.UM BLOG SOBRE SONETO CLÁSSICO

Da autoria de Maria João Brito de Sousa, sócia nº 88 da Associação Portuguesa de Poetas, Membro Efectivo da Academia Virtual Sala dos Poetas e Escritores - AVSPE -, Membro da Academia Virtual de Letras (AVL) e autora no Portal CEN, escrito num portátil gentilmente oferecido pelos seus leitores. ...porque os poemas nascem, alimentam-se, crescem, reproduzem-se e (por vezes...) não morrem.
Sexta-feira, 4 de Setembro de 2009

PARABÉNS SAPINHO! :)

 

Sapo que me tens presa e cativaste

Cada momento deste meu caminho,

Eu deixo-te este abraço, com carinho,

Neste espaço que é teu, que tu criaste.

 

Se de nós, blogonautas, tu esperaste

Que nunca te deixássemos sozinho,

Podes ter a certeza; és como o vinho

Deliciando aqueles que incentivaste!

 

Se eu pudesse saltar, dar-te um abraço,

Voar como tu voas pelo espaço,

Ser sempre exactamente igual a ti…

 

Se eu pudesse fazer mais do que faço…

Sapo da minha vida, o que aqui traço

São pedaços de tudo o que eu senti!

 

 

 

Para o Sapo, com todo o meu carinho J

 

 

sinto-me :
publicado por poetaporkedeusker às 13:46
link do post | "poete" também! | favorito
|
34 comentários:
De linhaseletras a 4 de Setembro de 2009 às 14:07
Boa tarde Maria João, lindo soneto tenho a certeza que o "Sapinho" vai ficar todo vaidoso com estes versos.
[Error: Irreparable invalid markup ('<br [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

Boa tarde Maria João, lindo soneto tenho a certeza que o "Sapinho" vai ficar todo vaidoso com estes versos. <BR class=incorrect name="incorrect" <a>Tambem</A> gostei muito da imagem do blog, está cheia de alegria e sempre renovada. <BR>Abraço grande
De poetaporkedeusker a 4 de Setembro de 2009 às 14:28
O sapinho merece! Quanto à imagem do blog, fico contente pelo que oiço de si... eu não consigo vê-la daqui. É uma foto minha, meio palerma, que ontem consegui ir buscar no computador do Centro Paroquial. As telas nunca ficam muito bem por terem um passe-partout bastante visível.
A nossa fábica está uma maravilha, não está?
Eu estou a dieta rigorosa, mas ninguém me proibiu o champanhe virtual! :)
Um abraço grande, grande!
De carla romão a 4 de Setembro de 2009 às 16:16
Gostei do teu sorriso Linda!
O truque é irmos dando saltinhos como o sapo! Ou saltões!
Beijos grandes!
De poetaporkedeusker a 4 de Setembro de 2009 às 16:57
Olha lá o que me estás a mandar fazer!? Estou com ordem de manter repouso absoluto por causa da malvada hepatite... :))
mas cá vou dando uns pulinhos, não quero enferrujar demais... ou ainda mais do que já estou! Olha, daqui do Centro Paroquial até consigo ver a minha cara de palerma!
As telas ficam sempre com intervalos, por causa dos passe-partout... resolvi apresentar o meu próprio frontespício :)) como template... mas acho que o não devia ter feito. Só tu e a Linhaseletras é que não fugiram...
Beijinho grande!
De carla romão a 6 de Setembro de 2009 às 23:22
Olá linda, arranja-se um trampolim e já está meio caminho "saltado". As tuas melhoras!
... e podemos arranjar também uma sapinha daquelas que vivem perto dos charcos, bem gordinha para dar balanço no trampolim... lol Espero que o sapo goste da surpresa, eu sei que por mim fugia a 7 pés!
Beijões
De poetaporkedeusker a 7 de Setembro de 2009 às 14:54
Ok! Tens razão... pode ser que com o trampolim até consiga lá chegar :))
Fugias a 7 pés deste soneto? Hummm... não está tão mau como isso. Ora deixa cá ver... Os decassílabos estão correctíssimos e tendo tónicas na sexta e décima sílaba métrica podem perfeitamente receber o título de heróicos. Ou era da sapinha que o sapinho deveria fugir?

Beijões!
De carla romão a 7 de Setembro de 2009 às 21:52
É claro que só podia ser da sapinha!
Fugir dos Teus versos que são Nossos. Recuso-me.
Mil Beijões!
De carla romão a 7 de Setembro de 2009 às 21:57
E o soneto está maravilhoso!
De poetaporkedeusker a 8 de Setembro de 2009 às 12:08
Agora é que fico mesmo ! Mas estou mesmo, mesmo sem tempo... continuei à espera de que me deixassem o postal de uma encomenda de 10Kgs que uma prima do Norte me enviou e... nada. Ela já se queixou e a encomenda está na estação dos CTT desde o dia 4... parece é que ninguém ma quer vir entregar... e eu confesso que não estou capaz nem sequer de ir a pé até lá, quanto mais de trazer desz quilos ao colo... e ainda por cima na quinta feira tenho consulta obrigatória no Hospital de Dia. Desculpa lá, Carla. Estás a ser vítima das minhas pequeninas frustrações do dia a dia. Pronto! Já não te aborreço mais!
Mil beijões!
De carla romão a 11 de Setembro de 2009 às 14:01
Tu nunca aborreces, desculpa só escrever agora já tinha lido o teu comentário e respondido, mas reparei que recebi msg de erro. Já consegui-te resolver o problema da encomenda? Se não manda-me um e-mail.
Quanto ao Taz está Super-Tasmanico!
Beijões
De poetaporkedeusker a 11 de Setembro de 2009 às 14:18
:)) Também sempre gostei do Taz, sabes? Não tem qualquer má conotação, para mim... ainda por cima representa um mamífero real que o homem conduziu à extinção. Penso que era um animal nativo da Austrália. Já soube muito sobre isto, mas a memória só me deixou estes restinhos :)... mas a verdade é que eu continuo a achar que é urgente que aprendamos a conviver com a fauna que nos rodeia. É tudo tão belo, tão extraordinariamente belo no seu equilíbrio... temo pelos resultados, a médio prazo, do desequilíbrio... se calhar já nem é tão "médio" como isso e já se vai avizinhando para vocês, os da geração posterior à minha...
Beijinhos grandes!
De poetaporkedeusker a 8 de Setembro de 2009 às 12:00
:)) e entretanto encontrei um Taz que é uma delícia... espero não ter assustado ninguém. Não resisti ao Bicho! :)))
Mil beijões!
De M.Luísa Adães a 6 de Setembro de 2009 às 11:38
Lindo ao sapinho.
linda a tua foto!
Lindo o teu poema!

Escrevi a resposta aos "Abandonados"

"Perdi..."

beijos,

Mª. Luísa
De poetaporkedeusker a 7 de Setembro de 2009 às 14:55
Vou já, já ver, amiga. Perdeste? Como perdeste?
Até já.
De poetaporkedeusker a 7 de Setembro de 2009 às 16:24
Mas eu já te escrevi nesse poema... só não sei quem é a jovem da fotografia...
Ora vai lá ver!
De M.Luísa Adães a 7 de Setembro de 2009 às 16:49
A jovem da foto sou eu, mas bastante mais nova.
Atiro para a forma de vestir desportiva e
cabelinhos ao vento.
Eu acho a foto um encanto (sem vaidade).

Estou preocupada com o fisga e rosafogo,
sou louca, ninguém se preocupe comigo e não contesto.

Mas eu preocupada com os outros, é inédito,
lava-me para um "Museu".

beijos,

Mª. Luísa
De poetaporkedeusker a 7 de Setembro de 2009 às 17:17
Olha, eu já tenho o hábito de me questionar acerca de todos vocês, não no sentido de saber onde estão e exactamente quem são, mas no de desejar sempre que estejam bem, que estejam a ser felizes. O nosso amigo Fisga deve voltar amanhã e a Rosafogo deve estar nos Poetas Lusófonos. Estou mesmo, mesmo sem tempo, mas vou dar uma espreitadela rápida:::
Abraço grande!
De M.Luísa Adães a 7 de Setembro de 2009 às 17:39
Mª. joão

O meu preocupar também se relaciona com o estarem bem.
A partir daí, cada um escolhe o seu lugar.

Não te canses à procura deste e daquele.
Se estão bem ( isso é principal) venham ou não quando lhes apetecer.

Mas agradeço acenderes uma luz:. Estou
satisfeita e em paz.
obrigada,

Mª. Luísa
De poetaporkedeusker a 7 de Setembro de 2009 às 18:07
Perdão, Maria Luísa! Antes que isto feche comigo cá dentro... em relação à Rosafogo, queria dizer LUSOPOEMAS. Desculpa. Tenho de ir.
Bjo!
De poetaporkedeusker a 7 de Setembro de 2009 às 17:27
Esqueci-me de te dizer que estás linda na foto! Ai, estou mesmo, mesmo sem tempo!
Beijinho!
De *FreeStyle* a 7 de Setembro de 2009 às 06:02
Hummmmmmm, ulha cá aond`éi o Alentejuuuuuu!!!!!!

Um blog com "cara de Poeta"!!!!!

Adorei o template, assim como adorei o soneto, mas o soneto sabe-se....escrito por ti só podia sair uma maravilha.

Parabens ao sapo, mas acima de tdo....´dona deste blog.



Bêjuuuuuuuuu
De poetaporkedeusker a 7 de Setembro de 2009 às 15:09
:)) Gostei dessa, do "blog com cara de poeta"... eu, daqui, nem me vejo, mas arranjei maneira de usar o meu maior sorriso.
Aonde ei o Alentejuuu??? Ó cumpadri, é mesmo ali, depois do Ribatejo e antes do Algarve, ora essa :)))
Bêjjjjuuuuuuuuuuuuu!
De Katerina K. a 7 de Setembro de 2009 às 11:35
O nosso batráquio merece tamanha honra de ter um soneto desta poeta que todos admiramos!

Abraço flautístico,
Joana F.
De poetaporkedeusker a 7 de Setembro de 2009 às 15:11
Olá Joana!
Será que o Sapito é o "homem" da minha vida??? Isso explicaria esta desmedida paixão que tenho por sapos desde que me lembro de ser eu!
Abraço grande!
De Katerina K. a 7 de Setembro de 2009 às 18:37
Talvez seja ;)

Beijinho flautístico,
J.F.
De poetaporkedeusker a 8 de Setembro de 2009 às 12:14
Não sei se alguma vez leste o "Bichos", do Torga. Eu li-o quando era muito pequenina e, desde aí, fiquei perdida de amores por aquele sapo incompreendido e maltratado. Não que me identificasse com ele. Por essa altura tinha uma vida maravilhosa... mas a verdade é que nunca mais consegui esquecer-me desse sapo nem do quanto os trabalhadores do campo lhe devem.
Abraço grande!
De Katerina K. a 8 de Setembro de 2009 às 12:17
Sim, li, também quando era pequena. É um escritor que eu admiro particularmente. E os sapos são adoráveis e muito úteis; sei do que falo porque eu própria vivo no campo, portanto às duas por três vejo-me rodeada de pequenas criaturas verdes que coaxam.

Beijinho flautístico,
J.F.
De poetaporkedeusker a 8 de Setembro de 2009 às 14:39
É isso, amiguinha! Os sapos são muitissimo úteis, tal como as aranhas. A nossa sobrevivência neste planeta estaria ainda mais ameaçada se não tivessemos a ajuda dessas pequenas criaturas. Os insectos hematófagos reproduzem-se de tal forma que pouco espaço haveria para nós e para os outros mamíferos como nós. Este trabalho é mesmo fabuloso! Tudo se equilibra na perfeição!
Beijinho!
De Katerina K. a 8 de Setembro de 2009 às 14:40
Exactamente. Uma vénia ao equilíbrio ecológico.
De poetaporkedeusker a 8 de Setembro de 2009 às 14:59
E outra minha! Bem grande! :)
De ligeirinha a 7 de Setembro de 2009 às 13:06
Parabéns Poeta estás linda!
Do sapo detesto-o, sempre a criar trapalhadas , pouco profissionalismo, arranjaram foi um grande tacho1 Nunca me resolveram NADA!!!
De poetaporkedeusker a 7 de Setembro de 2009 às 15:24
Que queres tu, minha Ligeirinha? Eu já tinha uma enorme paixão por sapos por volta dos meus cinco anos... confesso-me mais do que rendida, sobretudo depois de o ver de chucha , coitadinho...
Olha, eu não vejo nadinha dos templates, aqui do CJO mas sei que pus o maior sorriso que tinha em foto.
Beijinhos!
De rosafogo a 25 de Setembro de 2009 às 23:27
Mas hoje estou por aqui também, suas poetizas marotas, com que então não sabiam de mim?! Pois é Mª João se soubesses quanto
sofro e quanto já chorei pelo meu bichinho,
fiquei uma semana na aldeia à procura dele
desapareceu do jardim num abrir e fechar de olhos, estou muito triste.
Tenho de facto andado pelo Lusopoemas
porque espero o meu neto para me pôr fotos
que eu ainda não aprendi e não tenho postado
no blog porque nada tenho para o embelezar.

Bem depois das minhas tristezas, vim saber
de ti, espero poder conversar brevemente um pouquinho contigo,lembras aquelas nossas conversas, em tudo em nós foi tão diferente
e ainda assim tu me entendes e eu gosto de
conversar contigo?!
Pois é amiga, estou triste mesmo, segunda lá vou de novo ver se o encontro até parece um mistério, se soubesses as saudades que eu tenho
eu sei que tu compreendes.
abraço grande
que fiques bem é o que desejo
rosa
De poetaporkedeusker a 28 de Setembro de 2009 às 11:08
Não sabia que o teu animalzinho tinha desaparecido! Desculpa, quase não tenho feito visitas... é terrível, é! Era de raça? Podemos pôr sempre a hipótese de ter havido um roubo... há pessoas capazes de tudo! Deus queira que o consigas encontrar... que já o tenhas encontrado. Os animais, quando se adaptam a uma vida pacata, junto de humanos, difícilmente conseguem voltar à vida das ruas. Não desenvolveram as competências que uma sobrevivência em constante competição lhes exige.
Um grande abraço para ti e para ele!

Poete também!

.Transparências de...

.pesquisar

 

.Em livro

   O lucro desta edição reverte
   totalmente a favor da Autora

.posts recentes

. SE EU PUDESSE, NÃO PODIA

. A SEREIAZINHA

. CALEIDOSCÓPIO

. DEPOIS DA MARÉ-CHEIA...

. UM MOSQUITO NO COPO DO LE...

. UM MOSQUITO NO COPO DO LE...

. RUGA A RUGA

.arquivos

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

.tags

. todas as tags

.favorito

. CONVERSANDO COM MARIA DA ...

. É a arte, solidão?

. SO(LAS)

. “A Linha de Cascais Está ...

. CANTIGA PARA QUEM SONHA -...

. Our story in 2 minutes

. «A TAUROMAQUIA É A ÚNICA ...

. Novidades a 13 de Dezembr...

. LIMPAR PORTUGAL

. Ler dos outros... (cróni...

.ARCA DE NOÉ

A Arca de Noé Vivapets distinguiu como Animal da Semana

.HORIZONTES DA POESIA


Visit HORIZONTES DA POESIA

.Autores Editora

.A AUTORA DESTE BLOG NÃO ACEITA, NEM ACEITARÁ NUNCA, O AO90

AO 90? Não, nem obrigada!

.subscrever feeds