.UM BLOG SOBRE SONETO CLÁSSICO

Da autoria de Maria João Brito de Sousa, sócia nº 88 da Associação Portuguesa de Poetas, Membro Efectivo da Academia Virtual Sala dos Poetas e Escritores - AVSPE -, Membro da Academia Virtual de Letras (AVL) e autora no Portal CEN, escrito num portátil gentilmente oferecido pelos seus leitores. ...porque os poemas nascem, alimentam-se, crescem, reproduzem-se e (por vezes...) não morrem.
Quarta-feira, 16 de Setembro de 2009

HÁ POMBAS NO CÉU

 

Voam no céu, ebúrneas ou cinzentas,

As pombas do pombal do bairro inteiro…

Quero ver qual irá chegar primeiro

Depois daquelas longas voltas lentas.

Continuam voando e tu lamentas…

Dizes: - Não há paciência nem dinheiro

Que cheguem p`ra limpar tanto chiqueiro!

Depois tentas mudar-me. Tentas, tentas…

Recuso o bairro asséptico, sem vida,

Que tens para of`recer-me se, tão só,

Aceitasse essas regras que me impões…

Há pombas neste céu. Fico rendida

Olhando o bando alado e tenho dó

De ti, das tuas pobres decisões…

 

 

 

Maria João Brito de Sousa

 

 

Às pombas das Palmeiras


 

Imagem retirada da internet

sinto-me :
publicado por poetaporkedeusker às 11:24
link do post | "poete" também! | favorito
|
27 comentários:
De Fisga a 16 de Setembro de 2009 às 12:35
Olá amiga João. Como é bonito saber-te tão amiga dos indefesos animais. Tu tens uma sensibilidade impar, de complacência e de conivência, para com esses pobres seres aparentemente tão livres e realmente tão dependentes dos corações cheios de amor por eles como o teu. Também tu com essa tua maneira de ser pareces uma pomba. E és uma pomba, apenas muito especial. Abraço Eduardo.
De poetaporkedeusker a 16 de Setembro de 2009 às 14:16
Caramba! Obrigada por me chamares pomba, amigo! Até fiquei corada!
Um grande abraço para ti!
De Fisga a 16 de Setembro de 2009 às 18:08
Olá amiga João. É tal como dizes, essa rapariga é uma mulher furacão, chega a tudo e a todos, É como o piolho na costura, mas no bom sentido claro, ela que me desculpe, que não é uma crítica é isso sim um carinho. Obrigado amiga por vires. Um abraço. Eduardo.

De poetaporkedeusker a 17 de Setembro de 2009 às 11:45
:) Um abraço também para ti, Eduardo.
De M.Luísa Adães a 16 de Setembro de 2009 às 17:31
Mª. João

Lindo poema!

Beijos e as melhoras.

Maria Luísa
De poetaporkedeusker a 17 de Setembro de 2009 às 11:47
Obrigada, amiga. Um grande abraço para ti.
De linhaseletras a 16 de Setembro de 2009 às 22:42
Olá Maria João , que bonito soneto, e fez-me lembrar o dia em que fomos tomar café e estavam aqueles pombos todos a comer naquela varanda em frente. Um grande abraço.
De poetaporkedeusker a 17 de Setembro de 2009 às 11:52
:) Pois! Ainda se lembra! Esta imagem não é minha... encontrei-a na net. Aqui, no CJO, não consigo usar as minhas fotos do Sapo... é pena, mas aparece-me sempre um programa que bloqueia tudo, o Websense. Ontem um dos jovens funcionários ficou de transmitir o problema ao controle informático. Pode ser que ainda se resolva...
Um grande abraço!
De maripossa a 16 de Setembro de 2009 às 22:45
Maria João. Gostei de aqui vir e ler sobre os pombos, sabe eu adoro tudo que me relacione com animais, quando era pequena o meu tio tinha um pombal, eu soltava as pombas não gostava de as ver presas, ainda hoje lhe dou de comer, não falha, gostei muito.
Beijinhos. Lisa
De poetaporkedeusker a 17 de Setembro de 2009 às 11:57
Olá Maripossa! :) É sempre bom, muito bom, encontrarmos quem também entenda que os pombos são seres vivos que sentem e sofrem como nós! Obrigada! Eu ainda hoje tenho três em casa. São sobreviventes de um envenenamento por trigo-roxo. Todos os que voavam foram soltos, mas aqueles três, coitados, não voam mesmo :(
Um grande abraço!
De Simbologia do aMoR a 17 de Setembro de 2009 às 01:47
Olá Maria

Lindos teus sonetos e estes das pombas no céu é maravilhoso.
Também no ceu da minha cidade há muitos pombos, e há quem os assusta com pombas para que não façam sujeiras sobre os veículos.
Dizem que a quantidade de pombos aqui é exagerado e que tem causado problemas respiratórios em pessoas que residem próximos de onde elas ficam. O planeta está tão descompensado que muitos ainda não se deram conta que os animais não tem culpa da quantidade de sua espécie e não tem a mínima consciência que a culpa é do pr+oprio homem.
É sempre bom ver quem os defenda e aqui temos nossos defensores também, fazem valer a lei de proteção as aves. É pena que o mesmo não são para os cães. Há muitos abandonados, tal qual como o gato vadio o qual você expressa no teu soneto.
Quando será que esta consciência humana vai dar conta disso?

Grande abraço e melhoras.
De poetaporkedeusker a 17 de Setembro de 2009 às 12:10
Ah, amiga... é isso mesmo. Nós descompensamos tudo, somos tão consumistas... é possível que os pombos se concentrem demasiado sobre certas vilas e cidades. Nesses casos, até estaria de acordo com a corrente que defende a alimentação acrescida de medicação anticoncepcional. Parece funcionar bem e não é cruel como certas coisas a que tenho assistido. Já vi pessoas a darem trigo-roxo (veneno) aos pombos, já vi uma pessoa tentar queimá-los com água a ferver... e no entanto sempre os utilizámos enquanto símbolos de paz e beleza.
Mas eles são animais inteligentes! Eu tenho três em casa e todos são diferentes. Uns são mais meigos, outros mais ariscos... é engraçado! Cada um deles tem a sua personalidadezinha muito bem definida!
Um grande abraço para ti, amiga!
De Simbologia do aMoR a 19 de Setembro de 2009 às 21:46
As pessoas que são capazes de fazer estas atrocidades... será que são pessoas?
E nem animais, porque eles sim, os animais sabem de tudo!
Também tenho 3 animais (cães) e realmente todos diferentes um do outro e sabem dar lição de vida para os humanos.

Abraço.
De poetaporkedeusker a 21 de Setembro de 2009 às 11:08
Aquele teu cãozinho que é cardíaco, está melhor? O meu tem tossido bastante (tosse cardíaca), mas está gordinho e alegre, embora seja já muito velhinho. O Sigmund, o maior dos gatos, também tem andado meio tristonho, mas vai comendo bem. Este ano morreram três das minhas amigas: a Lupa, a E.T. e a Minerva. Não sei como iria aguentar a morte de mais outro... mas a verdade é que todos, com excepção do Spirit, são muito velhotes e já vão tendo as maleitas próprias da idade avançada.
Abraço grande!
De Simbologia do aMoR a 23 de Setembro de 2009 às 03:48
OI

Sim, aquele meu cão idoso de 17 anos. Continua com a tosse, acredito que seja mesma tose cardíaca. Ele tem sopro nível 6, o último nível da doença. Está bem, mas deixar-nos a qualquer momento, mas ainda come e anda, apesar com alguma dificuldade pela idade que tem.
A dor é imensa quando perdemos uma criatura que amamos.

Abraço.
De poetaporkedeusker a 23 de Setembro de 2009 às 14:43
Pois, o meu Kico também tem esse nível de sopro cardíaco e, ultimamente, tem tossido imenso. Não estou muito assustada porque ele parece estar muito feliz e come lindamente, mas custa-nos sempre vê-los constantemente a tossir.
Não queiras saber a dor imensa que senti quando me morreu a Lupa. E, logo a seguir, a E.T. e a Minerva... parece que nos arrancam um pedaço do coração!
De Simbologia do aMoR a 25 de Setembro de 2009 às 03:04
Lembro perfeitamente como ficou quando isto aconteceu. Naquela ocasião já a visitava e percebia o quanto sofria.
Sofremos junto com eles.

Ps. Não se incomode em estar respondendo meus comentários, sei de suas limitações.

Abraço
De poetaporkedeusker a 25 de Setembro de 2009 às 10:57
Pois foi! E a pobre da Lupa acabou por morrer... depois, logo a seguir, foi a E.T. e depois a Minerva. Foi tremendamente duro...
mas o Kico lá se tem aguentado e o teu também, pelos vistos! São cães sobreviventes!
Sempre que eu possa vir até aqui, responderei a todos os comentários, amiga. Dentro de momentos terei de sair pois ainda não sei se o meu subsídio vai chegar a tempo de eu ir hoje à consulta no hospital. Terei de ir verificar se já chegou e, caso tenha chegado, terei de ir aos CTT levantá-lo e depois seguir para o hospital.
Abraço grande!
De Simbologia do aMoR a 17 de Setembro de 2009 às 02:13
*Correção!
Quis dizer: Há quem as assusta com as .

Desculpe o erro.
De poetaporkedeusker a 17 de Setembro de 2009 às 12:11
Deixa, amiga. Se fosse só assustar... o pior é que têm atitudes muito mais desumanas!
De Simbologia do aMoR a 17 de Setembro de 2009 às 02:16
Este sapo está louco!?
Coloquei a correção e não apareceu.
Completando:
...as bombas.
De poetaporkedeusker a 17 de Setembro de 2009 às 12:15
14 aninhos! Ainda é um adolescente e, de vez em quando, faz as suas partidinhas... mas agora até tem andado muito ajuízadinho :))
Eu agora vou ter de sair para o almoço no C. Paroquial, mas volto depois. Deixo a marcação para um dos computadores pois, à tarde, este gabinete é muito concorrido. Há muitos jovens a utilizá-lo.
Até já!
De poetaporkedeusker a 17 de Setembro de 2009 às 14:56
Olha, amiga, fui ao teu blog e tentei comentar, mas não sei se ficou alguma coisa escrita... se der para aumentar o contraste da letra sobre o fundo, será o ideal.
Em relação a mim, não sei se conseguirei ficar por muito tempo, esta tarde. Uma das senhoras do Centro Paroquial pediu-me para não sair já... vou ter de ir ao CJO desmarcar a minha tarde de hoje... e ainda nem fui à caixa do correio!
Abraço!
De Simbologia do aMoR a 19 de Setembro de 2009 às 21:41
Oi Maria

Sim, o comentário apareceu.
Só quando eu escrevo não aparece a letra, vou tentar mudar, tenho dificuldades de lidar com isto e tempo me falta. Estou trabalhando muito e o sábado que era folga, estamos com reposição de carga horária por causa da pausa devido a gripe A. Tivemos umas férias forçadas e agora temos de cumprir uma jornada maior.
Assim que tiver mais tempo estarei comentando e lendo teus sonetos.

Um abraço.
De poetaporkedeusker a 21 de Setembro de 2009 às 11:13
Eu sei que não é fácil, mas já estive no teu blog e verifiquei que a cor das letras estava excelente. Também eu, ainda por cima agora, com a hepatite medicamentosa auto-imune, tenho dificuldade em manter os blogs em ordem... vou dando prioridade ao poetaporkedeusker, que é o primeiro e o principal... os outros vão tendo uma postagem muito irregular e ocasional.
Abraço grande!
De Simbologia do aMoR a 23 de Setembro de 2009 às 03:54
POis foi bom ter falado para mim, pois pensava que isto aparecia só quando eu escrevia e não outra pessoa.
Peço desculpas de não visitar outros blogs. Como sabe, estou proibida de navegar na net, mas não consigo. Sigo instruções médicas, mas não tanto assim.
Também estou com tempo curto, pois estou cuidando mais das coisas terrenas, porque no espaço minha amiga, acho que estive por muito tempo, vivendo uma ilusão sem perceber que era assim. Vivi tanto o que escrevi que pensei que a morte era certa.
Ainda bem que voltei do espaço, agora pé no chão, quero estar firme e forte, porque ainda estou enfraquecida com a crise que tive, a qual tento entender coisas reais e irreais, mas não tenho a resposta.
Melhoras amiga.

Abraço.
De poetaporkedeusker a 23 de Setembro de 2009 às 14:39
Minha querida amiga, fico feliz por saber que estás melhor e firme no teu sonho. Essas desobediênciazinhas, desde que sejam pequeninas, também não matam ninguém e até faz bem virmos dar uma espreitadela aos amigos. Mas não vás, demasiado, contra as ordens dos médicos. Vai fazendo pouquinho de cada vez e verás que não te faz mal.
Espero que continues em paz e que te vás sentindo cada vez mais forte e segura!
Quanto às visitas, amiga, eu acho que também estou a ser muito indelicada. Quase não visito ninguém e, quando o faço, é de corrida, não dá para ler muita coisa... mas temos de aprender a viver com algumas das nossas limitações e esperamos que os nossos amigos possam entendê-lo e não levar a mal.
Um grande, grande abraço! Que tudo corra tão bwem contigo como o desejo para mim mesma.

Poete também!

.Transparências de...

.pesquisar

 

.Em livro

   O lucro desta edição reverte
   totalmente a favor da Autora

.posts recentes

. INFORMAÇÃO A TODOS OS AMI...

. SONETO A PRETO E BRANCO

. GLOSANDO A POETISA MARIA...

. O VIGÉSIMO SEXTO DIA

. SÁBADO, DOMINGO, SEGUNDA ...

. MEMÓRIA(S) DO NÁUFRAGO-PE...

. RUAS

.arquivos

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

.tags

. todas as tags

.favorito

. CONVERSANDO COM MARIA DA ...

. É a arte, solidão?

. SO(LAS)

. “A Linha de Cascais Está ...

. CANTIGA PARA QUEM SONHA -...

. Our story in 2 minutes

. «A TAUROMAQUIA É A ÚNICA ...

. Novidades a 13 de Dezembr...

. LIMPAR PORTUGAL

. Ler dos outros... (cróni...

.ARCA DE NOÉ

A Arca de Noé Vivapets distinguiu como Animal da Semana

.HORIZONTES DA POESIA


Visit HORIZONTES DA POESIA

.Autores Editora

.A AUTORA DESTE BLOG NÃO ACEITA, NEM ACEITARÁ NUNCA, O AO90

AO 90? Não, nem obrigada!

.subscrever feeds