.UM BLOG SOBRE SONETO CLÁSSICO

Da autoria de Maria João Brito de Sousa, sócia nº 88 da Associação Portuguesa de Poetas, Membro Efectivo da Academia Virtual Sala dos Poetas e Escritores - AVSPE -, Membro da Academia Virtual de Letras (AVL) e autora no Portal CEN, escrito num portátil gentilmente oferecido pelos seus leitores. ...porque os poemas nascem, alimentam-se, crescem, reproduzem-se e (por vezes...) não morrem.
Segunda-feira, 31 de Agosto de 2009

UM APELO DA SERRA DA ARRÁBIDA

http://prosa-poetica.blogs.sapo.pt/47471.html

 

Foram abandonadas nove vidas

Na aridez de uma serra milenar

Que é bela mas que não lhes pode dar

O consolo da água e da comida...

 

A Arrábida chorou, sentiu-se ferida

Por esses pobres cães que estão sem lar

E pede a quem os possa ir ajudar,

A quem os cuide, a quem lhes dê guarida:

 

- Nove seres indefesos, vitimados

Por quem um dia amaram com fervor,

Ao abandono, sem terem abrigo...

 

Venham buscá-los, dar-lhes os cuidados

Que eles merecem, dar-lhes esse amor

Que só lhes pode dar um grande amigo...

 

 NOTA - Este soneto corresponde a uma situação infelizmente bem real. Por favor visitem http://prosa-poetica.blogs.sapo.pt/

 

sinto-me :
publicado por poetaporkedeusker às 16:20
link do post | "poete" também! | favorito
|
12 comentários:
De M.Luísa Adães a 31 de Agosto de 2009 às 17:15
Mª. João

Muito bem escrito, tal como tu és,
tal como tu sabes. Te agradeço e que Deus
te dê as melhoras.
Apenas um pormenor :

há uma cadelinha nos abandonados que está
Grávida.
Tenebroso!Obrigada pelo teu soneto!

Maria luísa
De poetaporkedeusker a 31 de Agosto de 2009 às 17:23
Não tens de quê, amiga. Vi-me obrigada a ficar´`a espera, na entrada, pois o meu tempo online já terminou. Felizmente alguém saiu e eu ainda consegui vir responder-te. Esperemos, do fundo do coração, que alguém possa acudir a estes pobres animais. O pormenor da cadelinha grávida é, realmente, chocante.
Um grande abraço!
Dentro de minutos terei de abandonar o CJO por hoje, claro.
De linhaseletras a 31 de Agosto de 2009 às 22:51
Olá Maria João, que belo soneto a servir de alerta para o abandono de tantos animais, e nesta altura ainda é mais grave, as pessoas só se lembram do seu bem estar e esquecem que os animais também precisam de carinho e Amor, e quando vão de férias o destino de muitos cães e gatos é o abandono simplesmente
Quando são pequeninos são muito bonitos mas começam a crescer e começam a incomodar e o resultado é este que se vê.
Um abraço e as suas melhoras. Até amanhã
De poetaporkedeusker a 1 de Setembro de 2009 às 11:59
Infelizmente assim é, minha amiga Idalina. Um compromisso com um animal é para a vida inteira... pelo menos é assim que deveria ser, mas sabemos bem que as ruas se enchem de animais abandonados, sobretudo no Verão.
Hoje devo recomeçar os almoços no Centro Paroquial, graças a Deus. Entretanto espero que este nosso apelo tenha dado os seus resultados e que alguém tenha acolhido os pobres animais. A Maria Luísa disse-me que uma das cadelinhas estava grávida... pobres abandonados por quem tanto amaram...
Um grande abraço para si e toda a família e desculpe-me estas ausências ao Linhas e letras. Não tenho conseguido visitar praticamente ninguém.
De Maria a 1 de Setembro de 2009 às 10:49
Olá João

Lindo poema sobre uma realidade tão dura.
Olha Visita o blog

http://marotoecompanhia.blogs.sapo.pt

é do meu sobrinho e faz-lhe um verso que ele diz que não sabe fazer.
Obrigada Bjs
De poetaporkedeusker a 1 de Setembro de 2009 às 12:01
É mesmo realidade, amiga Maria. Estes cachorros estão mesmo abandonados na Serra da Arrábida. Obrigada por me indicares este novo blog. Vou já visitá-lo!
Um abraço grande!
De Peter a 1 de Setembro de 2009 às 15:07
gostava de chorar, amiga mas... estou em genova, á quinze dias o governo de berlusconi deixou morrer no mar de agrigento 75 eritreus porque proibiu , por lei, a ajuda humanitária a emigrantes ilegais... e continua a saga de mão dada com a Libia de kadafi!!! Perante a nossa complacência, o nosso silêncio, a quase mudez duma europa que apregoa os direitos humanos e uma igreja praticamente calada !!!!

gostava de chorar, amiga ...!!! Bacio...
De poetaporkedeusker a 1 de Setembro de 2009 às 15:25
Eu entendo Peter e sei que pode parecer chocante focarmo-nos sobre outras espécies quando a nossa se auto-destrói desta forma... mas eu sou daquelas pessoas que acreditam numa melhoria a todos os níveis e para todas as espécies. Não sei fazer grandes apelos para as grandes causas que toda a gente conhece e deixa passar. Não sou uma pessoa importante, Peter. Fico com as sobras, com as migalhinhas daquilo que até os mais pobres podem fazer e farão quando, enquanto espécie, aprenderem a não abandonar homens nem animais. Acredito que uma coisa é inerente à outra e que estes trabalhitos apagados também têm o seu valor no crescimento do ser humano. De qualquer modo não valeria a pena esforçarem-se por mudar-me... sou assim desde muito, muito pequenina. :)
Se conhecer alguém que não consiga ressuscitar os 75 emigrantes ilegais mas que possa recolher estes animais, ficar-lhe-ei muito grata.
Bacio!
De Peter a 1 de Setembro de 2009 às 18:33
de modo nenhum estou a criticar o post , se há coisa em que acredite neste mundo é no milagre da vida e isso não é exclusivo do ser humano , é comum na terra, talvez no universo....mas o não cumprimento dos direitos do homem é um sintoma muito claro da desumanização em que vivemos. Se nem os homens escapam á voracidade duma violência irracional, como podem escapar os animais ?????
De poetaporkedeusker a 2 de Setembro de 2009 às 16:57
É verdade, Peter. Há tanta desumanidade por aí... mas hoje aconteceu um daqueles "acasos" que me deixam a alma mais consolada. Uma jovem parou o carro junto ao hospital e, cuidadosamente, foi colocar água e alimentos a uma família de gatos que alguém abandonou entre os pinheiros. Não nos falámos, mas o sorriso que lançámos uma à outra era bem diferente do sorriso casual que se oferece ao estranho que passa por nós. :)
Bacini!
De M.Luísa Adães a 7 de Setembro de 2009 às 12:20
Mª. João

Que se passa contigo?

Hoje, segunda-feira, não disseste nada.

Respondi com o poema "Perdi..." ao assunto
do poema "Abandonados".
Já te disse ontem.

Espero que estejas bem!

Com amizade,

Mª. Luísa
De poetaporkedeusker a 7 de Setembro de 2009 às 16:10
Já estive hoje no teu blog, amiga. Durante o fim de semana não tenho acesso à internet e não tenho podido vir da parte da manhã por estar à espera de uma encomenda de uma prima minha, de Caminha. Segundo a informaram nos CTT, a encomenda já cá está desde o dia 4, mas eu não recebi nada. Nem sequer o postal de aviso... não sei o que se passa. Sei é que não posso trazer para casa uma encomenda de dez Kgs e, pelos vistos, é o que me espera. Não sei como irei fazer isto...
Um abraço grande!

Poete também!

.Transparências de...

.pesquisar

 

.Em livro

   O lucro desta edição reverte
   totalmente a favor da Autora

.posts recentes

. CONVERSANDO COM JOSÉ SARA...

. A ARCA DE FERRO

. PORQUE O CÉU NÃO TEM LIMI...

. NEM VIVA, NEM MORTA...

. "UPSIDE DOWN"

. SONETO BÁRBARO

. MEMÓRIAS DE INFÂNCIA

.arquivos

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

.tags

. todas as tags

.favorito

. CONVERSANDO COM MARIA DA ...

. É a arte, solidão?

. SO(LAS)

. “A Linha de Cascais Está ...

. CANTIGA PARA QUEM SONHA -...

. Our story in 2 minutes

. «A TAUROMAQUIA É A ÚNICA ...

. Novidades a 13 de Dezembr...

. LIMPAR PORTUGAL

. Ler dos outros... (cróni...

.ARCA DE NOÉ

A Arca de Noé Vivapets distinguiu como Animal da Semana

.HORIZONTES DA POESIA


Visit HORIZONTES DA POESIA

.Autores Editora

.A AUTORA DESTE BLOG NÃO ACEITA, NEM ACEITARÁ NUNCA, O AO90

AO 90? Não, nem obrigada!

.subscrever feeds