.UM BLOG SOBRE SONETO CLÁSSICO

Da autoria de Maria João Brito de Sousa, sócia nº 88 da Associação Portuguesa de Poetas, Membro Efectivo da Academia Virtual Sala dos Poetas e Escritores - AVSPE -, Membro da Academia Virtual de Letras (AVL) e autora no Portal CEN, escrito num portátil gentilmente oferecido pelos seus leitores. ...porque os poemas nascem, alimentam-se, crescem, reproduzem-se e (por vezes...) não morrem.
Terça-feira, 8 de Setembro de 2009

PRENÚNCIOS DE OUTONO

 

Veio a lua espreitar sobre os beirais

A ver se vislumbrava as andorinhas

E eis que se zangaram as vizinhas

E o sol se foi deitar cedo demais…

 

Quando o sol se deitou, houve sinais

E prenúncios de noite sobre as linhas

Que os poetas traçavam. Estas minhas

Tornaram-se douradas, outonais…

 

Amanhã ou depois as noites crescem,

A lua vai brilhar por mais um tempo

E a chuva vai cair sobre os terraços…

 

São prenúncios de Outono antes que fechem

As horas deste meu entendimento

Gerado na matriz de outros abraços…

 

 

Imagem retirada da internet

sinto-me :
publicado por poetaporkedeusker às 15:20
link do post | "poete" também! | favorito
|
18 comentários:
De Vitor a 8 de Setembro de 2009 às 18:02
Desculpe a ausência...mas constato que a beleza da sua obra não tem fim.

Beijinho
De poetaporkedeusker a 9 de Setembro de 2009 às 14:42
Obrigada Vitor! Também eu peço desculpa pelas minhas eternas ausências. Mal consigo manter este blog em dia...
Um grande abraço!
De rosafogo a 8 de Setembro de 2009 às 22:23
Subscrevo o que disse o amigo que comentou antes de mim, de facto és maravilhosa.
Mas que riso lindo vim encontrar, até fico mais satisfeita, pois estive ausente e nem
tive tempo de vir saber como ías de saúde, dado à altura em que saí teres ído ao hospital.
Desejo que tivesses melhorado e que tudo esteja quase ou mesmo perfeito.
Minha amiga já tinha saudades dum pedacito de conversa, mas isto de estar ausente mesmo
só por uns dias nem te digo, não é fácil voltar
à ordem.
Hoje achei alegre também o teu poema,
sabes que o Outono é a minha estação preferida, sou ao contrário de toda a gente
a mais difícil de passar é o Verão, odeio o calor, ainda mais a Vida me apoquenta neste
tempo.
Mas sabes como é o Sol faz falta aos ossos
que já não andam muito bem e então decidimos tirar uns dias para tal.
E pronto estou feliz porque estou de novo
neste nosso cantinho.
Deixo-te um abraço muito carinhoso na esperança que tudo te sorria.

natália
De poetaporkedeusker a 9 de Setembro de 2009 às 14:59
Amiga, garanto-te que o Outono foi sempre a minha estação favorita... até ter vivido o Inverno passado. Ia, literalmente, morrendo congelada! Andava com nove!!! camisolas,as calças do pijama por baixo das calças normais e por cima dos collants, dois pares de peúgos (do Chinês) e, mesmo assim, quase congelei... fiquei muito receosa do frio e, reconhecendo sempre a serena beleza de cada Outono, não consigo deixar de pensar que o frio está quase a chegar... quanto à evolução do meu estado físico... desastre! Estou com uma hepatite auto-imune ou medicamentosa e já estava com ela quando, na Páscoa, fui parar às urgências.... mas ficou por diagnosticar. Ninguém se lembrou de me pedir as transaminases e acabei por sair com três diagnósticos diferentes... para uns era infecção urinária, para outros respiratória e, claro, a oclusão intestinal que era muitíssimo evidente. Bom, mas eu continuo a vir, muito devagarinho, sem fazer esforços, publicar tudo o que conseguir. O pior é que mal consigo manter o Poeta em dia... os sonetos continuam a nascer, mas o tempo parece ter encolhido na proporção directa do aumento da Gama G T :) Amanhã é um dos dias de visita obrigatória. Não sei se conseguirei postar.
Sabes, por acaso, o que é feito do nosso amigo Eduardo? Estou a ficar preocupada.
Um grande abraço!
De rosafogo a 11 de Setembro de 2009 às 02:05
Não sei nada do amigo Eduardo, a não ser que tinha ído uma semana, para fora devido a questões relacionadas com a família, mas
também já estou estranhando a ausência.
Agora também tu me preocupas, com essas notícias sobre a tua saúde, sabes que eu tenho um genro com um problema muito identico senão igual fazia febres altíssimas e andou em tratamento no hospital, agora não sei dizer o nome mas sei que o tratamento foi violento
deitou-o um pouco abaixo, mas passou vão talvez cerca de dois anos e felizmente até á data, parece tudo normal.
O mesmo te desejo amiga, ânimo, um dia de cada vez, não podes fazer mais paciência, só
vais até onde podes, deixo-te uma critica, eu acho que trabalhas demais, digo-te francamente nem sei como dás conta.
As nossas costas, os olhos enfim tudo já se ressente um pouco, achas que tenho razão?

Escusas de dar resposta, não quero que te canses, logo venho saber notícias tuas.

beijo
rosa
De poetaporkedeusker a 11 de Setembro de 2009 às 12:49
Continuo preocupada com o Eduardo, mas as minhas análises estavam melhores, no que diz respeito à hepatite. A Varfarina é que parece que já não faz o efeito que devia, com as alterações metabólicas e medicamentosas... olha, isto é mesmo muito complicado. Nem me apetece falar disso, mas a verdade é que tive de aumentar a Varfarina e parar com outros medicamentos. Continuo cansada. Hoje, mais uma vez, não consegui vir trabalhar da parte da manhã. Levo horas só para tomar o meu duche, parece que funciono em câmara lenta... e tenho muitas cólicas na barriga e no rim direito, mas isso vai ficar para dia 25, na consulta de Gastro. Confesso que estou apavorada com essa consulta. Estou mesmo!
Beijinho.
De *FreeStyle* a 9 de Setembro de 2009 às 08:37
Lindo lindo lindo, paareçe que se sente na pele a frescura dos teus prenuncios de Outono.



Bêjuuuuuuu Poeta do mê
De poetaporkedeusker a 9 de Setembro de 2009 às 15:01
Caramba, Free do mê ... fiquei babadona!
Bêjuuuuuuuuuuuuuu!
De Maria a 9 de Setembro de 2009 às 09:53
Olá Amiga João

Tão bela a foto, quão bela a sua fotografia tal como o poema PARABÉNS Bjs
De poetaporkedeusker a 9 de Setembro de 2009 às 15:12
Obrigada, Maria! Fiquei a saber do roubo da tua plantinha e estou muito solidária contigo!
O Maroto há-de voltar, vais ver!
Um grande abraço!
De ஜॐ♥ஜ___Estrelinh@___ஜॐ♥ஜ a 9 de Setembro de 2009 às 11:18
Simplesmente lindo, poeta, lindo mesmo, parabens por mais esta beleza criada por ti

beijinhos
De poetaporkedeusker a 9 de Setembro de 2009 às 15:17
Olha a Estrelita! Há que tempos que eu não passo pela tua cozinha! Lembras-te das minhas fomes nocturnas? :))) "O Fio de Esparguete" é vosso afilhado! Teu e do Free!
Um grande, grande abraço!
De M.Luísa Adães a 9 de Setembro de 2009 às 11:20
Prenúncios de Outono


belo poema!

Mª. Luísa
De poetaporkedeusker a 9 de Setembro de 2009 às 15:20
Obrigada, amiga Maria Luísa. Já retirei aquela frase do Liberdades Poéticas. Estou mesmo muito atrapalhada com o tempo e amanhã ainda vai ser pior... paciência. Tenho de aprender a não querer estar em toda a parte ao mesmo tempo...
Abraço GDE!
De a 9 de Setembro de 2009 às 12:47
Lindo demais. Amo o Outono acima de qualquer outra estação. As cores, os cheiros, os dias com a duração certa, as noites calmas.
Este poema complementa esse meu sentir. Obrigada.
Beijinho
De poetaporkedeusker a 9 de Setembro de 2009 às 15:22
Eu também gosto muito do Outono, mas desde o Inverno passado fiquei um bocadinho receosa do frio que se aproxima... mas continuo rendida à beleza da estação do ano.
Um abraço grande!
De linhaseletras a 9 de Setembro de 2009 às 13:56
Olá minha amiga, que belo este Poema ao Outono, eu também prefiro o Outono ao Verão, o Verão deixa-me ficar um pouco adoentada e sem vontade para nada.
Um grande abraço.
Idalina
De poetaporkedeusker a 9 de Setembro de 2009 às 15:30
E lá volto eu com a história do frio que passei no Inverno passado... eu gosto do Outono. Tem as mais belas tonalidades de toda a gama que as estações do ano nos vão oferecendo, mas... aproxima-se o frio e eu, este ano, não me sinto lá muito capaz de aguentar o frio. Já estou a imaginar como ficarei com dez camisolas vestidas... :))
Abraço grande, grande!

Poete também!

.Transparências de...

.pesquisar

 

.Em livro

   O lucro desta edição reverte
   totalmente a favor da Autora

.posts recentes

. AINDA GLOSANDO FLORBELA E...

. EXPLICAR-VOS TUDO, NÃO SA...

. GLOSANDO MARIA DA ENCARNA...

. GLOSANDO JOÃO MOUTINHO

. GLOSANDO A POETISA MARIA...

. INFILTRAÇÔES

. O POEMA E EU

.arquivos

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

.tags

. todas as tags

.favorito

. CONVERSANDO COM MARIA DA ...

. É a arte, solidão?

. SO(LAS)

. “A Linha de Cascais Está ...

. CANTIGA PARA QUEM SONHA -...

. Our story in 2 minutes

. «A TAUROMAQUIA É A ÚNICA ...

. Novidades a 13 de Dezembr...

. LIMPAR PORTUGAL

. Ler dos outros... (cróni...

.ARCA DE NOÉ

A Arca de Noé Vivapets distinguiu como Animal da Semana

.HORIZONTES DA POESIA


Visit HORIZONTES DA POESIA

.Autores Editora

.A AUTORA DESTE BLOG NÃO ACEITA, NEM ACEITARÁ NUNCA, O AO90

AO 90? Não, nem obrigada!

.subscrever feeds