, a Inglaterra e Escócia.

Já falei e escrevi muito bem inglês, mas a minha perda de audição nos sons agudos (traumatismo sonoro), deixou-me, bastante deminuída no entender quando se fala.

Daí me dedicar ao escrever! Tenho uma
audição doente - sou "deficiente auditiva".

É assim, Mª. João, todos temos os nossos
traumas.
No mundo virtual, sou normal!

Maria Luísa
De poetaporkedeusker a 25 de Setembro de 2009 às 10:50
Sabes que eu também sinto isso? No mundo virtual existem muito menos limitações! Embora, de vez em quando, até para chegar até ao CJO eu tenha de fazer um sacrifício tremendo, depois de cá estar, sentada, as dores parecem diminuir de intensidade... até o facto de o meu subsídio não ter ainda chegado me parece menos importante... embora eu hoje tenha mesmo de voltar a casa dentro de minutos, para ver se o vale já chegou. Se não tiver chegado, não poderei ir ao hospital, à consulta que estava marcada há cinco meses. Paciência. A minha vida, ultimamente, tem sido um amontoado destas pequenas dessincronizações...
Abraço grande!

Poete também!

.Transparências de...

.pesquisar

 

.Em livro

   O lucro desta edição reverte
   totalmente a favor da Autora

.posts recentes

. NATAIS DOS TEMPOS IDOS...

. CONVERSANDO COM MARIA DA ...

. GLOSANDO MARIA DA ENCARNA...

. CONVERSANDO COM O POETA A...

. CHUVA

. CONVERSANDO COM JOSÉ SARA...

. A ARCA DE FERRO

.arquivos

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

.tags

. todas as tags

.favorito

. CONVERSANDO COM MARIA DA ...

. É a arte, solidão?

. SO(LAS)

. “A Linha de Cascais Está ...

. CANTIGA PARA QUEM SONHA -...

. Our story in 2 minutes

. «A TAUROMAQUIA É A ÚNICA ...

. Novidades a 13 de Dezembr...

. LIMPAR PORTUGAL

. Ler dos outros... (cróni...

.ARCA DE NOÉ

A Arca de Noé Vivapets distinguiu como Animal da Semana

.HORIZONTES DA POESIA


Visit HORIZONTES DA POESIA

.Autores Editora

.A AUTORA DESTE BLOG NÃO ACEITA, NEM ACEITARÁ NUNCA, O AO90

AO 90? Não, nem obrigada!

.subscrever feeds