.UM BLOG SOBRE SONETO CLÁSSICO

Da autoria de Maria João Brito de Sousa, sócia nº 88 da Associação Portuguesa de Poetas, Membro Efectivo da Academia Virtual Sala dos Poetas e Escritores - AVSPE -, Membro da Academia Virtual de Letras (AVL) e autora no Portal CEN, escrito num portátil gentilmente oferecido pelos seus leitores. ...porque os poemas nascem, alimentam-se, crescem, reproduzem-se e (por vezes...) não morrem.
Segunda-feira, 14 de Setembro de 2009

GAIVOTAS NA PRAIA

Gaivotas numa praia, quais sereias.

Criaturas de Deus na Criação…

Olhar uma gaivota é condição

De vislumbrar, do mundo, as panaceias.

 

Deixai-as passear sobre as areias!

Deixai-as ser assim, tal como são,

Pois têm, como nós, uma função

Nesta poalha cósmica de ideias!

 

Equilibra-se o mundo de tal forma

Tudo está de tal forma interligado

Que cada passo em falso pode ser

 

A gota de água a mais que tudo entorna…

Há gaivotas na praia… um mundo alado

Em vias de acabar, de se perder…

 

 

sinto-me :
publicado por poetaporkedeusker às 11:36
link do post | "poete" também! | favorito
|
9 comentários:
De Fisga a 14 de Setembro de 2009 às 18:06
Olá amiga João. Pois é amiga. As coisas são mesmo assim. Parece que é o destino a fazer-se cumprir, mas não é, é sim a ganância humana a anunciar um triste fim, que infelizmente começa sempre pelo ponto mais fraco, hoje pelas gaivotas, e amanhã será por nós. Belo poema, como só tu sabes fazer tão bem. Parabéns. E um abraço. Eduardo.
De poetaporkedeusker a 15 de Setembro de 2009 às 11:29
Obrigada, amigo. Sabes, no dia em que estive no Hospital de Dia, vi uma notícia, na televisão, sobre o problema com os excrementos das gaivotas e conhecendo como conheço o ser humano, tive logo a sensação de que, muito em breve, as gaivotas viriam a ser alvo de nova "caça às bruxas". Parece que nunca mais aprendemos a conviver com as outras espécies... nem sequer com a nossa própria espécie...
Um grande abraço para ti. Vou ver se hoje te consigo fazer uma visitinha!
De Fisga a 16 de Setembro de 2009 às 18:13
Olá amiga João. Pobrezinhas das gaivotas, se elas soubessem que antes de aprendermos a conviver com elas, temos de aprender a conviver com nós próprios, até desapareciam logo todas em busca de um porto seguro. Abraço. Eduardo.
De poetaporkedeusker a 18 de Setembro de 2009 às 14:22
É bem verdade, amigo. Temos de aprender a viver de forma mais justa e equilibrada com tudo o que nos rodeia. Ainda não aprendemos a ser portos seguros nem para nós mesmos...
Abraço!
De Peter a 14 de Setembro de 2009 às 21:18
oi poetisa militante !! cá de longe , uma saudação efusiva , sinto que está melhor e vejo que está em forma. Um bacio.
De poetaporkedeusker a 15 de Setembro de 2009 às 11:38
Estou em forma poética, sem dúvida, meu amigo Peter. A forma física é que está muito em baixo, mas há-de melhorar! Ainda por cima constipei-me durante a noite passada. Não se assuste. Não tem as características da famigerada "A". É apenas uma constipação daquelas aborrecidas, sobretudo para quem ainda está com uma hepatite... também não se contagia esta hepatite. É auto-imune e medicamentosa. :) É melhor eu já nem falar mais das minhas maleitas :)) estou mesmo feita num oito!
Abraço grande!
De Peter a 15 de Setembro de 2009 às 12:48
A forma fisica, pouco a pouco, vai ao sítio. Rápidas melhoras .Bacio.
De linhaseletras a 15 de Setembro de 2009 às 00:08
Que belo soneto, e que bela imagem.
Areia mar e gaivotas, será que essa imagem algum dia vai desaparecer, espero que não para o nosso bem e para o bem desses animais tão bonitos, e que não fazem mal a ninguém
Um grande abraço
De poetaporkedeusker a 15 de Setembro de 2009 às 11:49
Olá, minha amiga. Receio bem que estas novas notícias sobre "o perigo dos excrementos de gaivota" venha a ditar a sentença de morte à maioria destas belíssimas aves. Quando olho as rochas nas praias que frequentava quando era pequenina e que então fervilhavam de vida e beleza, vejo-as, agora, secas, castanhas, sem vida. Eu não quereria viver num planeta asséptico e sem vida... e quem poderia viver assim? Nunca é demais avisar o ser humano de que a sua sobrevivência não depende só do conforto de alguns. Continuamos a errar, a consumir o que é nosso e o que não é nosso...
Um grande abraço!

Poete também!

.Transparências de...

.pesquisar

 

.Em livro

   O lucro desta edição reverte
   totalmente a favor da Autora

.posts recentes

. A SEREIAZINHA

. CALEIDOSCÓPIO

. DEPOIS DA MARÉ-CHEIA...

. UM MOSQUITO NO COPO DO LE...

. UM MOSQUITO NO COPO DO LE...

. RUGA A RUGA

. GLOSANDO ALBERTINO GALVÃO...

.arquivos

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

.tags

. todas as tags

.favorito

. CONVERSANDO COM MARIA DA ...

. É a arte, solidão?

. SO(LAS)

. “A Linha de Cascais Está ...

. CANTIGA PARA QUEM SONHA -...

. Our story in 2 minutes

. «A TAUROMAQUIA É A ÚNICA ...

. Novidades a 13 de Dezembr...

. LIMPAR PORTUGAL

. Ler dos outros... (cróni...

.ARCA DE NOÉ

A Arca de Noé Vivapets distinguiu como Animal da Semana

.HORIZONTES DA POESIA


Visit HORIZONTES DA POESIA

.Autores Editora

.A AUTORA DESTE BLOG NÃO ACEITA, NEM ACEITARÁ NUNCA, O AO90

AO 90? Não, nem obrigada!

.subscrever feeds